Mais uma vez o país iniciou a semana em estado de choque, após eventos violentos envolvendo torcedores. Desta vez, a barbárie acabou prejudicando não só o espetáculo, que é a partida de futebol, mas também ceifou a vida de uma pessoa.

img

 O jogo em questão foi realizado no último sábado. Vasco e Flamengo disputavam partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Após o fim do jogo, começou um verdadeiro cenário de guerra que foi transmitido para todo o Brasil.

Casos como esses, não envolvem apenas torcidas rivais, mas também torcedores do mesmo time que revoltados com o desempenho do próprio clube acabam provocando grandes confusões dentro e fora dos estádios. Esse tipo de acontecimento violento teima em retornar as manchetes esportivas como um apêndice do caderno policial entre os placares da rodada.

Neste ambiente no qual os verdadeiros torcedores cada vez mais se afastam dos estádios por medo, e dirigentes de clubes e federações buscam alternativas para enfrentar o desafio de tornar o futebol brasileiro novamente um acontecimento focado na paz e no lazer, a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) resolveu olhar para o celeiro de boas ideias que o estado possui – o polo de tecnologia do Recife.

Dessa forma, a FPF em parceria com a startup Mooh! Tech, que possui trabalho focado em pesquisa e desenvolvimento de soluções para Smart Cities (Cidades Inteligentes), lançou o aplicativo Torcedor Alerta, inspirado no Sempre Alerta, plataforma de comunicação e gestão de efetivos focada no conceito de segurança preditiva e participativa, no qual os cidadãos agem como fonte de informação para órgãos públicos que em posse desses dados, podem realizar ações com maior assertividade e uso racional dos efetivos em campo. (Policiais, agentes, viaturas, drones, etc).

A Federação Pernambucana de Futebol percebeu nesse projeto uma oportunidade de aproximar o torcedor dos estádios e colocá-lo como mais um agente da segurança, onde o torcedor pode realizar denúncias em tempo real dentro e fora dos estádios, utilizando e implementando o módulo “Torcedor Alerta” dentro da plataforma “Sempre Alerta”. Através de fotos, áudio, vídeo e texto, o torcedor pode fazer a sua parte, ajudando na identificação de vândalos, agressores e demais indivíduos que estejam praticando atividades criminosas.

O presidente da FPF, Evandro Carvalho, lembra que o episódio que ocorreu em São Januário, no último sábado, poderia ter um dano menor ou até mesmo ser evitado. “Mais uma vez presenciamos cenas lamentáveis de violência em um estádio de futebol. Confusões que acabam vitimando pessoas inocentes que só saíram de casa em busca de lazer e diversão. Por isso, a importância de investimento em tecnologia da segurança. É importante que a população se sinta segura e protegida quando for para um estádio de futebol. Estamos trabalhando diariamente para acabar com a violência em dias de jogos em Pernambuco.”, destacou o mandatário.

Atualmente, o Torcedor Alerta é um sucesso mesmo em sua primeira versão. Operando oficialmente desde o dia 17 de maio, na primeira partida da final da Copa do Nordeste 2017 entre Sport x Bahia. Nesse dia, na presença de representantes da CBF e Ministério dos Esportes, foram recebidos chamados correspondentes a arrastões nas regiões próximas, promovidos por torcedores. Com a presença de representantes da SDS na central de comando, foi possível ter com precisão imagens, relato do acontecimento e toda a garantia de rápido atendimento a ocorrência.

A FPF ao buscar soluções novas para o combate à violência, também fomentou a indústria de inovação que já é marca registrada da capital pernambucana, seja através de investimentos em segurança e tecnologia que já ultrapassam os 3 dígitos e somam aproximadamente a cifra de meio milhão de reais, ou no caso do Torcedor Alerta, a captação de patrocinadores que apoiam a iniciativa custeando a manutenção das operações do módulo da startup Mooh!. Seja com o trabalho junto às forças de segurança, já reconhecido nacionalmente e que coloca Pernambuco com um dos menores índices de ocorrências de violência em estádios nos últimos anos.

Com o intuito de levar o melhor da tecnologia no futebol para o restante do país, a FPF procura replicar as experiências positivas em todos os estados brasileiros, buscando aproximar o verdadeiro torcedor e conscientizá-lo de que ele é peça chave para o sucesso de qualquer esforço pela paz nos estádios, isso fica claro com a adoção de uma ferramenta que presa pela participação popular e fomenta o cuidado do cidadão com o seu próximo.

Como o slogan do módulo diz, “Você Faz o Espetáculo Mais Bonito”. Do Brasil para o Mundo Devido ao apoio dado pela FPF, hoje a ferramenta já é procurada por clubes do futebol europeu para implantação em seus estádios, assim como a implantação da plataforma completa em cidades da Espanha, França, Nigéria.

No Brasil, a cidade de São Paulo está em fase final das tratativas legais para adoção da plataforma Sempre Alerta para a Guarda Civil Metropolitana.

Sobre o Sempre Alerta: Disponibilidade: Android e iOS Como Usar: Para usar o Torcedor Alerta, o torcedor deve baixar o Sempre Alerta, assim que estiver dentro do raio do estádio (geralmente 2km ao redor do estádio), o ícone do Torcedor Alerta fica ativo na tela, neste momento ele poderá realizar suas denúncias e chamados sempre que necessário. O sistema é totalmente sigiloso.

Atualmente o módulo está funcionando apenas em partidas nos estádios da capital pernambucana, mas já existem negociações para implantação pela Federação Paulista de Futebol, pendente ainda de adesão de patrocinadores para custeio operacional. Atualização em breve A mooh! Tech informou que até o fim do mês será lançada uma atualização da plataforma, com nova interface mais amigável ao usuário e novas funções.

Números Atualizados

● 18.487 Downloads

● 254 Ocorrências Atendidas

● 18 Jogos Realizados

(fpf.com)

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online