Posts tagged Vasco

HOJE – Vasco x Sport: “Vice líder quer aprontar em São Januário”

0

Na vice liderança do campeonato Brasileiro, o Sport chega em São Januário neste Sábado, com moral e respeito do adversário. O técnico Claudinei Oliveira contará com a volta do lateral esquerdo Sander.

VASCO:

Tentando se recuperar em um momento de crise, o Vasco estreia o técnico Jorginho neste sábado, quando encara o Sport em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Cruz-Maltino, que vem de um empate por 1 a 1 com o Cruzeiro, deve ter dificuldades neste jogo. Com 12 pontos, no 13º lugar, o time carioca vê o triunfo se tornar obrigatório para se manter uma distância segura da zona de rebaixamento. Isso em um cenário onde o novo treinador, que ocupa a vaga de Zé Ricardo, que pediu demissão, estreia já precisando ganhar.

Resultado de imagem para Vasco x Sport

FICHA TÉCNICA:
VASCO X SPORT

11ª RODADA

COMPETIÇÃO: Série A – 09 06
LOCAL: São Januário – HORÁRIO: 19h

ÁRBITRO: Savio Pereira Sampaio (DF)
ASSISTENTE: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Ciro Chaban Junqueira (DF)

VASCO: Fernando Miguel, Luiz Gustavo, Paulão, Ricardo e Henrique; Leandro Desábato, Andrey, Bruno Cosendey, Yago Pikachu e Wágner; Andrés Rios. Técnico: Jorginho
SPORT: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Deivid, Fellipe Bastos, Gabriel e Marlone; Rogério e Rafael Marques. Técnico: Claudinei Oliveira

Vasco anuncia dois técnicos, um que abandonou o Ceará, e outro demitido pelo Santa Cruz

0

O Vasco da Gama que vive mal das pernas no campeonato Brasileiro anunciou na tarde desta Terça-feira(05) a contratação de dois treinadores.

O novo técnico será Jorginho, que abandonou depois de 15 dias e três derrotas, o time do Ceará. E surpreendeu ao anunciar para a coordenação técnica, Paulo Cesár Gusmão, que recentemente foi demitido pelo Santa Cruz.

É OFICIAL. Jorginho é o novo treinador do Vasco da Gama. Paulo Cesar Gusmão assume como coordenador técnico.

SAIU!! – Vasco perde clássico e técnico pede demissão!

Chegou ao fim da linha o trabalho do técnico Zé Ricardo no Vasco. O treinador pediu demissão após a derrota para o Botafogo por 2 a 1, neste sábado, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro.

Zé Ricardo conseguiu classificar o Cruzmaltino para a Copa Libertadores após seis anos e foi vice-campeão carioca este ano. Ele somou 50 jogos, sendo 22 vitórias, 13 empates e 15 derrotas. O aproveitamento foi de 52,7%.

SERÁ? – Vasco pode fazer proposta para Diego Souza do Sport

Com contrato em vigor com o Sport até dezembro de 2018, e com prioridade de renovação, Diego Souza que sonha em ir para copa da Rússia na próxima temporada.

Outra mudança que poderá pintar na vida do jogador seria uma saída do Leão da Ilha para o Vasco da Gama. Segundo o comentarista da Rádio Bandeirantes(SP), Jorge Nicola, o Vasco tem interesse na volta do meia atacante a Colina.

Diego Souza já defendeu o Vasco nas temporadas de 2011/12 onde jogou 89 partidas e marcou 29 gols.

 

OLHA A BRONCA! – Santos cobra Vasco na Justiça por dívida relacionada a André do Sport!

O Santos entrou na Justiça para cobrar o Vasco de uma dívida de quatro anos. O Alvinegro acusa o Cruzmaltino de não ter pago um valor de R$ 680 mil ao atacante André, que atualmente defende o Sport e em 2013 foi emprestado pelo Peixe ao clube carioca.

Na época, o Alvinegro pagou a André salário do mês de outubro, FGTS e três parcelas de quitação que totalizam R$ 681,440,84, pois, de acordo com a acusação, o Vasco não cumpriu com o compromisso de quitar os vencimentos do atacante. Por contrato, o Peixe teria que arcar com o pagamento se o Cruzmaltino não o fizesse.

O departamento jurídico do Vasco afirma não ter sido notificado e que o acontecido diz respeito à gestão anterior.

O camisa 9 foi revelado pelo Santos em 2010 e vendido no mesmo ano para o Dínamo de Kiev, da Ucrânia, após o título da Copa do Brasil. Após passar pelo Bordeaux, da França, foi comprado pelo Atlético-MG em julho de 2011.

Em agosto de 2012, o Santos comprou 25% do atacante por R$ 5,5 milhões e ficou com o jogador por empréstimo. Porém, André não rendeu o esperado pelo então técnico Muricy Ramalho e perdeu espaço para Miralles.

Depois do Paulistão de 2013, o Peixe repassou André para o Vasco. Em São Januário, ele fez 12 gols em 27 jogos, mas não impediu a queda do Cruzmaltino para a Série B e retornou ao Atlético-MG. Depois, André passou por Corinthians e Sport, onde está atualmente.

LANCE.COM

HOJE – Sport x Vasco: “Vença não pra ver…”

“Vença não pra ver” essa foi uma frase bastante badalada nas redes sociais pelo Rubros negros após o inicio da 25ª rodada do Brasileirão. O Sport já está na beira do abismo do Z4 e precisa quebrar um jejum de sete rodadas sem vencer.

Já o técnico do Sport, Luxemburgo, parece viver em outro mundo. O técnico disse essa semana que não viu ainda a torcida do Sport fazer a diferença. Esquece Luxa que com o futebol de R$ 5 que o Sport vem apresentando, já tem gente indo aos jogos além da conta.

Além da péssima fase do Sport existe outra preocupação por parte da torcida. O Vasco vem de sérias reclamações contra arbitragem, já que foi roubado descaradamente pelo gol de mão do Corinthians na última rodada. A comissão de arbitragem escalou árbitros FIFA para hoje(25) noite na Ilha do Retiro.

No Vasco, o técnico Zé Ricardo ganhou um desfalque de última hora. O meia Wagner não se recuperou de dores musculares e está vetado. Para o seu lugar, o treinador testou a equipe com Yago Pikachu e Guilherme Costa, mas não confirmou quem será titular.

No 1º turno no Rio, Vasco 2×1 gol da vitória do Fabuloso

FICHA TÉCNICA:
SPORT X VASCO

25ª RODADA

COMPETIÇÃO: Série A – 25 09
LOCAL: Ilha do Retiro – HORÁRIO: 20h

Árbitro Sandro Meira Ricci – SC (FIFA)
Árbitro Assistente 1 Emerson Augusto de Carvalho – SP (FIFA)
Árbitro Assistente 2 Marcelo Carvalho Van Gasse – SP (FIFA)
Quarto Árbitro Fabio Rogerio Baesteiro – SP (CBF)
Árbitro Assistente Adicional 1 Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral – SP (CBF)
Árbitro Assistente Adicional 2 Vinicius Furlan – SP (CBF)
Analista de Campo Emerson Luiz Sobral – PE (CBF)

SPORT: Magrão; Raul Prata, Ronaldo, Henriquez e Mena; Anselmo, Rithely, Wesley e Diego Souza; Rogério e André. Técnico: Luxemburgo
VASCO: Martín Silva, Madson, Breno, Anderson Martins e Ramon; Jean, Wellington, Yago Pikachu (Guilherme Costa), Nenê e Mateus Vital; Andres Rios. Técnico: Zé Ricardo

PARECE PIADA! – Vasco vence misto do Grêmio e entra no G6

Em São Januário, o Vasco conseguiu o triunfo no retorno ao estádio. O técnico Zé Ricardo, estreando na equipe, adotou a postura de atacar apenas nos contra-ataques.

Com uma defesa bem postada, o Cruzmaltino praticamente não sofreu sustos e, quando conseguiu encaixar um contra golpe rápido, garantiu os três pontos. Aos 42 minutos do primeiro tempo, Nenê levou a bola pelo meio e abriu para Ramon na esquerda. O lateral cruzou na área e encontrou Mateus Vital, livre, que entrou de carrinho e balançou a rede. Na etapa final, o time carioca controlou bem a vantagem e segurou o resultado positivo.

O Vasco foi a 31 pontos com o triunfo e assumiu o sexto lugar. O Grêmio tem 43 e é o segundo colocado.

Afundado em dívidas, o Vasco é considerado um clube em estado de falência

No site Época EC (Por Rodrigo Capelo) – Eurico Miranda tem o defeito de tentar mostrar força só no gogó. Quando a realidade dá as caras, a frase de efeito constrange – como quando o Vasco foi rebaixado à segunda divisão, em 2015, apesar de o presidente ter garantido que se mudaria para a Sibéria se isso acontecesse.

Captura de Tela 2017-05-15 às 13.23.10

“O vasco vai brigar nas cabeças, com certeza”, e dizia o cartola em entrevista coletiva que havia convocado, em 20 de dezembro de 2016, para falar sobre as finanças vascaínas. Meses depois, após publicado o balanço financeiro do clube, chega a realidade. Não há nenhuma evidência de que tenha condições de disputar as primeiras posições do Campeonato Brasileiro. Nem perto disso. O Vasco de 2017 em estado de insolvência.

Antes de nos aprofundarmos nos números, um alerta. Tudo o que você lerá aqui foi extraído do balanço financeiro vascaíno. Mas há razões para desconfiar do documento. A auditoria independente Anend, contratada por Eurico para verificar as contas de 2016, como manda a lei, expressou em seu relatório que não pôde checar todos os dados. Os auditores não conseguiram confirmar se havia dinheiro em caixa, por exemplo, nem uma série de outros indicadores cujos valores foram apresentados pela direção cruz-maltina. A auditoria avaliou as finanças com o que tinha e responsabilizou a administração do time pelo que viu, mas não pôde testar.

Dito isso, comecemos pelo dinheiro que entra no caixa. O Vasco faturou R$ 213 milhões em 2016, o maior valor de sua história, mas com um enorme asterisco. A maior parte do aumento se deve aos R$ 60 milhões em luvas que recebeu da TV Globo por vender, antecipadamente, os direitos de transmissão para as temporadas de 2019 a 2024. O faturamento recorrente, sem as luvas, está na casa dos R$ 150 milhões. Outras fontes de receitas mostram performances preocupantes. O Vasco teve em 2016 as piores rendas de sua história recente – desde 2010, quando passou a detalhá-las – em bilheterias, patrocínios e transferências de atletas. O que segura as pontas é a TV.

Depois vem o dinheiro que sai do caixa. Apesar de jogar a Série B, campeonato no qual a competitividade é menor, os gastos aumentaram para quase R$ 200 milhões. Repare o descompasso entre quanto o Vasco arrecada e quanto o Vasco gasta. Faltaram R$ 50 milhões para que o clube conseguisse apenas fechar a conta – sem que pagasse um centavo sequer das dívidas que acumulou ao longo dos últimos anos, assunto para o parágrafo seguinte. Eurico só terminou o ano no azul porque recebeu as luvas pelo contrato de 2019 a 2024. Uma receita que não se repetirá nem em 2017, nem tão logo.

Se o problema fosse pontualmente o descompasso entre receitas e despesas, estaria tudo certo. O Vasco tem condições de, na primeira divisão, elevar suas receitas com bilheterias e patrocínios para tentar fechar a conta. Mas não é o caso. O resultado das trágicas gestões de Roberto Dinamite e do próprio Eurico é um endividamento maior do que o Vasco. O clube possui R$ 205 milhões em dívidas de curto prazo, que precisam ser pagas no decorrer de 2017, equivalentes a 40% de todo o seu endividamento.

Você não precisa de calculadora para chegar à principal conclusão. Se o Vasco fatura coisa de R$ 150 milhões, mas gasta R$ 200 milhões com despesas e tem R$ 205 milhões a pagar em dívidas, faltam R$ 255 milhões apenas para que o clube termine 2017 no zero a zero. A auditoria é clara sobre a situação no relatório que acompanha o balanço: “Eventos ou condições futuras podem levar o Vasco a não mais se manter em continuidade operacional”. Em português claro: o Vasco pode quebrar de vez.

Eurico alega que a situação hoje é melhor do que quando reassumiu o time, no fim de 2014. É verdade. O endividamento foi reduzido de R$ 653 milhões naquele ano para R$ 517 milhões em 2016. Mas a razão precisa ser colocada em contexto.

A direção vascaína abateu R$ 113 milhões de sua dívida com o governo, via renegociação do Profut, graças a descontos em juros, multas e encargos. Não há dúvida de que a diminuição e o alongamento da dívida fiscal foram uma vitória. Isso destravou os pagamentos do patrocínio estatal da Caixa, que exige lisura nas obrigações com o governo para pôr o dinheiro na conta do clube. Só não dá para se apegar à redução de uma dívida de longo prazo para colar a versão de que as coisas melhoraram.

Por que o Vasco não fecha as portas? Fosse uma empresa comum, o clube entraria em um processo de recuperação judicial e teria seus bens leiloados para pagar os credores. Não é assim que funciona no futebol. Não há juiz que compre a briga de tomar São Januário e a sede vascaína numa canetada. Em vez disso, as receitas são penhoradas aos poucos para pagar os que chegam às últimas instâncias na Justiça.

O efeito disso é perverso. As bilheterias, os patrocínios e a TV mal chegam ao caixa do clube, que por sua vez vai atrás de empréstimos para honrar sua folha salarial. À torcida, resta assistir aos resultados em campo de um clube em estado de falência. Rebaixado em 2013 e 2015, o Vasco que se cuide em 2017.

(Marcondesbrito)

CAIU!! – Vasco demite Cristóvão Borges

Clube soltou um comunicado oficial em seu site, assinado por Eurico Miranda

Cristóvão Borges foi demitido do comando do Vasco Flickr oficial do Vasco

O técnico Cristóvão Borges não é mais o treinador do Vasco. O comandante não resistiu à eliminação do time carioca na Copa do Brasil diante do Vitória, ainda na terceira fase da competição, e foi demitido pela diretoria cruzmaltina, que deverá procurar um substituto nos próximos dias.

Depois de fracassar nos comandos de Atlético-PR e Corinthians em 2016, Cristóvão acertou seu retorno ao Vasco em novembro do ano passado, substituindo Jorginho. A sua segunda passagem como treinador do clube carioca durou apenas 14 jogos oficiais, com sete vitórias, dois empates e cinco derrotas – 59,2% de aproveitamento.

Situação insustentável

Logo depois de ser eliminado da Copa do Brasil, o então treinador vascaíno concedeu entrevista coletiva no Barradão, em Salvador, e se mostrou tranquilo com a possível demissão. “Não conversei com ninguém sobre demissão. Nosso vice-presidente estava no vestiário e conversamos normalmente. Essa pressão é normal. Não é de hoje nem da temporada. Sabemos que o clube precisa de resultados sólidos e nosso trabalho é voltado para isso. Jogando em casa, tínhamos que fazer o resultado, mas não aproveitamos e logicamente ficou mais difícil“, disse Cristóvão.

IG.COM

Vasco anuncia ex atacante da seleção Brasileira

A novela que durou algumas semanas finalmente chegou ao fim nesta sexta-feira. O Vasco oficializou a contratação do atacante Luís Fabiano, de 36 anos, que estava defendendo o Tianjin Quanjian, da China.

Luís Fabiano conseguiu rescindir contrato com clube chinês e acertou com o Vasco (Foto: Divulgação/Vasco)

O jogador enfim conseguiu acertar a rescisão de seu contrato com os chineses, último detalhe para que o acerto com o Cruz-Maltino fosse concretizado. O atleta já havia até sido inscrito no Campeonato Carioca, embora sua documentação ainda não esteja regularizada.

Luís Fabiano, revelado nas categorias de base da Ponte Preta, fez sucesso vestindo a camisa do São Paulo, onde virou ídolo. O jogador teve boa passagem pelo futebol europeu, sendo bicampeão da Liga Europa pelo Sevilla, da Espanha, e campeão mundial interclubes pelo Porto, em 2004. Além disso, defendeu o Rennes da França. Pela Seleção Brasileira foi campeão da Copa América 2004 e da Copa das Confederações 2009, além de disputar a Copa do Mundo de 2010, sob o comando do técnico Dunga.

Luís Fabiano é o sétimo reforço do Vasco para a temporada. O clube já tinha contratado Escudero, Muriqui, Wagner, Gilberto, Jean e Kelvin. A apresentação do atleta ainda não tem data oficial, assim como a sua estreia será definida posteriormente.

(MSN.COM)

Go to Top