PELO BLOG DE JJ

O jornal Correio da Paraíba teve acesso ao relatório da Operação Cartola, que investigou o sistema de manipulação de resultados no futebol paraibano.

Nos documentos, transcrições de áudios mostram a clara escolha dos árbitros a serem escalados nos jogos do campeonato local.

O inquérito dessa Operação possui seis volumes, cada um, em média de 300 páginas.

O seu conteúdo revela que o futebol paraibano está afundado na corrupção. Dirigentes de clubes escalavam árbitros e manipulavam os resultados dos jogos.

Nos autos aos quais a reportagem teve acesso, constam os nomes de dirigentes de clubes, como Botafogo-PB, Souza, Treze e Campinense; membros da Federação Paraibana de Futebol e árbitros.

Os autos mostram transcrições das conversas que envolvem Amadeu Rodrigues, presidente da FPF, Marco Souto Maior Filho, conhecido como Marquito, advogado da entidade, Zezinho do Botafogo-PB, presidente do clube, Breno Morais, vice-presidente de futebol do Belo, e José Renato, então presidente da Comissão de Arbitragem.

A documentação será enviada para o Ministério Público Estadual.

Apenas uma pergunta: Será que o futebol paraibano é o único no Brasil que passa por um sistema corrupto de manipulação dos resultados?

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online