vinatrend.com bestshoesmeme.com/

Posts tagged STJD

SPORT – Meia Gabriel não paga custas do processo e STJD pode devolver três pontos perdidos pelo clube na temporada passada!!

Em última instância, o Pleno do STJD do Futebol iniciou o julgamento do recurso do Sport de Recife, contra punição recebida pelo atraso salarial do atleta Gabriel , iniciou nesta quinta, dia 13 de junho.

Após pedido de vista da Auditora Arlete Mesquita, o processo foi adiado para conclusão na próxima sessão, agendada para o próximo dia 18, em Salvador.

Advogado contratado pelo Sport, Osvaldo Sestário, explicou o caso e justificou o pedido de absolvição do clube.

“O Gabriel está no Japão hoje. Ele entrou com Notícia de Infração em dezembro e a Procuradoria sugeriu uma audiência de conciliação. O clube esteve presente e a parte não compareceu. Em abril foi feita a denúncia. Comparecemos no julgamento de primeira instância e havia um advogado pelo atleta que não se manifestou. A Comissão puniu o clube com multa de R$ 4,5 mil e perda de três pontos e determinou que a pena estava condicionada ao pagamento das custas pelo atleta. Embargamos que fosse fixado prazo para o atleta. Nos embargos foi dada nova oportunidade para pagamento das custas e não foi feito. A defesa pede que haja deserção”, sustentou.

Resultado de imagem para meia Gabriel sport

Pela Procuradoria, o Procurador-geral Felipe Bevilacqua afirmou que o pagamento das custas na Notícia de Infração não interfere na conduta da Procuradoria em oferecer denúncia e justificou a manutenção da pena aplicada.

“Se a Procuradoria entender que possui elementos de infração ela deve dar seguimento e oferecer e a denúncia. A Procuradoria sugeriu uma audiência conciliatória, mas não temos o contato do atleta para intimação. O atleta está atuando em um time japonês e, por causa disso, não tenha feito o recolhimento. A infração é grave, o clube não nega, foi matéria de jornal e me parece que é uma faculdade exclusiva da Procuradoria. A questão da taxa ser recolhida não tem nada a ver com o procedimento . A atitude desse atleta é louvável e mais atletas deveriam agir da mesma forma”, disse Bevilacqua.

Relator do processo, o Auditor Mauro Marcelo de Lima e Silva votou pela deserção por falta de preparo.

Já a Auditora Arlete Mesquita pediu vista para analisar melhor todas as provas e informações juntadas no processo. Os demais Auditores optaram por aguardar o voto de vista. Com isso, o processo foi adiado até a próxima sessão.

STJD.COM

OBS: O Sport foi rebaixado na 17ª posição com 42 pontos. O Sport perdeu ainda mais 3 pontos por conta de denuncia do não pagamento dos salários do meia Gabriel, caindo para 39 pontos e ficando na 18º posição.

PE – Relator nega efeito suspensivo ao Flamengo/PE que fica no rebaixamento!

Relator do recurso interposto pelo Flamengo/PE no Pleno do STJD, o Auditor Ronaldo Botelho Piacente indeferiu na noite desta quinta, dia 21 de março, o pedido de efeito suspensivo ao clube pela perda de 13 pontos no estadual.

Resultado de imagem para STJD

Em seu despacho, Ronaldo Piacente determinou o prosseguimento da competição. Ainda não há data para julgamento do recurso no Pleno do STJD.

Confira abaixo parte do despacho do relator Ronaldo Piacente:

“Entendeu o TJD/PE que houve escalação irregular do atleta Edmilson Pedro da Silva Junior, porque em 14/12/2017, quando atuava pelo Clube Pesqueiro F.C., pelo Campeonato Pernambucano/2017, foi apenado pelo TJD/PE na suspensão por 4 partidas. E assim sendo, o cumprimento da pena só poderia ser cumprido na competição seguinte realizado pela mesma entidade de administração, qual seja Federação Pernambucana de Futebol.

A princípio entendo correta a decisão, porque no estrito cumprimento da regra contida no §1º do artigo 171 do CBJD, não havendo qualquer dispositivo legal que autorize o cumprimento da pena em outra competição estadual.

No que diz respeito a certidão emitida pelo TJD/PE, é incontroverso que o pedido de pesquisa feita pela Recorrente sobre a regularidade do atleta ocorreu em 18/01/2019, sendo que a resposta “NADA CONSTA” ocorreu somente em 08/02/2019, 20 dias após, valendo ressaltar que em 11/02/2019 o Presidente do TJD/PE, através do Ato nº 008/19, anulou todas as certidões expedidas no dia 08/02/2019, por ter havido problemas técnicos na secretária do tribunal.

Então no lapso temporal entre o pedido e a expedição da certidão, a recorrente não tinha nenhuma informação sobre a regularidade do atleta, e assim sendo, ao lançar seu nome na súmula para os jogos realizados em 19/01/2019, 23/01/2019 e 30/01/2019, correu o risco de uma escalação irregular.

No que diz respeito a publicação do atleta no BID, isso não libera o atleta de eventuais punições a ser cumprida.

Diante do exposto, indefiro o pedido de efeito suspensivo principal e sucessivo, determinando-se o regular prosseguimento da competição”,  concluiu o relator do processo no Pleno do STJD do Futebol.

Pelo site do STJD

QUARTAS DE FINAL – Confirmado adversário do Sport, Domingo na Ilha!

Por: Gustavo Lucchesi, da Folha de Pernambuco

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) indeferiu, ontem, o pedido de efeito suspensivo do Flamengo de Arcoverde pela perda de 13 pontos no Campeonato Pernambucano 2019.

Resultado de imagem para Sport x Petrolina

punição foi aplicada na esfera local pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-PE) pela escalação irregular do atleta Edmílson Pedro da Silva Júnior. Com isso, o clube segue como rebaixadopara a Série A2.

Punido com quatro jogos de suspensão no Estadual do ano passado, quando ainda atuava pelo Pesqueira, Edmílson Pedro da Silva Júnior ainda tinha suspensões para cumprir neste ano. De acordo com a legislação desportiva, qualquer atleta precisa cumprir as punições dadas pela mesma entidade organizadora da competição, no caso a Federação Pernambucana de Futebol.

Por exemplo, se ele tivesse alguma punição a cumprir pelo Campeonato Baiano, ele estaria apto a atuar no Pernambucano. Já nos Campeonatos Brasileiros e na Copa do Brasil é preciso cumprir porque são competições organizadas pela mesma entidade, a CBF.

Tudo resolvido então no Campeonato Pernambucano? Ainda não. Caso o STJD entenda que o Flamengo de Arcoverde tem a razão no caso, o jogo Sport x Petrolina será anulado. Porém, de acordo com o presidente da FPF, Evandro Carvalho, isso teria que acontecer antes das semifinais do Estadual, já que o Salgueiro espera o vencedor deste duelo para medir força para medir força nas semifinais.

Se o STJD entender que o Flamengo está certo e devolver os pontos a ele, o jogo Sport x Petrolina será anulado. Mas para isso, o julgamento precisa ser antes da semifinal. Porque ai passa a ferir interesse de terceiros. Se a semifinal ocorrer, não há mais como voltar“, explicou Evandro Carvalho.

A última instância que o processo poderá correr é no pleno do STJD, mas ainda não há data para que isso ocorra. Com a decisão, o Petrolina está confirmado como classificado no Estadual como oitavo colocado e assim está mantido para este domingo (24) o confronto Sport x Petrolina, às 16h, na Ilha do Retiro, válido pelas quartas de final do Pernambucano.


BRONCA! – Santa Cruz punido por atraso salarial

O Santa Cruz foi punido no STJD do Futebol pelo atraso salarial dos atletas na Série A do Campeonato Brasileiro 2016. Em julgamento concluído nesta quinta, dia 1 de junho, o clube foi punido com multa de R$ 30 mil e perda de três pontos na última competição.

Daniela Lameira / Site STJD

A multa foi aplicada por maioria dos votos dos Auditores, enquanto a perda de pontos por unanimidade.

Entenda o caso:

A denúncia teve origem após recebimento de Notícia de Infração interposta pela Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol. No documento, a FENAPAF informou o atraso salarial de quatro meses (Julho, Agosto, Setembro e Outubro), além de requerer a aplicação do artigo 18 do Regulamento Específico do Campeonato Brasileiro da Série A que prevê a perda de pontos na competição ao clube que estiver em atraso com o pagamento dos atletas por período igual ou superior a 30 dias. Confirmado o atraso, a Procuradoria ofereceu denúncia contra o clube.

Em julgamento realizado no dia 13 de fevereiro, os Auditores da Quinta Comissão Disciplinar acolheram, por maioria, a preliminar de perda de objeto levantada pela defesa. Descontente com a decisão e em busca de uma punição ao clube, a Procuradoria recorreu e o pedido entrou em pauta do Pleno.

Diante do Pleno, em última instância nacional, o julgamento iniciou no dia 30 de março. Em sessão o Procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua reiterou os termos da denúncia e destacou a importância do tema debatido.

Tudo que é dito no Regulamento Específico vai de encontro com o fair-play financeiro que vem da Europa. Ele começa de cima pra baixo e quer preservar a instituição, a estabilidade, os atletas e o equilíbrio do campeonato. É uma medida adotada nos maiores campeonatos do mundo e uma das mais importantes”, afirmou.

No entendimento da defesa do Santa Cruz, representada pelo advogado Osvaldo Sestário, não há de se falar em punição devido a infração ter ocorrida no ano de 2016 e ter perdido o objeto, além de destacar os acordos feitos com os atletas para pagamento dos valores devidos.

O regulamento prevê a punição na competição ocorrida e não na seguinte. Perdeu objeto. Estamos enfrentando esse caso pela primeira vez e o Santa Cruz é a cobaia. Que se leve em consideração a situação financeira do clube. Grande parte dos salários foram acordados e estão sendo pagos parceladamente”.

Após ouvir as partes, o Auditor responsável pela relatoria do processo no Pleno, João Bosco Luz, entendeu que houve infração ao Regulamento Geral das Competições e votou para dar provimento ao recurso da Procuradoria para aplicar a perda de três pontos no Campeonato Brasileiro 2016 por infração ao artigo 19 do REC e multa de R$ 100 mil ao Santa Cruz por infração ao artigo 191 do CBJD.

Logo após, o Auditor Otávio Noronha pediu vista do processo, previsto no artigo 128, § 2º do CBJD e que foi concedido pelo Presidente Ronaldo Botelho Piacente.

Nesta quinta, dia 1 de junho, o processo retornou a pauta de julgamentos. Na tribuna o assessor jurídico do clube, Eduardo Lopes, acompanhou o desfecho do caso.

Com a palavra após estudo do processo, o Auditor Otávio Noronha votou para acompanhar a perda de três pontos na Série A de 2016 e divergiu do relator para aplicar multa de R$ 30 mil ao clube. Após debate, o relator do processo, Auditor João Bosco Luz, modificou seu voto para acompanhar na multa de R$ 30 mil. Os Auditores Décio Neuhaus, José Perdiz e o Presidente Ronaldo Botelho Piacente também acompanharam a redução no valor da multa, enquanto o Auditor Mauro Marcelo manteve multa de R$ 100 mil ao Santa Cruz.

(Stjd.org.com)

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

E TOME FUMO!! – Santa x Sport: suspensões, multa e perda de mando

As infrações na partida entre Santa Cruz e Sport rendeu punição ao mandante e alguns atletas. Julgados nesta segunda, dia 15 de maio, pela Primeira Comissão Disciplinar do STJD do Futebol.

Daniela Lameira / Site STJD

O Santa Cruz foi multado em R$ 20 mil e punido com duas perdas de mando pelo arremesso de duas latas de refrigerante no campo de jogo, Vitor suspenso por três partidas, Wellington dois jogos e Elicarlos absolvido.

Do lado do Sport, Rithely recebeu suspensão total de cinco partidas, Evandro um jogo de punição e Everton Felipe absolvido. A decisão, proferida em primeira instância, cabe recurso e pode chegar ao Pleno.

A denúncia teve origem após análise da súmula e de vídeos da partida entre Santa e Sport realizada pela semifinal da Copa do Nordeste. No total seis atletas e o clube mandante foram denunciados e responderam a artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD):

Everton Felipe, Sport: artigo 258-A por provocar o público durante a partida.

Rithely, Sport: artigos 254-A (agressão física), 258-A (provocar a torcida), 257 (participar de rixa, conflito ou tumulto) e 258-B (invadir campo após a expulsão).

Elicarlos, Santa Cruz: artigo 254-A por praticar agressão física.

Evandro, Sport: artigo 243-F por ofensa a honra.

Wellington, Santa Cruz: artigo 254 por praticar jogada violenta.

Vitor, Santa Cruz: artigo 254-A por praticar agressão física.

Santa Cruz: O clube foi denunciado nos artigos 213, inciso I por não prevenir e reprimir arremesso de objeto no campo e no artigo 191, inciso III por deixar de cumprir o regulamento.

Presente no julgamento, Rithely negou que tenha tido a intenção de pisar no adversário em lance que gerou sua expulsão. O jogador declarou ainda que, quando percebeu que ia pisar no adversário, tentou tirar o pé. Perguntado sobre quem teria lhe acertado um tapa no rosto, Rithely respondeu que não foi Elicarlos e sim o lateral Tiago da Costa. O camisa 21 do Sport afirmou ainda que não saiu do vestiário para provocar ou causar tumulto com a torcida e equipe adversária, mas sim para comemorar o gol do companheiro André.

Após o depoimento de Rithely, o Subprocurador Luciano Hostins reiterou os termos da denúncia, destacou que os fatos estão muito claros e que a única preocupação da Procuradoria é com relação ao perigo dos fatos narrados. “Uma provocação de um atleta que precisa ser sancionado de forma exemplar. Temos que ponderar entre aquilo que está na súmula e o que foi dito pelo atleta (em depoimento)”.

Renato Britto, advogado em defesa do Santa Cruz, ressaltou as dificuldades encontradas pelos clubes quando o aparato policial decide não fazer a detenção dos torcedores identificados. O defensor destacou que as medidas preventivas e repressivas foram realizadas pelo mandante.Com relação aos atletas, o advogado pediu a absolvição de Elicarlos por restar claro que não foi quem atingiu o adversário Rithely. Já aos atletas Wellington e Vitor, a defesa pediu a aplicação da pena mínima a ambos.

Em defesa do Sport, Osvaldo Sestário defendeu a absolvição de Evandro e Everton Felipe. Quanto ao atleta Rithely, o advogado sustentou que o jogador é hoje a voz do torcedor do Sport e que defende o clube há quase sete anos. Ainda de acordo com Sestário não houve um pisão proposital de Rithely no adversário e, por isso, pediu a desclassificação do artigo 254-A para o artigo 250. No segundo momento, o árbitro relatou uma invasão e provocação do jogador a torcida adversária. O advogado defendeu: “Tanto no pisão quanto no segundo momento ele fica no meio, mas não toma nenhuma atitude. Ao final da partida volta ser denunciado por invasão. Já havia acabado o jogo e eles vão todos comemorar a classificação com a torcida do Sport. Não se pode considerar uma invasão”, finalizou.

Com a palavra, a Auditora Michelle Ramalho votou para desclassificar a conduta de Vitor para jogada violenta (artigo 254) e aplicar suspensão de três partidas ao atleta do Santa Cruz; pelo relato de Rithely absolver o atleta Elicarlos; ao atleta Rithely absolver pelo pisão (artigo 254-A) e absolver por provocar a torcida no artigo 258-A; desclassificar o artigo 257 para o artigo 258-A com três jogos de suspensão e mais duas partidas de suspensão por infração ao artigo 258-B ao invadir o campo no fim do jogo. Ao atleta Wellington aplicar dois jogos no artigo 254, votou para desclassificar a conduta de Evandro no artigo 243-F para o artigo 258 aplicando a pena de advertência ao jogador e para absolver Everton Felipe na denúncia no artigo 258-A. Ao Santa Cruz, a Auditora votou no sentido de aplicar multa de R$ 15 mil pelo arremesso de chinelo e latas de refrigerante no campo (artigo 213, inciso III) e absolver o clube da denúncia no artigo 191, inciso III.

O Auditor Gustavo Pinheiro divergiu em dois pontos da relatora. O Auditor votou para aplicar uma partida a Evandro no artigo 258, sem converter em advertência e ao Santa Cruz aplicar multa de R$ 20 mil e perda de dois mandos de campo no artigo 213, inciso III. Gustavo justificou que é inadmissível o acesso e arremesso de duas latas de refrigerante no campo de jogo por torcedores e destacou que tal objeto poderia machucar um atleta.

Logo após, o Auditor Douglas Blaichman divergiu da relatora para aplicar dois jogos de suspensão a Evandro no artigo 258 e na punição de R$ 20 mil de multa e perda de dois mandos ao Santa Cruz no artigo 213, inciso III.

O Auditor Rafael Feitosa acompanhou a divergência na aplicação de uma partida ao atleta Evandro no artigo 258 e na multa de R$ 20 mil e duas perdas de mando ao Santa Cruz.

Ultimo a votar, o Presidente Lucas Rocha também divergiu para aplicar um jogo de suspensão a Evandro no artigo 258 e votou para multar em R$ 20 mil e quatro perdas de mando ao Santa Cruz.

(STJD)

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

Presidente do STJD ameaça punição ao Inter: ‘No tapetão, não vai ganhar’

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Ronaldo Piacente, afirmou nesta sexta-feira em entrevista à rádio Bandeirantes RS estar preocupado com as ações e declarações de dirigentes do Internacional sobre o Campeonato Brasileiro e cogita tratar-se de uma “manobra” para driblar o rebaixamento à Série B em 2017.

Inter, Internacional, Colorado, Torcida

O clube colorado está em 17º lugar com apenas uma rodada pela frente – os jogos foram adiados para o dia 11 de setembro por causa da tragédia do voo que levava a Chapecoense para a Colômbia e que vitimou 71 pessoas.
O presidente do Inter, Vitório Píffero, disse que a possibilidade de a última rodada não ser disputada deixaria o “campeonato incompleto”.

Além disso, o Inter entrou com ação no STJD na última quinta-feira por conta da suposta escalação irregular do zagueiro Victor Ramos pelo Vitória, exatamente seu adversário na luta contra a degola no Brasileirão.

Vejo como uma manifestação desesperada do presidente (Vitório) Píffero para não ser rebaixado”, falou Ronaldo Piacente à Band RS. “No tapetão, o Inter não vai ganhar. Só se tiver uma prova robusta que prova a irregularidade. Ninguém vai desmoralizar o tribunal e o campeonato. Futebol se ganha dentro de campo“.

Infelizmente, tem essa cultura do ‘jeitinho brasileiro’. Isso nós não podemos aceitar. Todo o final de campeonato é a mesma história. Isso é lamentável“.

Isso está me parecendo uma tentativa do Inter para não ser rebaixado. Vou ficar muito atento quanto a isso. Se eu sentir alguma manobra, vou agir e punir o clube. Nós vamos agir sim para que ninguém se beneficie da tragédia dos outros“, declarou.

Inter disse que tem duas novas provas sobre Victor Ramos. Ainda não recebi. Vamos analisar“, garantiu o presidente do STJD.

Em entrevista à rádio Gaúcha, o diretor de futebol do Inter, Ibsen Pinheiro, negou que exista manobra para evitar a primeira queda do clube na história.

(ESPN.COM)

Online pharmacy is a ideal way to find a doctor in your area who treats such heartiness conditions. Nowadays the assortment you can purchase in the Web is in reality great. Have a question about Cialis and https://corpmoreinfo.com? This website provides you with some useful info on the benefits of medicines and how they are researched. There are variant medicaments for male impotency cure. Where you can get detailed data about viagra substitute? The advice is simple, but it can make all the difference if you need info about kamagra. High blood tension can lead to erectile dysfunction. Do not take more of Cialis or any other remedy than is recommended.

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

VÁRZEA! – Grêmio é denunciado no STJD por ‘invasão’ de Carol Portaluppi

O Grêmio voltará a ser julgado no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). A Procuradoria do tribunal denunciou o time gaúcho pelo episódio registrado nos minutos finais do jogo contra o Cruzeiro, na semifinal da Copa do Brasil. Na oportunidade, Carol Portaluppi, filha de Renato Gaúcho, entrou no campo antes do apito final. O clube não corre risco de perder mandos de campo.

A denúncia enquadrou o Grêmio no artigo 213 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), por “Deixar de prevenir e reprimir invasão de campo ou local da disputa do evento”. A pena prevista é multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

A Procuradoria do STJD ainda destacou, na denúncia, que caso o ato não seja encarado como invasão, deverá render multa igualmente. Sob argumento do artigo 191, inciso III do CBJD, por descumprimento do artigo 31 do Regulamento Geral de Competições da CBF.

No documento, é proibida a entrada de repórteres ou pessoas não autorizadas no campo de jogo. O trecho prevê multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

(UOL.COM)

Online pharmacy is a ideal way to find a physician in your area who treats such health conditions. Nowadays the assortment you can purchase in the Web is in reality great. Have a question about Cialis and https://corpmoreinfo.com? This website provides you with some useful information on the benefits of medicines and how they are researched. There are variant medicaments for male emasculation cure. Where you can get detailed info about viagra substitute? The advice is simple, but it can make all the difference if you need information about kamagra. High blood pressure can lead to erectile malfunction. Do not take more of Cialis or any other remedy than is recommended.

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

SPORT – Declarações de Rithely e Diego Souza em pauta nesta Quinta no STJD

As declarações de Rithely e Diego Souza contra a arbitragem da partida contra o Palmeiras foram denunciadas pela Procuradoria da Justiça Desportiva.

Nesta quinta, dia 3 de novembro, a partir das 17h, os atletas do Sport serão julgados pela Quinta Comissão Disciplinar do STJD do Futebol. Rithely responderá por ofensa e Diego Souza por desrespeito.

Pela 32ª rodada o Sport foi a São Paulo encarar o Palmeiras. Após o jogo Rithely e Diego Souza concederam entrevista e dispararam contra a arbitragem comandada por Ricardo Marques Ribeiro.

Culpa da arbitragem. O que esse cara fez tinha que ir pra delegacia. Roubou bonito. Quando é na ilha, o braço está colado e dão pênalti. Aqui ele está com a merda do braço desse tamanho e o bosta do árbitro fez uma merda dessa e não dá a p* do pênalti. Aí aqui manda vir esses caras aí pra roubar nós”, disse Rithely na saída do campo.

Estou de saco cheio de tanto que falo. É a mesma coisa que botar um nariz de palhaço. A minha vontade é sair de campo com dez minutos, mas não saio por honrar essa camisa. É vergonhoso. Mais uma vez o campeonato está desenhado para Flamengo e Palmeiras. Então tira o resto. Faz um campeonato à parte. Contra a gente tem interferência de fora, todo mundo avisa. Nos jogos deles, todos beneficiados. A gente está brigando por uma situação difícil e ele tem que pagar caro”, disparou Diego Souza.

Diante da Quinta Comissão Disciplinar Rithely será julgado por infração ao artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva – “Ofender alguém em sua honra”. A pena prevista é de suspensão por até seis jogos e multa entre R$ 100 e R$ 100 mil. Diego Souza foi enquadrado por desrespeitar a equipe de arbitragem, conforme descrito no artigo 258, inciso II do CBJD. A pena prevista é de suspensão por um a seis jogos.

(STJD)

Online pharmacy is a ideal way to find a doctor in your area who treats such soundness conditions. Nowadays the assortment you can purchase in the Web is in reality great. Have a question about Cialis and https://corpmoreinfo.com? This website provides you with some useful information on the benefits of medicines and how they are researched. There are variant medicaments for male impotence cure. Where you can get detail information about viagra substitute? The advice is simple, but it can make all the difference if you need info about kamagra. High blood pressure can lead to erectile malfunction. Do not take more of Cialis or any other remedy than is recommended.

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

STJD arquiva pedido de anulação do Fla-Flu e ‘devolve’ três pontos ao Flamengo

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) tomou uma importante decisão nesta quinta-feira e arquivou o pedido do Fluminense para que o polêmico Fla-Flu fosse cancelado. Com isso, o Flamengo ganha de volta os três pontos do clássico.

Jogadores de Flamengo e Fluminense cercaram Sandro Meira Ricci e assistentes

Acolhi pedido da procuradoria e reconsiderei a decisão porque os árbitros declararam por escrito que a decisão foi entre eles. Então por entender que não houve interferência externa. Indeferi o pedido do Fluminense“, disse o presidente do STJD, Ronaldo Piacente.

Ele volta atrás, portanto, de sua primeira decisão. Quando há um pedido como o do Fluminense, de impugnar o resultado de uma partida, o presidente tem duas opções: indeferir – como fez logo de cara no pedido do Figueirense – ou deferir, abrindo prazo para as partes se manifestarem e determinando que a CBF não homologue o resultado. Ele havia tomado a segunda decisão no começo da semana.

Na última segunda-feira, o próprio STJD havia decidido suspender a vitória flamenguista até que o caso fosse julgado. O Fluminense pediu que o clássico fosse anulado alegando interferência externa na anulação do segundo gol tricolor, que daria o empate para a equipe das Laranjeiras no clássico.

O Flamengo, porém, se defendeu dizendo que não havia motivos para impugnar a partida e sequer levar a questão a julgamento do pleno, pois não há no pedido do Fluminense prova de que houve ilegalidade. Na manifestação do Flamengo, o advogado Michel Asseff Filho defendeu que o árbitro Sandro Meira Ricci não procurou a informação externa, a mesma é que teria ido ao encontro do árbitro.

Veja a nota oficial disponibilizada pelo site do STJD:

De ordem do Dr. Auditor Presidente deste Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Ronaldo Botelho Piacente, referente ao Pedido de reconsideração encaminhado pela Procuradoria do STJD nos Impugnação de Partida sob nº 354/2016- STJD – tendo como Impugnante Fluminense F.C., informo que através de despacho, acolhe o pedido da D. Procuradoria, e reconsidera a decisão de fls. 31/32, e com fundamento no inciso III,§2º do artigo 84 do CBJD, indefere liminarmente a petição inicial da ação de impugnação de partida.

Determina ainda, a intimação imediata do Presidente da Confederação Brasileira de Futebol, para que homologue o resultado da partida realizada em 13 de outubro de 2016 entre o Fluminense Football Club e o Clube de Regatas Flamengo pelo Campeonato Brasileiro – Série- A (2016), devendo surtir seus efeitos legais e regulamentares.

(MSN.COM)

Online pharmacy is a ideal way to find a physician in your area who treats such soundness conditions. Nowadays the assortment you can purchase in the Web is in reality great. Have a question about Cialis and https://corpmoreinfo.com? This website provides you with some useful information on the benefits of medicines and how they are researched. There are variant medicaments for male impotence cure. Where you can get detail info about viagra substitute? The advice is simple, but it can make all the difference if you need info about kamagra. High blood tension can lead to erectile dysfunction. Do not take more of Cialis or any other remedy than is recommended.

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

Go to Top
vinatrend.com bestshoesmeme.com/