PELO BLOG DE JJ

O time do Sport é deprimente e provoca uma forte depressão nos seus torcedores.

O que aconteceu na tarde de ontem no Estádio Olímpico de Goiânia, foi o resultado de uma gestão desastrada que está levando o clube ao fundo o poço.

O returno do rubro-negro é o sinal de um futuro rebaixamento, e só não piorou por conta dos empates entre Coritiba e Ponte Preta, e Grêmio e Vitória, desde que as distancias seriam mais alargadas, mas pelo andar da carruagem Pernambuco será tricampeão em degola numa mesma temporada, e isso sem duvida mostra o buraco bem profundo onde meteram o nosso futebol.

Enquanto o Atlético-GO mostrava dignidade dentro do campo, mesmo com muitas modificações, dominando a partida e fechando o placar por 2×0, o Sport atuava com desânimo, sem motivação, e com o fraco futebol das últimas rodadas.

Voltamos a afirmar mais uma vez que a equipe rubro-negra não tem defesa, não tem meio de campo, não tem ataque, não tem técnico, não tem presidente, e não tem departamento de futebol.

Não tem nada, e vai para o nada.

O executivo que poderia ajudar não executa nada.

Um grupo desse só poderia leva-lo ao buraco onde se encontra.

Faltando 4 jogos para o final da competição, o time da Ilha do Retiro terá confrontos difíceis de serem superados e com esse tipo de jogo que vem apresentando a tendência é de ser rebaixado, desde que são 12 pontos a serem disputados, os três primeiros serão para encostar no Vitória se esse não ganhar o seu jogo, restando 9 para fugir do carrasco da degola.

Os adversários serão Palmeiras (F), Bahia (C), Fluminense (F) e Corinthians (C).

Qualquer torcedor de bom senso sabe bem que é quase impossível com o atual elenco vencer essas partidas, desde que esse é fraco e tem postura de desistência.

Chamamos a atenção muitas vezes para o que vinha acontecendo e o que poderia acontecer, e como acertamos com os times locais da Série B, tudo indica que iremos acertar com o Sport.

Lamentável.

NOTA 2- CORINTHIANS CAMPEÃO

* Com os resultados da 34ª rodada que encerra na noite de hoje com um jogo o grande vitorioso foi o Corinthians que irá levar o troféu para o Parque São Jorge após o seu próximo encontro.

A festa será na Ilha da Alegria em seu último jogo.

Por incrível que pareça o jogo mais dinâmico da rodada foi o de dois times que lutam, contra o rebaixamento, Coritiba e Ponte Preta, com uma grande intensidade nos 97 minutos jogados.

O placar de 1×1 foi justo pelo que fizeram, mas ruim para ambos. A sorte foi a derrota do Sport para o Atlético-GO.

Vasco e São Paulo disputavam uma vaga no Grupo da Libertadores, mas o empate de 1×1, deu uma ducha de água fria para os dois. O futebol praticado foi de péssima qualidade.

Na Serra Gaúcha o Grêmio com vários desfalques, enfrentou o Vitória que saiu à frente do marcador, mas cedeu o empate de imediato.

O placar de 1×1, mostrou a realidade de uma partida fraca, deixando o líder da competição com 10 pontos de diferença para o líder.

Enquanto isso o Palmeiras depois das ameaças que aconteceram na manhã de ontem, com os torcedores organizados protestando na frente de seu Centro de Treinamento pedindo a saída de alguns jogadores e do presidente, o grupo reagiu ao pegar o Flamengo, que tem sido aquele que foi sem nunca ter sido, e o atropelou.

O placar de 2×0 não refletiu a realidade da partida.

Com uma arbitragem criticada pelo Atlético-MG, esse empatou com o Bahia em 2×2, confirmando a boa performance da equipe baiana.

No Mineirão o Cruzeiro derrotou o Fluminense por 3×1, deixando o tricolor ainda sem escapar da degola, apesar dos 43 pontos.

No final tivemos pouco futebol, zero de emoções, e com a certeza de que a rodada foi corintiana.

NOTA 3- O QUE RESTOU DA SÉRIE B?

* A Série B está com poucos metros de diferença para o Photochat, com três clubes rebaixados, uma vaga restante na zona da degola, e quatro clubes lutando para completar a turma do acesso, que já tem o América garantido, e o Internacional bem próximo de chegar ao disco final.

As chances do Ceará e do Paraná são iguais, e esses deverão ser os clubes que fecharão o grupo, com 69% para ambos.

O Oeste tem 28%, e o Londrina, 10%.

O alvinegro cearense joga duas partidas em casa, contra Paysandu e ABC, e uma fora contra o Criciúma, e apenas um furacão poderia tira-lo de jogar a Série A de 2018.

Como no Brasil não existe tal problema, jamais isso irá acontecer.

O Paraná terá dois jogos fora. O do Santa Cruz que pelas noticias que correm no país, não poderá ocorrer, por conta do estado de greve decretada por seus jogadores, e o outro contra o CRB que tem um maior grau de dificuldade. O terceiro será em casa contra o BOA que ainda luta contra a degola.

O time paranista tem dois pontos de diferença para o Oeste, que tem dois jogos em casa (Internacional e Goiás), e um fora contra o ABC.

O Londrina só com um milagre poderá alcançar o acesso.

A disputa ficará entre Paraná e Oeste com uma chance maior para o time tricolor.

Com relação ao rebaixamento, existe uma vaga para cinco clubes: Luverdense com 50% de chances, BOA, com 17%, CRB, 11%, Guarani, 12% e Figueirense (6%).

Apesar do time de Varginha ter um menor percentual nessa disputa, acreditamos que o Luverdense com os dois jogos em casa, inclusive com o confronto direto com o rival poderá escapar, empurrando esse para a Série C de 2018.