Vitória/BA 1×2 Sport – Leão da Ilha faz as pazes com a vitória e deixa Z4

0

Acabou o jejum de nove rodadas do Sport no campeonato Brasileiro. O Leão da Ilha derrotou o Vitória em Salvador por 2×1, gols de Diego Souza de falta e Lenis. Tréllez descontou para o Vitória.

O gol marcado de Diego Souza foi 34º dele em Brasileiros pelo Sport. Isso o torna o maior artilheiro da história do clube em Brasileiros. Diego Souza superou o atacante Leonardo.

O Sport pula para a 11ª posição com 33 pontos.

GOLS!! – Botafogo e Atlético/MG vencem

0

Pela 27ª rodada do Brasileirão, nesta quarta-feira (11), quatro jogos agitaram tanto a parte cima, quanto a de baixo da tabela de classificação.

No topo, Corinthians e Cruzeiro venceram. Em São Paulo, o líder superou o Coritiba por 3 a 1 e voltou a vencer após dois empates. Em Porto Alegre, a Raposa bateu o Grêmio por 1 a 0 e vai dormir na vice-liderança. Na luta contra o rebaixamento, Vasco e Atlético/MG saíram vitoriosos dos confrontos diretos. Em Florianópolis, os cariocas venceram o Avaí por 2 a 1. Em Belo Horizonte, o Galo venceu o São Paulo por 1 a 0.

HOJE – Vitória/BA x Sport: Vale vaga fora do Z4

0

E o Sport volta a campo nesse feriadão para enfrentar o Vitória/BA em Salvador pela 27ª rodada. A partida é decisiva para deixar um dos dois dentro da zona de rebaixamento.

Os resultados da abertura da rodada favoreceram Vitória(32) e Sport(30). O São Paulo(31) perdeu e a Chapecoense(32) perdeu, ou seja, se o Leão da Ilha derrotar o vitória já ganhará três posições na tabela.

Diego Souza, Durval e a volta de Mena (Estava com a seleção Chilena) serão as novidades do Sport diante do Vitória de Vagner Mancini.

FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA/BA X SPORT

27ª RODADA

COMPETIÇÃO: Série A – 12 10
LOCAL: Barradão – HORÁRIO: 17h

Árbitro Marcelo Aparecido R de Souza – SP (CBF)
Árbitro Assistente 1 Anderson José de Moraes Coelho – SP (CBF)
Árbitro Assistente 2 Bruno Salgado Rizo – SP (CBF)
Quarto Árbitro Fabio Rogerio Baesteiro – SP (CBF)
Árbitro Assistente Adicional 1 Jose Claudio Rocha Filho – SP (CBF)
Árbitro Assistente Adicional 2 Vinicius Goncalves Dias Araujo – SP (CBF

VITÓRIA: Caique; Juninho, Wallace, Ramon e Caique Sá; William Correia, Soutto e Yago; Neilton, Trellez e David. Técnico: Vagner Mancini
SPORT: Magrão; Raul Prata, Henríquez, Durval e Mena; Anselmo, Wesley e Patrick; Diego Souza, Osvaldo e André. Técnico Vanderlei Luxemburgo

SANTA – Atacante tricolor deixa treino, se despede e resolve encerrar a carreira

0

O veterano atacante tricolor Julio Sheik resolveu abandonar o futebol. Hoje no Arruda o jogador que treinava a parte, resolveu deixar o treino antes do final para a surpresa dos repórteres.

Julio Sheik antes de seguir para o vestiário ficou se despedindo dos companheiros e da comissão técnica. Sem dar entrevista o jogador deixou mensagem para o grupo de jogadores. A mensagem foi divulgada pelo twitter do colega repórter  

Futebol de Pernambuco está sem lenço ou documento…

0

Pelo blog de JJ

O futebol de Pernambuco caminha sem lenço ou documento, e nada de novo nas mãos. Tudo continua como dantes.

Não temos uma entidade que pense em algo melhor e positivo para esse esporte, pelo contrário usa e abusa de várias pirotecnias como forma de promoção.

Oferecer dinheiro para os atletas do Náutico para que o time possa se livrar da degola é algo fora de proposito, e com pouca repercussão. A não ser em nossa mídia juvenil.

Lemos no blog de Claudemir Gomes um artigo sobre o Santa Cruz e a sua chapa para as eleições previstas para o final do ano, ou seja com os mesmos nomes, o mesmo grupo e o mesmo banco no jardim, que levaram o clube ao fundo do poço.

Será a mudança do seis por meia dúzia, e a confirmação da ausência de uma renovação.

Por outro lado, o Sport também trocou o fraco por um mais fraco, e os problemas continuaram. Foi uma renovação pelo avesso, desde que as portas fechadas do clube impediram um processo de mudança.

O Náutico vem sofrendo com gestões equivocadas, com uma divisão interna grave, e quando surgiu o que representava o novo esse não conseguiu leva-lo para outros caminhos.

O momento atual do clube é o reflexo dos erros acumulados há um bom tempo, com dois presidentes em um só ano.

O século XXI tem sido trágico para o futebol de Pernambuco, que tornou-se um mero figurante no cenário nacional.

Nos tornamos o nada dentro do nada.

Foi criada uma cultura de que não é preciso planejar para obter bons resultados.

Um grande pecado mortal, visto que se os clubes não entenderem a necessidade de reformulação e sobretudo, profissionalização de suas administrações para que obtenham resultados sustentáveis ao longo do tempo e terão como resposta a decadência ou o fim.

As agremiações se fecharam através de grupos dominantes que não permitem mudanças, nem o surgimento de novas cabeças pensantes. Essas são alijadas do processo.

O clube é uma empresa com acionistas e deve ser administrada como tal, com razão e lógica e sobretudo sem emoção. Uma administração planejada prepara o futuro, e no caso do futebol, dará condições de sobrepujar os tropeços ocasionados pelas pedras do caminho.

As sedes dos clubes são habitadas por fantasmas, não existe sinal de vida, o associado foi esquecido totalmente e perdeu a sua relação com esses, e com isso a nova geração de dirigentes não é formada.

Teremos amanhã o Dia das Crianças, e perguntamos, qual a entidade que programou uma festa dedicada aos filhos dos sócios?

Vamos dar um exemplo pessoal, começamos no Sport numa escolinha de voleibol, depois participamos das competições estaduais.

Começamos a ter uma identidade com o clube, e isso nos levou aos diversos cargos da diretoria, inclusive no futebol. Uma escola que foi abandonada pelo novo sistema implantado, que não permite uma renovação.

Os nossos clubes tem que repensar os seus futuros. Procederem com uma análise real e traçarem os seus novos objetivos, e o retorno do associado às suas casas é fundamental.

Deveriam esquecer de tudo que está sendo feito e que não deu certo, fazer um recomeço, que parte da reestruturação dos seus quadros diretivos e a profissionalização de todas as suas áreas.

As vaidades devem ser deixadas de lado, que os dirigentes não vejam o clube apenas com interesse de uma promoção pessoal, e sim, como uma grande coletividade formada por seus sócios e simpatizantes.

Ou mudam ou irão morrer sem lenço ou documento.

SANTA – Martelotte mantém base para tentar recuperação em Santa Catarina

0

Por: Alexandre Ricardo/CoralNET

Dando continuidade à preparação para enfrentar o Figueirense/SC, o técnico Marcelo Martelotte comandou treinamento na tarde desta quarta-feira(11), no Estádio do Arruda. E pela primeira vez na semana, esboçou uma equipe considerada titular para a próxima rodada.

A base é a mesma do time que entrou em campo na partida diante do América Mineiro, com Wellington Cézar(foto) à frente da zaga ao lado de Derley. Sendo assim, o time treinou com Júlio César; Nininho, Anderson Salles, Guilherme Mattis e Yuri; Wellington Cézar, Derley e Thiago Primão; João Paulo, André Luis e Grafite.

Uma atividade em dimensões reduzidas foi realizada, com Martelotte exigindo raciocínio rápido e bastante movimentação entre os passes. A equipe de baixo foi formada com Miller; Walber, Walter Guimarães, Bruno Silva e Willams Luz; João Ananias, Jeremias e Natan; Bruno Paulo, William Barbio e Ricardo Bueno. Sem alterações no treino, a tendência é que o esboço seja mantido.

Na manhã da quinta(12), o elenco realiza um último treinamento antes da viagem para Florianópolis. Já em solo catarinense, uma última movimentação está marcada para o Centro de Treinamento do Avaí na sexta-feira(13), também na parte da manhã. Figueirense/SC e Santa Cruz se enfrentam às 16h30 do sábado(14), no Estádio Orlando Scarpelli.

GUARANI/SP – Lisca arma Bugre contra o Náutico para se distanciar do Z4

0

Sem vencer há sete rodadas e com o quinto técnico na temporada, o Guarani/SP já se prepara para o confronto contra o Náutico nesta Quinta as 19h em Caruaru.

Com 34 pontos e dois de distancia do Z4, Lisca terá a missão de salvar mais um clube do rebaixamento. No último treinamento da equipe, Lisca treinou com Vagner; Denner, Ewerton Páscoa, Diego Jussani e Richarlyson; Baraka e Evandro; Bruno Nazário, Fumagalli e Kevin; Rafael Silva.

A delegação do Bugre deve chegar no Recife na Sexta-feira(11) e segue para Caruaru.

Vitória/BA pronto para receber o Sport no Barradão!

0

Pelo ecvitoria.com

Com o retorno dos laterais Caíque Sá e Juninho, o técnico Vagner Mancini relacionou 23 jogadores, que já estão concentrados, para a partida diante do Sport, neste feriado de 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil. O jogo no Barradão será às 17 horas.

O time rubro-negro vem de dois triunfos seguidos fora de casa nos últimos jogos, contra Atlético MG e Botafogo. Com 32 pontos, está numa posição intermediária na classificação e enfrentará um adversário que ocupa o Z-4, mas é uma equipe perigosa e com destaques individuais, como ressaltou o técnico Vagner Mancini.

Para este momento é importante que o time dê uma resposta boa para o torcedor. Será um jogo duro contra o Sport, um time rival do Vitória, um clássico nordestino, mas há a necessidade de o Vitória se impor dentro de casa”, analisou o treinador.

No primeiro turno, o Vitória venceu, por 3 x 1, na Ilha do Retiro, em Recife, mas ainda não era comandado por Mancini, que assumiu o time somente na 17ª rodada do Brasileirão.

 

RETORNAM

Os laterais Caíque Sá e Juninho, recuperados de lesões, estão de volta. Os dois se machucaram nas rodadas 23 e 24. Caíque sofreu lesão no adutor da coxa, no primeiro tempo contra o São Paulo, enquanto Juninho lesionou o ligamento colateral medial do joelho diante do Fluminense.

Já estou muito bem fisicamente, passei pela transição. Me recuperei rápido, graças a Deus”, disse Caíque em coletiva concedida esta semana.

Juninho, também entrevistado, comentou sobre o fato de o Vitória não estar sendo um bom mandante – venceu somente dois jogos em 13 disputados. “A gente tem o apoio do nosso torcedor. A gente tem que demonstrar que o Vitória é forte dentro de casa, como sempre foi”, comentou.

 

Para finalizar a preparação, os jogadores, inicialmente, participaram de uma roda de bobinho e atividades lúdicas com orientação do preparador físico Lucas Itaberaba, na manhã desta quarta-feira (11) no campo 1 do Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura.

Em seguida, Mancini fez uma movimentação para repassar o posicionamento do time, e encerrou com o tradicional “dois toques”, que reservou muita emoção e disputa acirrada. Após o empate de 1 a 1 no tempo normal, a vitória do time com camisa cinza, liderado pelo capitão Wallace, foi definida no golden goal (gol de ouro) marcado de cabeça pelo zagueiro. Caíque Sá abriu o placar e o goleiro Gustavo empatou para o time com colete verde limão.

Kieza voltou a treinar separado, enquanto Willian Farias e Kanu seguiram o protocolo do departamento médico com tratamento.

RELACIONADOS

Caíque e Wallace Barato;
Caíque Sá, Patric, Geferson e Juninho;
Alan Santos, Fred, Ramon, Wallace, Bruno e René Santos;
Uillian Correia, José Welison e Fillipe Soutto;
Yago, Danilinho, Carlos Eduardo e Cleiton Xavier;
David, Neilton, Santiago Trellez e André Lima.

SPORT – Luxemburgo revela motivo da volta de Durval: “Experiência”

0

O time do Sport está pronto para tentar se recuperar no Brasileirão. Sem vencer a nove rodadas o leão de Luxemburgo enfrenta o Vitória em Salvador nesta Quinta(12).

Luxemburgo já confirmou a volta do capitão Durval e aguarda a reapresentação do lateral esquerda Mena.

Eu acho que posso acrescentar muito à equipe com minha experiência e o futebol que ainda apresento. Espero ajudar meus companheiros com um bom futebol e também falando, orientando. Vou tentar contribuir para a nossa melhora daqui para frente”, disse o zagueiro rubro-negro.

Para o camisa 4, os próximos três jogos serão fundamentais para tirar o Sport da parte de baixo da tabela. “Quem vencer agora vai complicar a vida do adversário. Então temos que entrar com um espírito totalmente diferente contra o Vitória, para conquistar três pontos e ir com tudo para os jogos seguintes, que serão em casa”, afirmou Durval.

Após o duelo na Bahia, o Leão enfrenta Atlético/MG e Santos, respectivamente, na Ilha do Retiro.

Confira a coletiva:

Sem encerrar carreira, Kaká anuncia saída do Orlando City

0

O meia Kaká anunciou nesta quarta-feira que não irá renovar com o Orlando City, time da MLS que defende desde 2014.

Kaká Orlando City Atlanta United MLS 21/07/2017

©Andrew Bershaw/Icon Sportswire via Getty Kaká Orlando City Atlanta United MLS 21/07/2017

Convoquei essa entrevista para dizer que minha situação contratual termina em 31 de dezembro. Ao longo dos últimos meses a gente vem discutindo essa renovação, estou falando com meus principais conselheiros, que são meus familiares, e minha renovação é de não renovação com o Orlando City“, comunicou.

No entanto, o atleta de 35 anos descartou se aposentar e deixou seu futuro em aberto – sem falar, contudo, em um possível retorno ao São Paulo, clube que o revelou.

O próximo para mim é esse momento. Só sei que não serei jogador do Orlando City na próxima temporada. É a única certeza que tenho até agora“, afirmou.

O veterano admitiu que vem jogando com dores e que passa por problemas físicos, mas evitou falar em pendurar as chuteiras.

A or não será a base da minha decisão. Todo mundo sente dores, e nós temos que sacrificar nosso corpo por esse esporte. Minha decisão não é baseada em minha condição física e não será também para as minhas decisões no futuro“, salientou.
Carreira vitoriosa

Revelado pelo São Paulo, Kaká surgiu como um “furacão” na equipe principal do time paulista em 2001, quando ainda era chamado de Cacá. Ele foi um dos grandes responsáveis pela conquista do Rio-São Paulo daquele ano, fazendo dois gols na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, que sacramentou a conquista dos tricolores.

Sua ascensão meteórica rapidamente chamou a atenção do Milan, que o contratou em 2003 por apenas 8,5 milhões de euros (R$ 31,87 milhões).

Pelo time italiano, ele conquistou uma Champions League, um Mundial de Clubes, um Italiano, uma Supercopa Italiana e uma Supercopa da Uefa, tornando-se ídolo da equipe e sendo eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 2007.

Em 2009, o meia foi contratado por 68,5 milhões de euros (R$ 256,83 milhões, na cotação atual) pelo poderoso Real Madrid, em um “pacotão” no qual também estava incluso o atacante Cristiano Ronaldo.

Ao contrário de CR7, porém, o atleta não se firmou com a camisa merengue, apesar de ter conquistado um Campeonato Espanhol, uma Copa do Rei e uma Supercopa da Espanha. Devido à relação ruim com o técnico José Mourinho, ficou muitos jogos no banco e retornou ao Milan em 2013.

Sem o mesmo sucesso da primeira passagem, porém, foi seduzido por uma proposta do Orlando City e, em 2014, acertou com o novato clube para disputar a MLS. No mesmo ano, passou rapidamente por empréstimo pelo São Paulo, ajudando a equipe a terminar o Campeonato Brasileiro na 2ª colocação.

Pela seleção brasileira, Kaká ganhou a Copa do Mundo de 2002 e ainda disputou as edições de 2006 e 2010. Além do Mundial, ele ganhou duas Copas das Confederações com a camisa verde e amarela.

(MSN.COM)

Go to Top