Arbitragem

ANAF – Ex árbitro Pernambucano, Salmo Valentim, lidera chapa como candidato a presidente

0

Uma chapa de consenso representando a unidade dos associados da ANAF (Associação Nacional dos Arbitros de Futebol) foi registrada oficialmente na última segunda-feira, dia 16, tendo como candidato único a presidente Salmo Valentim da Silva, de Pernambuco.

A chapa “Nossa ANAF é a gente que faz” surgiu após um amplo debate nacional capitaneado por Valentim que já há muitos anos vem trabalhando em prol da arbitragem brasileira, dos sindicatos e da ANAF. Na gestão de Marco Antônio Martins, Salmo exerceu com competência o cargo de diretor tesoureiro.

Fruto de um trabalho iniciado há vários anos, Salmo Valentim surgiu como candidato natural a sucessão na ANAF. A chapa é composta por representantes de todas as regiões do país, o que assegura uma atuação ampla em todos os estados. O grupo dará continuidade ao projeto de valorização da arbitragem e por mais conquistas para a categoria.

Diretoria

Presidente: Salmo Valentim da Silva
Vice-presidente Região Sul: Hélio Prado

Vice-presidente Região Sudeste: Hilton Moutinho
Vice-presidente Região Centro-Oeste: Fábio Rodrigo Rubinho

Vice-Presidente Região Norte: Dewson Fernando da Silva Freitas
Vice-presidente Região Nordeste: Eveliny P. de Almeida Silva

Secretário Geral: Arthur Alves Junior
Diretor Tesoureiro: Arilson Bispo da Anunciação

(ANAF.COM)

ANAF – Entidade emite nota oficial em apoio a investigação na arbitragem Paraibana

Vivemos um momento decisivo em nossa história. O Brasil está sendo passado a limpo. Nenhum setor está escape do controle e da fiscalização. A sociedade exige transparência e seriedade dos governos e organizações.

Resultado de imagem para cartao vermelho

O futebol não pode ficar de fora desta realidade, razão pela qual a ANAF reitera o apoio às investigações sobre manipulação de resultados, trapaças em sorteio e escolha de árbitros no futebol paraibano.

É claro que é preciso distinguir os bons dos maus dirigentes, atletas e árbitros. Existem profissionais corretos e dedicados. A arbitragem da Paraíba é composta em sua grande maioria por bons profissionais.

No entanto, é preciso que dirigentes da Paraíba e árbitros que comprovadamente tenham participado de esquemas sejam punidos.

A ANAF reforça o apoio a todas as investigações da Polícia sobre manipulação de resultados no campeonato estadual de futebol da Paraiba, ressaltando, também, que existem muito mais árbitros que cumprem seu papel com honestidade.

A ANAF apoia o afastamento dos envolvidos no caso e que eles tenham ampla possibilidade de defesa. Comprovada a manipulação através do pagamento de vantagens indevidas, exige-se a severa punição. Esperamos, por fim, que todos os fatos sejam apurados e punidos com rigor.

Diretoria da ANAF

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

UIA!! – STJD mira criticas à arbitragem feitas por jogadores em rede social

ANAF.COM

Temos observado muitas pessoas utilizarem as redes sociais para reclamar da arbitragem, usando figuras de linguagem e palavras chulas. Descumprem totalmente a legislação esportiva.

Alguns casos são surpreendentes. Felipe Melo mais uma vez desrespeita o futebol escrevendo em seu perfil um texto onde ironiza a arbitragem: “Mostre o impedimento do Antonio Carlos e ganhe uma camisa do Palmeiras”. Arboleda, do Fluminense, reclamou do árbitro Rodolpho Marques pelas redes sociais. O zagueiro Werley, do Vasco, fez grave acusação ao árbitro Anderson Daronco, na TV Globo.

As criticas que os jogadores estão fazendo a arbitragem nas redes sociais também estão sendo lidas pelos procuradores do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), informa Gonçalo Junior, em O Estado de S.Paulo.

O órgão vem analisando os comentários publicados nas contas pessoais no Facebook, Instagram e Twitter nas primeiras rodadas do Brasileiro e pode denunciar os reclamões, como informa seu presidente. “O STJD está ciente desses acontecimentos e já estamos analisando os casos para oferecimento de denúncias”, diz Ronaldo Piacente, presidente do STJD, ao Estado.

O texto abaixo exprime um sentimento que exprime a nossa insatisfação contra aqueles que fazem gracinhas nas redes sociais.

Jogadores são profissionais:
Tem diretor de futebol profissional …
Tem técnico …
Tem vários auxiliares técnicos..
Tem treinador de goleiros …
Tem médicos …
Tem preparador físico …
Tem fisioterapeuta …
Tem massagista …
Tem roupeiro …
Tem podólogo …
Tem boy para …
Tem milhões de torcedores…
Tem milhões de torcedoras…

E depois ficam de chororô quando um assistente erra um impedimento de 5 cm. Enquanto isso os jogadores: perdem gols e penalty num espaço de 7,32 x 2,44 …

São expulsos amadoristicamente …
Sofrem gols …
Erram passes …
Simulam para ganhar vantagem …
Agridem companheiros de profissão …
São maus exemplos aos jovens torcedores com atitudes desrespeitosas nos campos e, ainda, por cima…
Fazem gracinhas nas redes sociais.

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

Ceaf define arbitragem para a final do Pernambucano 2018!

Nesta quinta-feira (28), a Comissão Estadual de Arbitragem (Ceaf-PE) divulgou os árbitros que irão apitar o jogo de ida da final do Campeonato Pernambucano Série A1/2018 e a decisão do terceiro lugar.

Confira:

img

Jogo de Ida da Final
Central x Náutico – 01/04

Árbitro: Péricles Bassols
Árbitro Assistente Nº1: Clóvis Amaral
Árbitro Assistente Nº2: Francisco Chaves

Quarto Árbitro: Nielson Nogueira Dias

Decisão do Terceiro Lugar
Sport x Salgueiro 02/04

Árbitro: Luiz Sobral
Árbitro Assistente Nº1: Bruno Vieira
Árbitro Assistente Nº2: Jonh Adson

Quarto Árbitro: Sebastião Rufino Filho

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

Héber Roberto Lopes chora ao reconhecer que está chegando a hora de pendurar o apito

Pelo site VOZ DO APITO

Não se pode falar da história do apito brasileiro sem citar uma de suas maiores e mais populares referências. No alto da simplicidade do paranaense que rompeu barreiras e chegou ao auge da carreira apitando jogos que entraram para a história, Héber Roberto lopes bateu um papo exclusivo com o Voz do Apito sobre a sua trajetória no futebol.

Emocionado com a proximidade do apito final, lopes disse que ama a arbitragem e que gostaria muito de continuar atuando até o fim da temporada. Mas para que isso ocorra, ele será submetido a uma nova avaliação física para poder retornar aos gramados.

A entrevista foi gravada na tarde deste sábado (13/01), na cidade de Blumenau, em Santa Catarina, onde ocorre a pré-temporada da arbitragem catarinense.

Confira abaixo o bateo-papo exclusivo.

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

Salmo Valentim anuncia candidatura à presidência da ANAF

Bem sucedido na vida privada e uma das personalidades mais importantes da arbitragem brasileira, o ex-árbitro Salmo Valentim tomou uma decisão que promete movimentar a categoria em 2018: será mesmo candidato à presidência da ANAF.

Com um plano de gestão que promete unir o país valorizando o ser humano, Valentim quer estreitar relações com os poderes para aglutinar forças em benefício da arbitragem.

Com passagem pelo comando do apito Pernambucano, antes de assumir a pasta ele foi também presidente do sindicato dos árbitros em seu estado. Certo de que terá muito trabalho pela frente para implantar a sua filosofia de trabalho, o economista de 47 anos quer propor ações que de imediato causem um impacto positivo na categoria.

A nossa gestão vai priorizar a transparência em cada demanda que for executada. Tudo será público para que os árbitros possam acompanhar as ações da nossa diretoria. Vamos construir uma entidade que valorize o ser humano e atue para que o associado possa sonhar junto conosco”, disse.

Convencido de que precisa montar uma equipe de trabalho que não esteja atrelada ao poder, Salmo garantiu que nenhum membro de sua diretoria executiva ocupará os cargos de instrutor, delegado especial ou terá qualquer vínculo com as entidades que tocam o futebol brasileiro.

É lógico que nós procuraremos de todas as maneiras dialogar com os poderes para encontrarmos o melhor caminho. Mas em relação a essa questão, a minha ideia é a de montar uma chapa de notáveis, pessoas que estejam dispostas a fazer a diferença ao meu lado, sem se atrelar ao poder ou usar a ANAF para fins pessoais”, garantiu.

Acostumado a lidar com pressões, Salmo Valentim embora não tenha tido uma carreira de sucesso como árbitro de futebol, na parte sindical o seu nome é visto como unanimidade em todas as regiões do Brasil. Convicto de que a entidade ao qual pretende presidir precisa corrigir algumas ações para que a categoria compreenda a necessidade de estar unida, o filho do saudoso ‘José Valentim’ promete fazer uma gestão que entrará para a história do futebol brasileiro.

O anúncio oficial da sua candidatura será na pré-temporada dos árbitros de Pernambuco no início de janeiro. Com amplo apoio da cúpula do futebol pernambucano, Salmo deve levar a sede da ANAF para o seu estado, ação prevista no estatuto da entidade que autoriza o presidente a tomar essa decisão.

Preciso estar perto para administrar a pasta com a necessidade que ela exige. Temos muitas ações e decisões a serem tomadas que necessitam de uma gestão mais próxima as demandas da categoria. Vou anunciar a minha decisão durante a pré-temporada em meu estado e partir desse momento, pessoalmente irei rodar o país para que os árbitros me auxiliam a ajustar o meu plano de governo que será utilizado exclusivamente em benefício deles”, destacou.

Apoiado por Marco Martins, atual presidente da entidade, ele pretende dar continuidade as ações acertadas da atual diretoria e corrigir o que não deu certo nos últimos anos.

O que foi feito nesses oito anos merece uma atenção especial da categoria. É evidente que embora você trabalhe sempre para acertar, nem sempre o resultado é o que se espera. A minha ideia é a de manter o que deu certo e ajustar o que não deu, para que a categoria possa desempenhar a atividade em alto nível tanto no seu estado, quanto nas competições nacionais realizadas pela CBF”, contou.

A eleição que definirá quem será o próximo presidente da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol ainda não tem data para ser realizada, mas será em 2018, data em que após oito anos de gestão, Marco Martins entregará a faixa presidencial ao seu sucessor.

(Avozdoapito.com)

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

ARBITRAGEM – Comissão divulga lista dos árbitros FIFA para temporada 2018

O presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Marcos Marinho, anunciou, nesta quarta-feira (6), a lista completa dos brasileiros que farão parte da lista de árbitros e árbitras com a chancela da FIFA em 2018.

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Em breve, a CBF divulgará a data da entrega das insígnias, que será realizada na sede da entidade, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Confira todos os 40 nomes que vão atuar no Futebol, Futsal e Beach Soccer.

ÁRBITROS
1) Sandro Meira Ricci, 43 anos
2) Wilton Pereira Sampaio, 35 anos
3) Raphael Claus, 38 anos
4) Anderson Daronco, 36 anos
5) Luiz Flavio Oliveira, 40 anos
6) Ricardo Marques Ribeiro, 38 anos
7) Dewson Fernando Freitas da Silva, 36 anos

8) Rodolpho Toski Marques, 30 anos

9) Wagner Nascimento Magalhães, 38 anos
10) Wagner Reway, 37 anos

ÁRBITRAS
11) Edina Alves Batista, 37 anos
12) Regildênia Holanda Moura, 43 anos
13) Deborah Cecilia Cruz Correia, 32 anos
14) Rejane Caetano da Silva, 32 anos

ÁRBITROS ASSISTENTES
15) Emerson Augusto de Carvalho, 45 anos
16) Marcelo Carvalho Van Gasse, 41 anos
17) Guilherme Dias Camilo, 35 anos
18) Alessandro Álvaro Rocha de Matos, 41 anos
19) Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa, 34 anos
20) Kléber Lúcio Gil, 40 anos
21) Bruno Boschilia, 34 anos
22) Bruno Raphael Pires, 32 anos
23) Fabrício Vilarinho da Silva, 37 anos
24) Danilo Ricardo Simon Manis, 36 anos

ÁRBITRAS ASSISTENTES
25) Neuza Inês Back, 33 anos
26) Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo, 31 anos
27) Marcia Bezerra Lopes Caetano, 43 anos
28) Daiane Caroline Muniz dos Santos, 29 anos

ÁRBITROS DE FUTSAL
29) Gean Coelho Telles, 42 anos
30) Flávio Marques, 39 anos
31) Henrique Angelo da Silva, 38 anos
32) Ricardo Amaral Messa, 34 anos

ÁRBITRAS DE FUTSAL
33) Giselle Torri, 37 anos
34) Katiucia Meneguzzi Santos, 39 anos
35) Anelize Meire Schulz, 32 anos
36) Aline Santos Nascimento, 28 anos

ÁRBITROS DE BEACH SOCCER
37) Ivo Alexandre Moraes Santos, 40 anos
38) Mayron Frederico Reis Novais, 40 anos
39) Renato Carlos, 45 anos
40) Lucas Estevão, 32 anos

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

SAIU O LISTÃO!! – Sandro Meira Ricci confirmado para Copa do Mundo da Russia

Sandro Meira Ricci é o representante do Brasil na Copa do Mundo da Russia. A Fifa definiu os árbitros que vão trabalhar na competição do ano que vem. No total, foram selecionados 36 profissionais de diferentes nacionalidades, sendo que de oito a dez deles serão reservas.

Ricci participa de sua segunda copa do mundo. Em 2014 foi o árbitro brasileiro na copa. Também esteve em mundiais de clubes e outros importantes torneios internacionais.

A confederação europeia (UEFA) tem a maior quantidade de árbitros destacados: 10. Da Oceania (OFC), dois. E Ásia (AFC), América do Sul (Conmebol), América do Norte e Central (Concacaf) e África (CAF) têm seis cada. Ainda não há a definição dos auxiliares e tampouco dos eventuais árbitros de vídeo – o uso do VAR no Mundial será discutido em fevereiro.

20171116163226_0

Confira a lista:

AFC (6)

Fahad Al Mirdasi (Arábia Saudita)
Alireza Faghani (Irã)
Ravshan Irmatov (Uzbequistão)
Mohammed Mohamed (Emirados Árabes)
Ryuji Sato (Japão)
Nawaf Shukralla (Bahrein)

CAF (6)

Mehdi Abid Charef (Argélia)
Malang Diedhiou (Senegal)
Bakary Gassama (Gâmbia)
Ghead Grisha (Egito)
Janny Sikazwe (Zâmbia)
Bamlak Tessema (Etiópia)

OFC (2)

Mattew Conger (Nova Zelândia)
Norbert Hauata (Taiti)

CONCACAF (6)

Joel Aguilar (El Salvador)
Mark Geiger (Estados Unidos)
Jair Marrufo (Estados Unidos)
Ricardo Montero (Costa Rica)
John Piiti (Panamá)
César Ramos (México)

CONMEBOL (6)

Julio Bascuñán (Chile)
Enrique Cáceres (Paraguai)
Andrés Cunha (Uruguai)
Néstor Pitana (Argentina)
Sandro Meira Ricci (Brasil)
Wilmar Roldán (Colômbia)

UEFA (10)

Felix Brych (Alemanha)
Cüneyt Çakır (Turquia)
Sergey Karasev (Rússia)
Björn Kuipers (Holanda)
Antonio Mateu Lahoz (Espanha)
Szymon Marciniak (Polônia)
Milorad Mažić (Sérvia)
Gianluca Rocchi (Itália)
Damir Skomina (Eslovênia)
Clémet Turpin (França)

(anaf.com)

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

Árbitro de PE participa de Programa de Evolução da Conmebol

O árbitro assistente Cleberson do Nascimento Leite, 29 anos, está participando do Programa de Evolução da Conmebol, em Assunção (PAR).

img

O curso que vai até este sábado (19), é realizado em parceria com a Associação Paraguaia de Futebol (APF) e tem o objetivo de aprimorar jovens talentos que almejam chegar ao quadro de árbitros da FIFA.

Junto com o pernambucano, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) indicou os árbitros Paulo Volkopff (TO) e Alisson Furtado (MS) e o também assistente Alex Ang Ribeiro (SP).

Na arbitragem há sete anos, Cleberson está tendo uma excelente oportunidade de aperfeiçoar o seu conhecimento. O programa promove o estudo das regras e orientações da FIFA, atividades práticas, palestras e até provas com enquetes sobre a melhor decisão a se tomar. O assistente, que já bandeirou 21 jogos no Campeonato Brasileiro da Série A, valoriza a chance que está tendo na carreira.

Vejo essa oportunidade como algo de suma importância, pois ser indicado para realizar um curso internacional é muito difícil, devido a quantidade de árbitros e federações que existem no Brasil”, comentou.

Participar do grupo de árbitros da FIFA é ampliar o campo de atuações para um patamar internacional, podendo chegar a arbitrar os jogos da Copa Libertadores, maior torneio continental das Américas.

O quadro da FIFA é uma meta e um sonho que todo árbitro almeja alcançar”, disse o bandeira que mantém os pés no chão frente à oportunidade. “Eu almejo esse patamar, no entanto não sei precisar se estou mais perto, vou continuar buscando aprimoramento mental, físico, técnico e social”, completou.

Cleberson já fez parte de grandes jogos como São Paulo x Coritiba e Cruzeiro x Palmeiras, e garante que a pressão vinda das arquibancadas não tira o seu foco. “A torcida faz parte do espetáculo, porém quando estou em campo meu foco é o jogo. Quase não percebo os torcedores, busco permanecer 100% concentrado na minha função”, finaliza o jovem e promissor assistente.

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

O futuro da ANAF a Deus pertence…

Por Salmo Valentim

No último final de semana estive em Florianópolis participando da Assembleia de Trabalho da ANAF. O evento foi proveitoso e nos proporcionou, no campo das ideias, um amplo debate nacional sobre vários temas relacionados a nossa atividade, entre os quais: a criação de um projeto eficaz para a arbitragem brasileira.

Tenho viajado o país e conversado com muitos amigos do futebol. Árbitros, ex-árbitros, dirigentes, enfim, uma turma de entusiastas, assim como eu, que querem ver o nosso país voltar a ser celeiro de grandes profissionais para o mundo. Por isso sempre bato na tecla da formação. Não se pode, tampouco se deve formar um árbitro do dia para a noite. É necessário dar a ele a oportunidade de atuar nas categorias de base, para depois, com maturidade, chegar ao profissional. Qualquer coisa diferente disso é o que chamam por aí de “geração nutela”.

Voltando ao congresso, fiquei feliz em rever amigos que há tempos não via. Porém tive que me posicionar sobre alguns temas de relevância que merecem destaque aqui no Blog.

Eu e você sabemos que a renovação da arbitragem brasileira, em muitos casos, bateu na trave. Concordo sim que se deva dar continuidade aos árbitros que tenham atingido o índice de 45 anos, desde que passem nos testes físicos e teóricos. Mas insisto em dizer que nestes casos, precisa-se verificar o histórico desse profissional. Não se pode dar, por exemplo, continuidade a carreira de árbitros que só pensam em escalas e no dinheiro oriundo das taxas. É necessário manter no quadro profissionais que queiram, dentro de campo, fazer a diferença.

A ideia de se manter a “PEC da Bengala” é válida, inclusive antes de sair do Comitê de Árbitros de Pernambuco, eu mantive alguns acima dos 45 no quadro indicando para a CBF. Porém fica a dica para que nos próximos anos, a CBF repense algumas indicações e mantenha no quadro quem verdadeiramente, mesmo depois dos 45, se dedica e ainda continua sendo modelo. Não se pode, por exemplo, admitir árbitros acima do peso atuando mais que os árbitros da FIFA na Série A do Brasileiro. Além de desrespeitoso é desnecessário.

O congresso foi bem proveitoso. Martins fez bem o dever de casa recebendo a todos com a mesma disposição de sempre. Batemos um amplo papo sobre os últimos acontecimentos da arbitragem e o saldo desse evento é bastante positivo.

Outro tema amplamente debatido foi a questão da sucessão presidencial. O pleito é apenas em 2018, por isso, oficialmente não há nenhuma candidatura. É natural que as pessoas vislumbrem em mim um potencial candidato, mas antes de qualquer especulação, afirmo e reafirmo em primeiro lugar o meu compromisso com os homens de bem da arbitragem brasileira. Não penso por agora em eleição, tampouco em palanque eleitoreiro. Quero e vou continuar, independente de rótulos, trabalhando pelo desenvolvimento da nossa categoria no Brasil.

Até a próxima!

mrelaxabuy ortho tri-cyclenarthritisbuy eye drops online

Go to Top