Sandro Meira Ricci é o representante do Brasil na Copa do Mundo da Russia. A Fifa definiu os árbitros que vão trabalhar na competição do ano que vem. No total, foram selecionados 36 profissionais de diferentes nacionalidades, sendo que de oito a dez deles serão reservas.

Ricci participa de sua segunda copa do mundo. Em 2014 foi o árbitro brasileiro na copa. Também esteve em mundiais de clubes e outros importantes torneios internacionais.

A confederação europeia (UEFA) tem a maior quantidade de árbitros destacados: 10. Da Oceania (OFC), dois. E Ásia (AFC), América do Sul (Conmebol), América do Norte e Central (Concacaf) e África (CAF) têm seis cada. Ainda não há a definição dos auxiliares e tampouco dos eventuais árbitros de vídeo – o uso do VAR no Mundial será discutido em fevereiro.

20171116163226_0

Confira a lista:

AFC (6)

Fahad Al Mirdasi (Arábia Saudita)
Alireza Faghani (Irã)
Ravshan Irmatov (Uzbequistão)
Mohammed Mohamed (Emirados Árabes)
Ryuji Sato (Japão)
Nawaf Shukralla (Bahrein)

CAF (6)

Mehdi Abid Charef (Argélia)
Malang Diedhiou (Senegal)
Bakary Gassama (Gâmbia)
Ghead Grisha (Egito)
Janny Sikazwe (Zâmbia)
Bamlak Tessema (Etiópia)

OFC (2)

Mattew Conger (Nova Zelândia)
Norbert Hauata (Taiti)

CONCACAF (6)

Joel Aguilar (El Salvador)
Mark Geiger (Estados Unidos)
Jair Marrufo (Estados Unidos)
Ricardo Montero (Costa Rica)
John Piiti (Panamá)
César Ramos (México)

CONMEBOL (6)

Julio Bascuñán (Chile)
Enrique Cáceres (Paraguai)
Andrés Cunha (Uruguai)
Néstor Pitana (Argentina)
Sandro Meira Ricci (Brasil)
Wilmar Roldán (Colômbia)

UEFA (10)

Felix Brych (Alemanha)
Cüneyt Çakır (Turquia)
Sergey Karasev (Rússia)
Björn Kuipers (Holanda)
Antonio Mateu Lahoz (Espanha)
Szymon Marciniak (Polônia)
Milorad Mažić (Sérvia)
Gianluca Rocchi (Itália)
Damir Skomina (Eslovênia)
Clémet Turpin (França)

(anaf.com)