O técnico Roberto Fernandes se apresentou ao CRB na tarde desta segunda-feira (17), no CT Ninho do Galo, e concedeu a primeira entrevista coletiva como treinador do Galo.

Fernandes comentou sobre o elenco, o momento delicado do clube na Série B do Campeonato Brasileiro e o desafio de tirar o Regatas da zona do rebaixamento.

[Momento de ser mais técnico ou psicólogo?] Técnico porque o problema do time não é só o lado psicológico. É óbvio. No olhar, a gente sente um grupo abatido. A gente sente um grupo que está pressionado, que não está com a confiança que é necessária ter para que se alcance objetivos. Isso aí não tenha dúvida. Mas também precisa melhorar a própria situação de campo, porque não é só no psicológico que o CRB não vem vencendo. A gente precisa buscar contribuir para que a equipe melhore o seu rendimento, busque ser mais competitiva, esse é um ponto que acho importante“.

Roberto Fernandes é o quarto técnico do CRB na temporada e também nesta Série B. Antes dele, o Galo contou com Mazola Jr, Júnior Rocha e Doriva, este último demitido após a derrota para o Brasil-RS em Pelotas. Com o revés no Rio Grande do Sul, o Galo foi ultrapassado pelo adversário gaúcho, ficou nos 29 pontos e caiu para a 17ª posição, na zona do rebaixamento.

A primeira missão de Fernandes é o duelo com o Coritiba já nesta sexta-feira (21), às 20h30, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. O treinador não vai contar com o atacante Neto Baiano, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Logo depois, o CRB mede forças com o CSA no Clássico das Multidões. O mando de campo será do Galo.

(TNH1.com)