Espanha e Argentina mostraram que estão em momentos opostos em relação à última Copa do Mundo. As duas equipes se enfrentaram nesta terça-feira (27), no Estádio Wanda Metropolitano, em Madri, com goleada histórica dos espanhóis por 6 a 1.

Lionel Messi mais uma vez foi poupado.

Diego Costa, Isco (três vezes), Thiago Alcântara, Iago Aspas construíram o placar para o time de Julen Lopetegui. Otamendi ainda que tentou diminuir o vexame do pressionado de Jorge Sampaoli.

A Espanha foi eliminada ainda na primeira fase na Copa 2014. Do outro lado, a Argentina foi até a final, mas ficou com o vice-campeoanto no Maracanã. Hoje, se um dos dois está mais próximo de fazer a decisão, esse alguém é definitivamente a Espanha.

A fragilidade ofensiva da argentina em muito foi causada pelas ausências de Messi (dores musculares nas coxas), Aguero (tratamento no joelho direito) e Di Maria (dores musculares na coxa direita). Mas a defesa também não inspirava confiança. Mascherano e Banega não deram conta do recado.