Internacionais

PSG libera Neymar para vir ao Brasil por problemas particulares

0

O atacante Neymar foi liberado pelo Paris Saint-Germain para viajar ao Brasil para resolver problemas particulares.

Neymar embarcou neste sábado (9), para o Brasil

A informação foi veiculada pela rádio francesa RMC. O jogador não enfrentou o Lille, neste sábado, pelo Campeonato Francês, por estar suspenso e não tem presença garantida no próximo compromisso do clube, quarta-feira que vem, contra o Strasbourg, pela Copa da Liga Francesa.

Segundo a emissora, o atacante recebeu a autorização do Paris Saint-Germain para passar três dias no Brasil e embarcou na noite deste sábado. Sem a presença dele em campo, o time bateu o Lille por 3 a 1 no Parque dos Príncipes, com gols de Di María, Pastore e Mbappé, seguindo folgado na liderança do Francês. A data do retorno de Neymar à França ainda não está confirmada.

O atacante tem 18 partidas e 15 gols pelo clube francês. O jornal esportivo L’Equipe publicou dias atrás que Neymar poderia permanecer no Brasil por vários dias. O Paris Saint-Germain tem mais três partidas até o calendário francês ser interrompido para o recesso de Natal e Ano Novo, que inicia dia 21. Os compromissos do time em 2018 serão retomados em 6 de janeiro, no duelo contra o Rennes, pela Copa da França.

IG.COM

Ex Náutico cortou um vício com a ajuda de Juninho, jogou de graça, chorou abraçado com um torcedor e superou a depressão para brilhar na Europa

A vida é bela, mas também tem seus percalços. Os obstáculos muitas vezes parecem impossíveis de se superar e o temor de não conseguir concretizar os objetivos aumenta. Às vezes lutamos contra inimigos, e outras vezes contra nós mesmos. As batalhas são duras e exigem muito de nós, mas o esforço e a perseverança sempre são recompensados.

Auremir Sivasspor(Foto: Arquivo Pessoal)

Foi assim com Auremir. O lateral-direito brasileiro precisou superar as dificuldades na infância, quando não tinha dinheiro para ir treinar, ficou meses sem receber no Náutico, chorou abraçado com um torcedor no Fortaleza e superou até a depressão antes de dar a volta por cima e se destacar na Turquia.

Hoje, o jogador defende as cores do Sivasspor, atual nono colocado do Campeonato Turco, e vive boa fase na Europa, sendo titular de sua equipe e acumulando boas atuações.

Auremir desfruta seu bom momento e a tranquilidade no Velho Continente, mas nem sempre foi assim. Para chegar onde chegou, o lateral precisou superar muitas dificuldades desde o início de sua trajetória.

Sempre quis ser jogador de futebol. Eu vim de uma família pobre, mas graças a Deus nunca precisei trabalhar para ajudar em casa ou passei fome. Eu ganhei bolsa de futsal e estudei em bom colégio particular. Mas era complicado porque eu passei muitas outras dificuldades. Muitas vezes eu não tinha dinheiro para comprar a passagem e ir treinar, e tinha que pedir dinheiro emprestado para amigos da base que já tinham contrato para conseguir ir“, conta, em entrevista exclusiva à Goal Brasil.

Auremir, porém, conseguiu superar as dificuldades e se tornar profissional. Revelado pelo Náutico, ele se destacou no Timbu e logo recebeu uma chance no Vasco. O lateral se encantou com o Gigante da Colina e até hoje tem um carinho especial pelo clube carioca. São várias as boas recordações, sendo a principal delas, o convívio com Juninho Pernambucano, um de seus grandes ídolos.

O Vasco foi o maior clube em que já joguei e foi um sonho, porque era um timasso em 2012 com Dedé, Juninho, Felipe, Alecsandro… E o time era vice-líder do Brasileiro. Foi um dos últimos anos de boa campanha na Série A do clube. Eu fui muito feliz lá, e acho que dividir o vestiário com o Juninho é a melhor recordação que tenho“, diz.

Juninho Pernambucano Vasco x Fluminense Campeonato Carioca 2013

Foto: Divulgação/Vasco)

Um mês antes de ir para o Vasco, quando estava no Náutico, eu enfrentei o Juninho e o Vasco, e ele foi o jogador que mais chamou minha atenção, porque mesmo com 37 anos, ele corria o campo todinho. Ir jogar ao lado dele depois e compartilhar o vestiário foi um sonho. E ele me ajudava muito também, porque também sou pernambucano. Foi das maiores alegrias que tive na vida“, lembra.

Experiente e um dos melhores meias do futebol brasileiro nas últimas décadas, Juninho sempre tem muito o que ensinar, e com Auremir não foi diferente. O lateral aprendeu muito e seguiu vários conselhos do ex-jogador. O principal deles, porém, é bem curioso. Foi o corte de um vício, mas não se trata de drogas.

O Juninho me ajudou muito e me deu vários conselhos. Um dos principais é meio engraçado (risos). Quando eu conheci ele e joguei com ele, o que mais me chamou atenção foi o profissionalismo e a humildade. Ele e o Felipe ajudavam muitos jogadores e garotos da base dando dinheiro, carona, levando pra almoçar… E uma das manias dele, que ele é meio doido, é não tomar refrigerante“, revela.

Eu fui na casa dele uma vez e na despensa tinha uma prateleira lotada de suco. Ele me disse para pegar um suco porque não tomava refrigerante, porque faz mal. Demorou um pouco (risos), mas faz três anos que não tomo refrigerante e não tenho lesão muscular. Meu desempenho físico é muito melhor. Parece besteira, mas é um detalhe que faz toda diferença“, confessa.

No entanto, se Auremir viveu o lado bom de defender um gigante do futebol brasileiro, ele também sentiu na pele o lado ruim. Como todos sabem, o Vasco, já nessa época, vivia grave crise financeira. Não à toa, Juninho e Felipe ajudavam muitos atletas e garotos da base. E o lateral acabou voltando ao Náutico por conta disso, já que o Cruzmaltino não tinha dinheiro para pagar o Timbu. Sem receber, o time nordestino pediu o retorno do seu jogador.

Inicialmente, a volta de Auremir teve, novamente, um lado bom e um lado ruim. “O Vasco não pagou o Náutico e solicitaram a minha volta. Eu tive que voltar por questões jurídicas. Voltei em 2013 e nós caímos para a Série B, mas mesmo caindo, eu joguei bem e fui dos que mais jogou no ano. Fiz 39 partidas naquela temporada”, relembra.

Depois disso, porém, as coisas pioraram muito e Auremir viveu um drama, precisando lutar para superar a pior fase da sua carreira. “No ano seguinte me chamaram para reduzir meu salário. Eu disse que só aceitaria se pagassem meus salários atrasados, que eram três meses de salário, o 13º, as férias e os direitos de imagem. Eu trabalhei e era meu direito receber. Mas aí, me disseram que iam reduzir 45% do meu salário e não iam me pagar o que me deviam“, reclama.

Eu não aceitei e então me afastaram. Fiquei nove meses sem receber, sem ter ninguém para me dar treino e não podia jogar porque tinha um contrato de cinco anos, até 2018. Fiquei nove meses na Justiça, pagava do meu bolso um personal para não perder a forma e meu empresário me ajudava. Eu treinava e voltava para a casa todos os dias. Não jogava, não recebia, não conseguia mais pagar minhas contas, gastei tudo o que tinha guardado e tive que fazer um empréstimo que eu pago até hoje“, lamenta.

Eu entrei em depressão. Eu não queria ver bola nem saber de futebol. O que mais me machucava nem era estar sem jogar, era a forma como as coisas aconteceram. No ano em que a gente caiu, o Cristóvão Borges assumiu o Bahia e me queria lá, e eu pedi para ser emprestado, mas o presidente, o Paulo Wanderley, não me deixou ir. Ele gostava muito de mim e me elogiava porque eu nunca atrasava em treino e cumpria todas as minhas obrigações com profissionalismo“, conta.

Eu pedi para sair porque estava sofrendo, mas ele não me deixou ir embora. Eu fiquei no clube, mas pedi para ele me pagar o que me devia, já que não ia me liberar. Ele disse que me pagaria. Aí entrou um novo presidente, o Glauber Vasconcelos, que acabou com a minha vida naquele momento“, revela.

No entanto, depois de muita luta, Auremir venceu a batalha na Justiça e conseguiu a liberação. Era hora de buscar um novo clube. Mas você se engana se pensa que as dificuldades acabam aí.

Sem jogar há nove meses, o lateral foi contratado pelo Paraná dois dias antes do encerramento das inscrições para a Série B do Campeonato Brasileiro de 2014. Em grave crise financeira, o clube queria contar com o jogador, mas não tinha como arcar com seus salários e o elenco já estava com seis meses de vencimentos atrasados. Auremir teria que jogar sem receber, ganhando apenas uma ajuda de custo do time paranaense. Em um intervalo de dois anos, ele saiu do Vasco na Série A, para jogar no Paraná sem receber na Série B.

O lateral, porém, não desistiu. Conseguiu se recolocar no mercado mesmo fazendo apenas cinco partidas pelo clube do Sul do Brasil e se transferiu para o Fortaleza na temporada seguinte, onde recuperou a sua carreira. Auremir foi muito feliz por lá, mas não quis continuar no time por conta de um episódio de muito sofrimento.

Eu gosto muito do Fortaleza e fui muito feliz lá. Consegui recuperar a minha carreira, fui campeão estadual e joguei 42 jogos no ano, mas eu não quis continuar para evitar um sofrimento muito grande. O Fortaleza ficou oito anos na Série C, e no dia em que a gente não conseguiu o acesso em 2015, contra o Brasil de Pelotas, eu fui um dos últimos a sair do estádio“, lembra.

Na saída tinha um grupo de torcedores, e eles me aplaudiram. Quando cheguei no carro, um deles bateu no vidro, pegou na minha mão e começou a chorar e me abraçar. Nós dois choramos juntos, e minha mãe e minha mulher, que estavam no carro, também. Ele começou até a pedir pra eu renovar. Eu não quis continuar lá para evitar esse sofrimento. Eu não queria ver aquele povo chorar de novo e ter isso nas minhas mãos“, explica.

Depois do Fortaleza, Auremir rodou um pouco e voltou a se destacar no Guarani, sendo um dos destaques da equipe na Série B do Brasileirão deste ano. Com o bom futebol mostrado no Bugre, surgiu a oportunidade de se transferir para o Sivasspor. O lateral não pensou duas vezes: aceitou a oferta e fez as malas para a Turquia.

Normalmente, os jogadores demoram para se adaptar a um campeonato novo, com um estilo de jogo diferente, as diferenças táticas e também não só as mudanças dentro de campo, mas principalmente fora, com clima, língua, país e cultura distintas. Auremir, porém, conseguiu se adaptar rapidamente e já é titular do Sivasspor.

A adaptação não tem sido tão difícil. A comida é parecida, só não tem muita carne de boi, picanha, essas coisas, e minha mulher reclama um pouco, mas é boa a comida aqui. O futebol é mais dinâmico, mas estou me adaptando bem. Já a língua é mais complicada (risos). Eu consigo pedir comida: arroz, macarrão, frango, suco, mas no resto… É bem difícil, não tem tradutor no clube, só um cara que traduz para inglês e francês, e eu entendo só um pouco de inglês. Eu até já pedi comida errada algumas vezes, comi um frango apimentado ruim uma vez (risos), mas tá dando para me virar e o google tradutor salva demais“, brinca.

Auremir Sivasspor(Foto: Arquivo Pessoal)

Auremir, como não poderia ser diferente, está muito feliz. Depois de superar muitos obstáculos na carreira e vencer a depressão, ele desfruta do bom momento na Turquia e sonha alçar voos mais altos. “Não tenho vontade de voltar ao Brasil agora. Quero continuar aqui, porque tenho condições de fazer um bom trabalho e me manter aqui. A segurança nem se compara com a do Brasil. Você anda na rua às duas horas da manhã, não tem roubo e a qualidade de vida é bem melhor também. Dá saudade de cuscuz, feijão, comida brasileira e da família, mas tenho vontade de ficar por aqui um bom tempo, e jogar nos melhores clubes e ligas em um futuro próximo“, sonha.

E não é para menos. Para quem superou todos esses problemas e já é um vencedor, não existem limites. Basta lutar e correr atrás de seus sonhos. Afinal, como Auremir bem sabe, o esforço e a perseverança sempre são recompensados.

(Goal.com)

LEMBRAM DELE? – Jérôme Valcke é suspeito de ter recebido mansão como suborno

O ex-secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, é suspeito de ter usado uma mansão na ilha da Sardenha como parte da recompensa por ter dado os direitos de TV a investidores do Catar.

A informação foi revelada pelo jornal italiano Il Messaggero um dia depois de um anúncio de que Valcke e o empresário do Catar, Nasser Al Khelaifi, estão sendo investigados por corrupção.

Conforme o Estado revelou, uma megaoperação ocorreu na quinta-feira, com buscas e apreensões em quatro países. Valcke é acusado de ter recebido propinas em troca de direitos de TV para os Mundiais de 2018, 2022, 2026 e 2030. Um dos suspeitos de ter pago subornos foi Al Khelaifi, representante do Catar, controlador da rede BEIN e do Paris Saint-Germain.

Entre os locais da operação esteve Porto Cervo, uma das praias mais exclusivas da ilha italiana. A mansão de luxo, avaliada em 7 milhões de euros (cerca de R$ 26 milhões), seria um “meio de corrupção” de Al Khelaifi para Valcke.

A polícia italiana, ao lado de representantes suíços, esteve no local. A casa, segundo a suspeita, está “à disposição de Valcke”. O jornal ainda revela que um tribunal de Cagliari deu uma ordem de embargo da propriedade.

Ao jornal L’Equipe, Valcke declarou que “nunca recebeu nenhuma recompensa de ninguém”. A BEIN também rejeitou qualquer tipo de irregularidade e diz estar cooperando com as investigações.

Mas o caso vai muito além da relação entre os dois suspeitos. Procuradores fora da Suíça admitiram ao Estado com exclusividade que a investigação e a operação permitem a abertura de uma brecha inédita para que mergulhem na relação entre o Catar, o futebol europeu e a Fifa. Na quinta, a sede da BEIN foi alvo de uma operação policial na França, com o confisco de computadores de sua cúpula. “Vamos começar a puxar o fio da meada”, disse um deles, na condição de anonimato.

Sem encerrar carreira, Kaká anuncia saída do Orlando City

O meia Kaká anunciou nesta quarta-feira que não irá renovar com o Orlando City, time da MLS que defende desde 2014.

Kaká Orlando City Atlanta United MLS 21/07/2017

©Andrew Bershaw/Icon Sportswire via Getty Kaká Orlando City Atlanta United MLS 21/07/2017

Convoquei essa entrevista para dizer que minha situação contratual termina em 31 de dezembro. Ao longo dos últimos meses a gente vem discutindo essa renovação, estou falando com meus principais conselheiros, que são meus familiares, e minha renovação é de não renovação com o Orlando City“, comunicou.

No entanto, o atleta de 35 anos descartou se aposentar e deixou seu futuro em aberto – sem falar, contudo, em um possível retorno ao São Paulo, clube que o revelou.

O próximo para mim é esse momento. Só sei que não serei jogador do Orlando City na próxima temporada. É a única certeza que tenho até agora“, afirmou.

O veterano admitiu que vem jogando com dores e que passa por problemas físicos, mas evitou falar em pendurar as chuteiras.

A or não será a base da minha decisão. Todo mundo sente dores, e nós temos que sacrificar nosso corpo por esse esporte. Minha decisão não é baseada em minha condição física e não será também para as minhas decisões no futuro“, salientou.
Carreira vitoriosa

Revelado pelo São Paulo, Kaká surgiu como um “furacão” na equipe principal do time paulista em 2001, quando ainda era chamado de Cacá. Ele foi um dos grandes responsáveis pela conquista do Rio-São Paulo daquele ano, fazendo dois gols na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, que sacramentou a conquista dos tricolores.

Sua ascensão meteórica rapidamente chamou a atenção do Milan, que o contratou em 2003 por apenas 8,5 milhões de euros (R$ 31,87 milhões).

Pelo time italiano, ele conquistou uma Champions League, um Mundial de Clubes, um Italiano, uma Supercopa Italiana e uma Supercopa da Uefa, tornando-se ídolo da equipe e sendo eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 2007.

Em 2009, o meia foi contratado por 68,5 milhões de euros (R$ 256,83 milhões, na cotação atual) pelo poderoso Real Madrid, em um “pacotão” no qual também estava incluso o atacante Cristiano Ronaldo.

Ao contrário de CR7, porém, o atleta não se firmou com a camisa merengue, apesar de ter conquistado um Campeonato Espanhol, uma Copa do Rei e uma Supercopa da Espanha. Devido à relação ruim com o técnico José Mourinho, ficou muitos jogos no banco e retornou ao Milan em 2013.

Sem o mesmo sucesso da primeira passagem, porém, foi seduzido por uma proposta do Orlando City e, em 2014, acertou com o novato clube para disputar a MLS. No mesmo ano, passou rapidamente por empréstimo pelo São Paulo, ajudando a equipe a terminar o Campeonato Brasileiro na 2ª colocação.

Pela seleção brasileira, Kaká ganhou a Copa do Mundo de 2002 e ainda disputou as edições de 2006 e 2010. Além do Mundial, ele ganhou duas Copas das Confederações com a camisa verde e amarela.

(MSN.COM)

EXISTE ISSO? – Barcelona cobra R$ 31,5 milhões de Neymar por danos e prejuízos ao clube

Neymar já foi apresentado no PSG, fez dois excelentes jogos pela equipe francesa, mas sua história no Barcelona parece que ainda não acabou.

Barcelona exige de Neymar o pagamento de mais de R$ 31 milhões por danos e prejuízos

Nesta terça-feira, o clube espanhou protocolou uma denuncia contra o jogador exigindo o pagamento de 8,5 milhões de euros (cerca de R$ 31,5 milhões) por danos e prejuízos, com outros 10% de adicional.

O Barcelona enviou a demanda de trabalho para Federação Espanhola de Futebol no último dia 11 de agosto, para que fosse repassada à Federação Francesa de Futebol e também para Fifa. Tudo isso por conta da “quebra unilateral de contrato”, segundo o Barça, poucos meses após a renovação de vínculo até 2021.

O comunicado do clube catalão divulgado nas redes sociais e em seu site oficial diz que, caso Neymar não queira ou não tenha como pagar essa quantia, o acerto de contas fica a cargo do próprio PSG.

Neymar também quer dinheiro

Depois de deixar o Barcelona pela porta dos fundos e acertar sua transferência ao PSG , o atacante Neymar estuda denunciar o clube espanhol na Fifa . O brasileiro exige o pagamento de 26 milhões de euros (cerca de R$ 95,4 milhões) referente à premiação acordada na renovação de contrato realizada em outubro de 2016, mas os catalães já avisaram que não vão desembolsar esse valor.

Segundo o Barcelona, a decisão de Neymar em deixar o time para jogar no futebol francês violou alguns pontos do acordo da renovação de vínculo até 2021, por isso o depósito do bônus foi suspenso. De acordo com o diário “Mundo Deportivo”, o jogador deverá acionar a entidada e o caso será analisado pela Câmara de Resolução de Disputas. Por outro lado, o Barça também exige dinheiro do jogador.

(IG.COM)

Barcelona confirma contratação de Paulinho por R$ 150 milhões

O Barcelona confirmou nesta segunda-feira a contratação do brasileiro Paulinho, que estava no Guangzhou Evergrande, da China. O clube catalão pagou 40 milhões de euros (R$ 150,7 milhões), valor da multa rescisória, para tirá-lo do clube chinês.

A apresentação de Paulinho pelo Barcelona será na próxima quinta-feira, quando o volante realizará exames médicos e assinará o seu contrato com o clube, que não teve o período de vínculo revelado.

O Barcelona apenas explicou que a multa rescisória de Paulinho estará estipulada em 120 milhões de euros (R$ 452 milhões). A contratação de Paulinho pelo Barcelona vinha sendo dada como certa nos últimos dias, depois que o time catalão passou a aceitar a condição imposta pelo Guangzhou Evergrande de recompensá-lo com o valor da multa contratual.

No último fim de semana, inclusive, o brasileiro ficou de fora da partida do time dirigido pelo técnico Luiz Felipe Scolari, pelo Campeonato Chinês, diante do Henan Jianye.

Paulinho era titular absoluto do time chinês, onde estava desde 2015. O volante, de 29 anos, tem o mesmo status na seleção brasileira desde que Tite assumiu o comando da equipe, tendo sido figura importante na campanha que classificou a equipe antecipadamente à Copa do Mundo de 2018 nas Eliminatórias Sul-Americanas.

Com o anúncio do acordo com o Barcelona, Paulinho está de volta ao futebol europeu, onde teve uma decepcionante passagem pelo Tottenham entre 2013 e 2015, clube que o tirou do Corinthians, onde viveu alguns dos melhores momentos da sua carreira, sendo campeão do Mundial e da Copa Libertadores em 2012, do Campeonato Brasileiro em 2011 e do Campeonato Paulista em 2013.

O volante, de 29 anos, também fez parte do grupo da seleção brasileira que disputou a Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo de 2014. Agora, quando falta pouco menos de um ano para o Mundial da Rússia, Paulinho acertou a sua transferência para o Barcelona.

A chegada de Paulinho se dá em um momento de transição e de dúvidas sobre o time. No último domingo, o clube perdeu no Camp Nou por 3 a 1 para o Real Madrid, no jogo de ida da decisão da Supercopa da Espanha. Além disso, o Barcelona vendeu recentemente o brasileiro Neymar, uma das suas referências o setor ofensivo, ao Paris Saint-Germain. A chegada de Paulinho se dá em um momento de transição e de dúvidas sobre o time. No último domingo, o clube perdeu no Camp Nou por 3 a 1 para o Real Madrid, no jogo de ida da decisão da Supercopa da Espanha. Além disso, o Barcelona vendeu recentemente o brasileiro Neymar, uma das suas referências o setor ofensivo, ao Paris Saint-Germain.

Até por isso, a chegada de Paulinho deve ser a primeira de alguns reforços ao clube catalão nos próximos dias para a temporada 2017/2018 do futebol europeu. E um dos nomes na mira do Barcelona é o meia-atacante Philippe Coutinho, atualmente no Liverpool.

(MSN.COM)

15h – Neymar estreia com a camisa do PSG neste domingo

Protagonista da transferência mais cara da história do futebol mundial, o atacante brasileiro, 25 anos, vai estrear contra o Guingamp, na cidade de mesmo nome, onde fica o Stade du Roudourou, em jogo da segunda rodada do Campeonato Francês.

Por não estar regularizado, o craque ficou fora da estreia do PSG, com vitória por 2×0 sobre o Amiens.

A ausência deverá ser compensada com talento diante de um adversário modesto. O Guingamp não investiu em reforços nesta temporada e os oito jogadores contratados chegaram sem custo ao clube.

Novo dono da camisa 10, Neymar foi apresentado pelo PSG no último dia 4 após o clube francês pagar multa rescisória ao Barcelona de 222 milhões de euros (R$ 837,9 milhões).

Apesar do atacante ter dito que decidiu trocar de clube somente dois dias antes, o ex-companheiro Piqué revelou que já sabia da decisão desde o dia 30 de junho. “Nós sabíamos desde o casamento de Leo (Messi)”, disse, no último sábado (12), o zagueiro do Barcelona, que chegou a postar uma foto dando a entender que Neymar ficaria no Barça enquanto o brasileiro mantinha o silêncio sobre a transferência.

Quando fiz a postagem, sabia 100% que ele iria. Fiz porque senti que seria minha última arma pra que ele ficasse”, contou Piqué.

Fui!!!!! – Neymar diz ao Barça que vai para o PSG, se despede dos companheiros e nem treina

A novela da provável transferência de Neymar para o Paris Saint-Germain parece estar perto do fim.

Na manhã desta quarta-feira, o craque foi ao centro de treinamento do Barcelona, como estava previsto pelo clube após ele voltar da China – onde teve compromissos com patrocinadores -, mas ficou lá por pouco mais de meia hora apenas e foi embora no momento em que o treino comandado pelo técnico Ernesto Valverde começava.

O GloboEsporte.com apurou com fontes próximas à situação que o atacante se despediu dos companheiros no vestiário, dizendo que irá mesmo para o PSG.

Neymar chegou ao CT em seu carrão azul por volta das 9h locais (4h de Brasília), acompanhado de dois amigos, Joclécio e Álvaro Costa. Às 9h35, ele saiu pelo mesmo portão. A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do Barça, que confirmou as informações.

O jogador se reapresentou ao Barcelona como estava previsto. Mas, antes do treino, comunicou aos companheiros sua intenção de deixar o clube. Dada essa situação, o treinador o liberou da atividade para definir seu futuro – disse a assessoria, por telefone.

Após deixar o CT, o craque foi ao estádio Camp Nou acompanhado dos mesmos amigos e também de seu pai e empresário, Neymar Silva Santos. Eles foram para uma sala da diretoria e tiveram uma reunião com o presidente do Barça, Josep Maria Bartomeu.

O camisa 10 da seleção brasileira está decidido a ir para o PSG, e o Barcelona já havia jogado a toalha na tentativa de demovê-lo da ideia. Os catalães estão no aguardo do pagamento da multa rescisória de 222 milhões de euros (o equivalente a R$ 820 milhões, na cotação atual) por parte dos franceses. Por conta dessa pendência, a situação de Neymar ainda não foi resolvida.

(Globo.com)

Barcelona joga suas últimas fichas para convencer Neymar

Neymar está nos Estados Unidos depois de uma viagem de oito horas entre Barcelona e Nova York. No voo, o presidente do clube Josep Maria Bartomeu teria tempo para conversar com ele e tentar fazer com que o brasileiro mudasse de ideia e permanecesse no clube catalão.

Mais de vinte quatro horas depois do avião decolar, Neymar não se pronunciou – como o clube queria – e ninguém do Barcelona se atreveu a mandar uma mensagem otimista à torcida.

Já em solo norte-americano, Sergi Roberto e Cilissen foram os elegidos para falar com a imprensa. As declarações nada contundentes no tom: “Neymar é um grande jogador e esperamos que fique no clube” não apagam o incêndio.

O Barcelona está jogando suas últimas fichas, tentando convencer Neymar que o projeto esportivo do clube é melhor que dos franceses. É quase impossível igualar a proposta salarial do PSG ou dar a Neymar o vestiário cômodo, com os brasileiros que ele deseja. Por isso a situação é quase irreversível.

Enquanto o tempo passa, a irmã de Neymar também já diz a amigas que irá se mudar para Paris, como apurou o jornalista Ricardo Martins. Agora chega a hora do pai de Neymar entrar em campo. Vai se reunir com Antero Henrique para tratar detalhes de um acordo que já existe. Se nada sai do que já está combinado e se nenhuma promessa é quebrada, o contrato ficará pronto em alguns dias.

Antes de Neymar voltar a Barcelona, em 30 de julho, a situação já deve estar definida.

(Blog.Lance)

UIA!! – Fifa determina que Barcelona pague 2 milhões de euros ao Santos

Como de costume, a Fifa não divulga os motivos de suas decisões e um dia após a primeira decisão sobre a disputa Santos x Barcelona, divulgou outro veredito.

Desta vez, o Peixe saiu beneficiado, já que o clube catalão foi condenado a pagar 2 milhões de euros (R$ 7,3 milhões).

A pena é referente à compra de Neymar, em 2013. As reclamações do Santos são diversas, e incluem queixas sobre o acerto ter ocorrido em 2011, o que infringe o regulamento de transferências da Fifa até o valor declarado pelos espanhóis.

A possível hipótese é de que o valor seja relacionado a uma das cláusulas da venda do craque que exigiam um pagamento caso Neymar fosse um dos três finalistas do prêmio de melhor jogador do mundo.

O valor será depositado em juízo, já que o Barcelona pode recorrer, assim como o próprio Peixe, que promete ir a fundo no caso.

“No dia 27 de maio de 2015, Santos Futebol Clube requereu o início de uma demanda arbitral diante da FIFA contra o Futebol Club Barcelona (FCB) e outros (conjuntamente indicados como Demandados), cujo objeto era a transferência do jogador Neymar Jr ao FCB. Hoje, a FIFA comunicou sua decisão que julgou procedente em parte a arbitragem. De acordo com a decisão do árbitro único, o FCB foi condenado a pagar ao SFC o valor de dois milhões de euros, mais juros de 5% ao ano desde 31 de maio de 2015.

A FIFA comunica apenas o resultado final. Por isso não conhecem os fundamentos jurídicos que o tenham justificado. Entretanto, em que pese o fato de a demanda arbitral ter sido julgada procedente em parte, SFC considera que os argumentos apresentados à FIFA são sólidos e suficientes para uma indenização de valor maior do que a condenação já estabelecida contra o FCB.

Assim, SFC tem a convicção sobre seus direitos e tem provas mais do que suficientes das graves violações perpetradas pelos Demandados. Nesse sentido, em sua decisão de 4 de maio de 2017, o juiz espanhol – Juez de Instrucción Central de España del Procedimiento Abreviado Penal No. 62/2015 -, considerou que os Demandados “descumpriram” contumazmente as normas da FIFA. Em consequência, SFC recorrerá ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), em Zurich, que é a instância superior às decisões da FIFA, para que o TAS resolva as questões em litígio e o SFC confia em obter uma decisão ainda mais favorável no TAS.”, escreveu o Santos em nota.

(MSN.COM)

Go to Top