Por: Alexandre Ricardo/CoralNET

O técnico Roberto Fernandes sofreu seu segundo revés no Estádio Almeidão, atuando contra o Botafogo/PB nesta Série C. No primeiro turno, ainda comandando o Náutico, o atual treinador coral foi derrotado por 4×0 e o destaque do jogo na ocaisão voltou a fazer a diferença, desta vez contra o Santa Cruz.

Resultado de imagem para roberto fernandes santa cruz coral net

Na coletiva de imprensa após o resultado negativo de 2×0, na noite deste sábado(21), o comandante tricolor comentou o jogo e falou da forma como a vitória paraibana foi construída.

Quando está no dia do Marcos Aurélio é complicado. A batida na bola dele é diferenciada. Nessa Série C, ninguém faz igual. Não dá nem para culpar jogador, posicionamento. Foram duas bolas de muita agressividade e que decidiram. O Santa Cruz conseguiu segurar a pressão inicial. Quando equilibramos, sofremos o gol e eles foram com a vantagem para o vestiário. No segundo tempo, estávamos no campo de ataque. Numa bola relativamente distante, ele acertou outro petardo e decidiu “, resumiu Roberto.

De bronca com a equipe, ficou novamente a observação em momentos da partida onde o Santa Cruz não conseguiu traduzir volume de jogo em chances criadas. O goleiro Saulo pouco teve trabalho durante a partida de maneira geral, evidenciando uma dificuldade do Mais Querido no setor ofensivo.

Temos que ter atitude, todos jogos são decisivos. Às vezes queremos controlar o jogo, mas não tem fundamento. No lance que gerou o pênalti para o Botafogo/PB, no começo do segundo tempo, tínhamos uma posse de bola mentirosa no ataque. Ficamos rodando e não procuramos o objetivo que é o gol. São situações que fazem a diferença “, disse o técnico.

MUDANÇAS
” Quando descemos jogadores para o Brasileiro de Aspirantes, que muita gente não leva a sério, nós observamos. Como camisa 9, o Jonathan foi bem e fez gols. Precisávamos de mobilidade e o colocamos no jogo, mas acabou não repetindo as boas atuações. O Carlinhos (Paraíba) conseguiu fazer boas bolas paradas, mas na dinâmica do jogo errou passes bobos. Não está na sua plenitude. Quando o acionei já era pensando em adquirir ritmo de jogo “.

NECESSIDADE
” Os pontos que o Santa Cruz fez como visitante, se estivesse sendo mandante, estava brigando pela liderança. Fora de casa, nossa campanha é muito boa. Desperdiçamos dentro, temos que ser Santa Cruz no Arruda. Temos mais uma vez a condição de definir dentro de casa, são dois jogos de três restantes. Quero bater nessa tecla, precisamos fazer nosso dever contra Confiança e Salgueiro “.