Santa Cruz

SANTA: Oliveira Canindé chega neste sábado ao Arruda!

Novo técnico do Santa Cruz, Oliveira Canindé chega ao Recife neste sábado, por volta das 13h. Ele já chega para acompanhar a partida do Tricolor contra o Icasa, no Arruda, às 16h10, pela Série B. “Está tudo fechado com o Santa Cruz”, disse o treinador ao Blog do Torcedor. A apresentação dele será na próxima segunda-feira, às 10h.

O contrato de Oliveira com o Santa Cruz é até o fim do ano. Só que o técnico pensa mais além, querendo ficar mais tempo. “A meta é esse trabalho agora, mas vamos pensar no futuro”, afirmou o treinador que chega sem comissão técnica.

Oliveira dos Santos Lopes não tem um currículo vasto de títulos, mas entrou definitivamente para o mapa do futebol nordestino no ano passado. Contra todos os prognósticos, o técnico levou o Campinense ao inédito título de campeão da Copa do Nordeste, desbancado pesos-pesados como Bahia, Ceará, Santa Cruz e Sport, este último eliminado pelos paraibanos nas quartas de final.

A carreira de Canindé está intimamente ligada ao futebol da região. Foi aqui que ele nasceu, na cearense Canindé – daí o ‘sobrenome’. Como volante, também começou no seu estado, no Ceará. Também defendeu Fortaleza e Uniclinic. Saiu para jogar no Figueirense, Marcílio Dias e Botafogo-DF. A carreira de treinador começou em 2004 no Limoeiro (CE).

No Ceará também trabalhou no Ferroviário, Guarani de Juazeiro, Icasa e Guarany de Sobral, neste último conquistou a Série D do Brasileiro em 2010. Nesta campanha eliminou o Santa logo no primeiro mata-mata.

Este ano tentou o bicampeonato nordestino comandando o CSA. No mesmo grupo do Santa, conseguiu a classificação em primeiro lugar mas terminou eliminado nas quartas de final pelo Sport. Depois assumiu o América-RN e conseguiu outros feitos históricos, como o título estadual deste ano e a goleada por 5×2 diante do Fluminense em pleno Maracanã, pela Copa do Brasil. No entanto, a derrota para o Oeste pela 21ª rodada da Série B custou seu emprego.

(Blog do torcedor)

CAIU!! Sérgio Guedes não é mais o técnico do Santa Cruz

Após reunião, nesta manhã de quinta-feira, a Diretoria Coral decidiu pelo desligamento do técnico Sérgio Guedes.

O ex-técnico Coral esteve à frente do time em 26 jogos, sendo 9 vitórias, 10 empates e 7 derrotas.

O Diretor de Futebol Constantino Júnior agradeceu – em nome do clube – os serviços prestados pelo ex-treinador e desejou boa sorte para o profissional na sequência de sua carreira.

(SiteOficial)

SANTA: Sérgio Guedes segue prestigiado pela diretoria coral

Foram duas derrotas seguidas, de virada, fora de casa. Duas vezes em que o Santa Cruz teve a vitória nas mãos e deixou escapar.

Com os resultados negativos, a torcida já começa a cobrar nova postura do time e ações da diretoria. Alguns criticam até a permanência do técnico Sérgio Guedes, à frente do time desde abril deste ano. Mas o presidente Antônio Luiz Neto já garantiu: “Não temos nem porque tocar nesse assunto. Está tudo tranquilo. Sérgio Guedes tem estabilidade administrativa e não está de saída do clube”.

E essa não é uma decisão que leva em consideração apenas os últimos resultados, mas também futuros. De acordo com o dirigente, o treinador não cai mesmo com uma nova derrota no próximo sábado, diante do Icasa, no Arruda. “Nós trabalhamos com um planejamento e observando todos os aspectos, por isso conseguimos resultados positivos nos últimos anos. Foram três anos e dez meses da minha gestão e só tive quatro treinadores. Três deles saíram porque pediram. Não vamos demitir Guedes”, afirmou.

(Blog do torcedor)

VIROU ROTINA: Federação Pernambucana ajuda, e Santa Cruz deve anunciar meia Aílton do Sport

A ida do meia Aílton para o Santa Cruz contou com a ajuda da Federação Pernambucana de Futebol. O meia deve ser confirmado a qualquer momento como jogador do tricolor do Arruda.

Por meio de uma nota a FPF explicou a ajuda, evitando entrar em detalhes na parte financeira.

A Federação Pernambucana de Futebol colaborou com os filiados Santa Cruz e Sport na conversa para a transferência do meia Aílton. A decisão da cessão do referido atleta cabe aos clubes, mas a entidade procurou intermediar para que fosse melhor para os dois. A questão financeira cabe aos envolvidos

(Blog do torcedor)

SANTA: Atrás de camisa 10, Santa Cruz pode contratar meia do Vitória(BA)

A diretoria do Santa Cruz está em busca de um meia e pode anunciar um dos destaques do último Campeonato Paulista. O meia Léo Costa rescindiu, nesta segunda-feira, seu contrato com o Vitória e abriu negociações com o time pernambucano para a sequência do Campeonato Brasileiro da Série B.

Um dos entraves para o acerto entre a Cobra Coral e o jogador de 28 anos é o interesse de outros clubes, sobretudo que disputam a Série B. Recentemente, o meio-campista chegou a ser oferecido para a Ponte Preta, mas o negócio não evoluiu.

A chegada de Léo Costa supriria uma lacuna criada há algumas semanas no elenco do técnico Sérgio Guedes. Isso porque o meia Carlos Alberto, que estava emprestado pelo Atlético-PR, foi solicitado pelo clube paranaense e deixou o Estádio do Arruda.

Antes de chegar Vitória, Léo Costa foi um dos destaques do último Paulistão, defendendo o Rio Claro. Ele foi um dos artilheiros da competição, com Alan Kardec (então no Palmeiras), Luís Fabiano (São Paulo) e Cícero (que estava no Santos). Tais números despertaram interesse até do Corinthians.

Revelado pelo Santo André, o meia já defendeu clubes como São Bernardo, Paulista, Zbrojovka Brno (República Tcheca), União São João, Linense, Itumbiara-GO, Juventus, Vila Nova, Rio Branco-SP e Guarani.

(Futebol Interior)

Em Lucas do Rio Verde/MT, Santa Cruz se prepara para enfrentar Luverdense.

Após chegar em Lucas do Rio Verde/MT, no final da noite de domingo, os jogadores Corais voltaram a trabalhar na tarde de hoje com olhos no Luverdense, amanhã, no Estádio Passo das Emas, às 21h50 (horário de Brasília/DF).

O grupo de atletas – sem Léo Gamalho, Renan Fonseca e Pingo, que retornaram ao Recife de Curitiba/PR, por força do 3º amarelo – foi dividido em dois, nesta tarde, e Tony, Everton Sena, Natan, Wescley e Keno fizeram regenerativo na piscina do hotel com o Fisioterapeuta Jean Toneo.

Os demais, sob o comando de Sérgio Guedes, trabalhou com bola do Clube Seriema, mas em nada o comandante Coral adiantou o time que começará jogando.

Sem poder contar com dois titulares – além de Pingo -, Sérgio Guedes terá Marllon e Leandro Souza, como opções para a zaga; Everton Hora para um possível impedimento de Bileu jogar e, no ataque, Flávio Caça-Rato e Adilson como opções para uma possível dupla com Keno.

Tanto Leandro Souza, quanto Emerson Santos e Adilson têm chegada em Lucas do Rio Verde/MT, prevista para o final desta noite.

O volante Bileu, substituído no 2º tempo do jogo com o Paraná, com dores no adutor, ficou no hotel, nesta tarde, fazendo fisioterapia no adutor direito, mas não foi descartado pelo DM Coral.

Amanhã, Luverdense/MT e Santa Cruz voltam a se encontrar pela quarta vez no Passo das Emas. Dos jogos anteriores, duas vitórias do Luverdense e uma vitória Coral, sendo esta no jogo de ida das Semifinais da Série C 2013.

(JamilGomes)

SANTA: Renan Fonseca, Léo Gamalho e Pingo fora do próximo jogo coral

Além de ser derrota pelo Paraná Clube por 3×2 na 22° rodada da Série B, o Santa Cruz perdeu três atletas para o confronto da próxima rodada contra o Luverdense/MT, em Lucas do Rio Verde. Renan Fonseca, Léo Gamalho e Pingo receberam o terceiro cartão amarelo e vão cumprir suspensão.

Para suprir a ausência desses atletas, a comissão técnica divulgou o nome dos três jogadores que vão se integrar ao grupo no Mato Grosso e ficarão à disposição do treinador Sérgio Guedes. São eles o zagueiro Leandro Souza, atacante Adilson e o meia Emerson Santos.

O jogo contra o Luverdense/MT acontece na próxima terça-feira (16), no estádio Passo das Emas, às 21h50.

(CoralNet)

SANTA: Sérgio Guedes desabafa contra a arbitragem após derrota

Muita confusão após a derrota do Santa Cruz para o Paraná Clube, por 3×2. Aos 44 minutos do segundo tempo, Pingo apareceu livre dentro da grande área e mandou para o fundo das redes. Seria o gol de empate do tricolor, se o bandeirinha não tivesse marcando impedimento.

A marcação gerou muita revoltado por parte do time pernambucano.

Cientes de que o companheiro estava em posição legal, os jogadores partiram para cima do trio de arbitragem após o apito final. Sérgio Guedes também foi ao encontro do responsável pelo apito e demonstrou sua insatisfação. E falou sobre sua revolta.

A gente nunca fala em desonestidade. Mas o bandeira pediu desculpas após o jogo. Então, ao meu ver, ele já sabia que havia errado. Algumas penalidades não foram marcadas e alguns equívocos durante todo o campeonato. Precisamos de mais atenção com o tamanho das entidades que jogam essa competição. A pressão cai sobre a equipe. Eles precisam pensar na consequência”, desabafou o comandante.

(CoralNet)

SANTA: Sérgio Guedes “Temos um bom retrospecto fora de casa”

O tempo de preparação do Santa Cruz para enfrentar o Paraná Clube/PR foi curto e, com a maratona de jogos no mês de setembro e outubro, acontecimentos como esse irão se repetir. Sérgio Guedes teve apenas dois dias para trabalhar, um deles foi regenerativo com os titulares, ou seja, a equipe de cima treinou apenas na manhã desta quinta-feira (11).

Foto:Globo.com

Com isso, é nítido que o treinador não irá fazer muitas mudanças no time. A novidade deve ser a volta de Everton Sena, que cumpriu suspensão automática, no lugar de Marllon. A base titular do último jogo, diante da Portuguesa/SP, deve ser mantida pelo comandante coral, que preferiu não divulgar a escalação, até porque Tony, Keno, Wescley e Natan, com CK alto, foram poupados, mas viajam com a delegação.

Em relação aos desfalques, Memo e Danilo Pires seguem vetados pelo Departamento Médico. O volante está com uma fissura no ombro, que foi detectada após exame de imagem. Já o meia coral continua com uma inflamação na cartilagem no joelho direito e ambos devem retornar em duas semanas.

Apesar das baixas, a expectativa de Guedes continua positiva para conquistar os três pontos no primeiro compromisso fora de casa, já que na terça-feira (16) terá o Luverdense/MT pela frente. Assim como nos jogos anteriores, ele optou por segurar a escalação e só irá definir após o treino tático em Curitiba/PR.

Assim como os jogadores, o treinador coral anda preocupado com o desgaste, mas sempre confiando no potencial do seu grupo para o decorrer da Série B.

A gente esconde, pois talvez tenha algumas mudanças. Temos observações em nível de desgaste e preciso considerar todas as peças. Tenho que entrar com uma equipe forte, na qual possa fazer trocas durante o jogo sem perder a transição de bola do time. Vamos fazer um trabalho tático amanhã para saber a equipe ideal”, afirmou.

PARANÁ CLUBE:

Outro fator determinante para fazer a escolha certa dos onze titulares será a definição da equipe adversária, comandada por Ricardinho, ex-jogador do Corinthians/SP. Guedes destacou que conhece vários atletas do tricolor paranaense.

Tenho que administrar algumas necessidades, até porque conheço bem a forma de atuação dos jogadores do Paraná Clube/PR. Vou moldar a minha equipe em cima das definições do técnico Ricardinho, mas sempre pensando na possibilidade de vencer“, observou.

ATUAÇÃO:

Empolgado com a vitória sobre a Portuguesa/SP, a postura do Santa Cruz precisa mudar nos próximos jogos, pois os três pontos na última rodada não foram convincentes. A competitividade é algo que o técnico tricolor sempre exalta, esperando um time marcando bem e saindo com qualidade para triunfar fora de casa.

A ideia é ter um time competitivo e entusiasmado. Não podemos abrir mão de vencer. Nossa marcação tem que se posicionar bem e preciso de uma equipe com mobilidade, saindo bem para o jogo“, disse.

RESULTADO:

Segundo Sérgio Guedes, o Mais Querido está fazendo bons jogos longe do Recife, lembrando que poucas equipes conseguem desempenhar um bom futebol fora de casa. O primeiro objetivo em Curitiba/PR é a vitória, mas dependendo das circunstâncias da partida, o empate será aceito.

Temos um retrospecto bom fora de casa e acima da média. A consideração é agora para as nossas necessidades e expectativa de competição. A primeira tese é a vitória e em último caso, um resultado igual. A escolha nunca é voltada para jogar por uma bola“, ressaltou.

DESGASTE:

Para o comandante do Santa, o desgaste não pode ser considerado uma desculpa. Depositando muita confiança em seu grupo, ele voltou a frisar que a recuperação antes da partida será primordial para definir o time coral.

O desgaste não pode ser justificativa, pois sabemos que isso é certo. Aquele que estiver inteiro para suprir o cansaço do seu companheiro será considerado favorável para jogar. Precisamos trocar as peças no momento certo, pois esse fator é de extrema importância. As trocas têm sido boas e confio muito no perfil do meu time. Nunca substituo jogador por deficiência técnica, até porque olho muito para a parte tática“, argumentou.

(CoralNet)

SANTA: Veja o uniforme do Centenário Coral que vestirá o time, nesta terça-feira, contra a Portuguesa, no Arruda.

Fotos: Assessoria SCFC/Jamil Gomes
Arte: Júlio Veloso