Futebol Pernambucano

PE SUB-23: Resultados pela 2ª rodada, classificação e os próximos jogos!

Sub-23: 18 gols foram marcados nos jogos desta quinta-feira

O Campeonato Pernambucano Sub-23 teve início, nesta quinta-feira (27), com a rodada repleta de gols. Dentro de casa, o Afogados da Ingazeira venceu o Flamengo de Arcoverde, por 3 x 0. A partida aconteceu às 15h.

Mais cinco jogos aconteceram às 20h, pela primeira rodada do Campeonato de acesso a primeira divisão do Estadual. No Estádio Ferreira Lima, o Ipojuca venceu o Timbaúba por 1 x 0, com gol de Everton, aos nove minutos do segundo tempo.

ÍBIS VENCEU!!

O Íbis garantiu a vitória por 2 x 1 em cima do Barreiros, no Paulo Petribu. Ceará abriu o placar, aos 13 minutos do primeiro tempo. Lulinha descontou para o Barreiros, aos 20 minutos. No início da segunda etapa, Samurai marcou o gol da vitória do Íbis.

No Olindão, o Vitória venceu o Olinda, por 3 x 0. Os gols saíram dos pés de Alan Rocha e Emerson Felipe, que marcou duas vezes para o time de Vitória de Santo Antão.

O Belo Jardim goleou o Serrano, no Nildo Pereira. Mesmo jogando fora de casa, o Calango venceu por 4 x 0, e garantiu a primeira goleada da competição. O primeiro gol saiu aos 22 minutos do primeiro tempo, com Kelvis. Cinco minutos depois, Saullo ampliou o placar. NO segundo tempo, Saullo fez mais um gol e Genildo fechou a vitória aos 30 minutos da segunda etapa.

No Chapadão do Araripe, o Petrolina venceu o Araripina por 3 x 1. Os donos da casa abriram o placar com Romero. A Fera Sertaneja foi para cima tentando reverter o placar do jogo e chegou ao gol de empate com um gol de Jefferson Petrolina. Felipe Matheus e Ícaro ampliaram o placar para a equipe visitante.

TE CUIDA MALANDRO!! – Torcedores do bem poderão agora denunciar baderneiros por WhatsApp

O Grupo de Trabalho de Mobilidade e Combate à Violência no Futebol teve sua segunda reunião hoje à tarde (18). Na ocasião, foi feito um balanço das ações de mobilidade aplicadas nos últimos jogos.

Foto:Eduardo Braga

Além de divulgar cada vez mais o Expresso Arena, também está sendo negociado com a iniciativa privada um ônibus fretado saindo do Shopping Rio Mar para atender torcedores da Zona Sul. Assim como o Expresso Arena, os ônibus fretados poderão circular no corredor exclusivo da Caxangá.

Na área da segurança, a Secretaria de Defesa Social irá disponibilizar um número de WhatsApp para os torcedores denunciarem infratores, a fim de facilitar a identificação dos mesmos. “O WhatsApp do Torcedor será uma importante ação para fortalecer o serviço de inteligência da polícia”, destaca o vice-governador Raul Henry, que coordena o GT.

Tanto a linha de ônibus fretada quanto o WhatsApp do Torcedor devem começar a funcionar para o jogo Sport x Flamengo, onde a expectativa é de recorde de público.

Ainda no quesito segurança, os representantes dos três clubes se comprometeram a buscar mecanismos para enfrentar as torcidas organizadas. Advogado, o presidente do Sport, João Humberto Martorelli, irá produzir um termo de compromisso que será debatido com os demais clubes.

Foi definido, ainda, um protocolo de procedimentos entre Ministério Público, Polícia e Poder Judiciário. Ficou definido que qualquer situação no caminho de ida ou de volta para os estádios, a qualquer distância dos estádios, o infrator deverá ser conduzido ao Juizado do Torcedor. No caso de crime de maior potencial ofensivo, para a Delegacia de Plantão.

Ao final do GT, que durou cerca de quatro horas de amplo debate, ficou definido que as reuniões serão mensais.

Karina Bernardes
Assessora de Comunicação da Vice-Governadoria PE

Por que Grafite recusou Vasco e Coritiba para jogar na série B?

Dez anos depois de deixar o Brasil para jogar no exterior, Grafite está de volta. Aos 36 anos, retornou justamente ao time que lançou seu nome no país: o Santa Cruz. E logo na sua reestreia ele mostrou a que veio – marcou de cabeça contra o Botafogo no último sábado e deu a vitória à torcida coral que lotou o Arruda.

Com a bagagem cheia de títulos, experiência na Europa e passagem pela seleção brasileira, Grafite poderia ter escolhido outros clubes para voltar a jogar no futebol nacional. Poderia, aliás, estar jogando na série A do Brasileirão. Poderia…

Quando eu cheguei de férias no Recife, não vim com o intuito de voltar. No dia 5 de julho eu voltava para Dubai, quando eu me encontrei com o pessoal do Santa a gente fez uma primeira reunião. Em janeiro eu tinha proposta do Coritiba para voltar, eu sempre dizia que dependendo da proposta eu podia conversar. Quando eu já tava aqui no Recife, uma pessoa também me ligou perguntando se eu aceitaria jogar pelo Vasco, como eu tava, se me agradaria. Uma semana depois, a conversa com o Santa continuou e tivemos um acordo. Eu priorizei ficar perto da família, se fosse para voltar seria pro Santa“, contou ao UOL Esporte.

Mas por que, Grafite?

Foi no Santa que apareci para o futebol brasileiro, fiz 11 gols em 15 jogos em 2002 e isso ficou marcado. O fato de eu ter chegado à seleção, ter feito nome na Europa, ter ganhado títulos com o São Paulo, eu devo ao Santa. É uma parceria pra fora de campo, pra trazer mais sócios ao clube, reestruturar o marketing, é uma responsabilidade muito grande que eu tenho que administrar“, acrescentou Grafite, cujo retorno ao Arruda já motivou aumento de 100% no número de sócios do clube.

Eu conversei com minha esposa, botei na balança e achamos interessante. Pesou bastante o fato de voltar pra Recife“, disse ele, que nasceu em Jundiaí, em São Paulo, mas fincou raízes na capital pernambucana.

Recife, aliás, recebeu Grafite de braços abertos. Segundo ele, o carinho dos torcedores é muito grande – e não só dos tricolores. Até torcedores do maior rival, o Sport, chegaram a comemorar a volta do número 23.

Eu tava jantando depois do jogo e um torcedor parou o carro: ‘Torço pro Sport, mas gostei bastante da sua volta’. Aí eu vi que eu tinha um carinho muito grande. Me surpreendeu. Não só no Santa, mas em Pernambuco. Eu vejo a movimentação, todo mundo falando comigo, os outdoors na rua…”

Outro tricolor, o do Morumbi, também mexe com Grafite. “É meu clube de coração, sempre fui são-paulino, ganhei minha primeira camisa em 91. Meu irmão sempre ia no estádio. Na final da Libertadores de 93 ele foi e não deixou eu ir escondido porque eu era menor. Quando fui para o São Paulo eu tinha proposta de vários clubes, mas bambeei“, relembra Grafite, que chegou ao tricolor em 2004 e deixou o time após a conquista do Mundial de 2005.

Foram dois anos muitos bons, realizei um sonho de jogar no meu clube do coração, poucos jogadores tem os títulos com o São Paulo que eu tive. Se eu não tivesse no Santa Cruz e o São Paulo tivesse me ligado, eu priorizaria“, revelou ele, que também teve passagem marcante pelo Wolfsburg, onde foi artilheiro com 28 gols e conquistou título inédito do Campeonato Alemão de 2009.

Tenho uma história bonita no São Paulo. Faz tempo que não vou lá, fiquei contente pelo Luís voltar a marcar, tem o Michel que é meu parça lá, mas o juizão não deu aquele pênalti pra gente…”, brincou Grafite, em referência ao lance já nos acréscimos do Majestoso do último domingo (9), em que a bola bateu na mão do corintiano Uendel e o árbitro Leandro Pedro Vuaden enxergou como normal.

Se a estrela de Grafite brilhou na reestreia pelo Santa Cruz, sua melhor forma ainda está a caminho. Na opinião dele, o que mais dificulta a readaptação no país é o abismo que separa o futebol árabe do brasileiro – em todos os quesitos: físico, técnico ou tático. “Pelo que me conheço, mais uns 4, 5 jogos eu to jogando os 90 minutos.

Afinal, depois de tanto tempo fora do país, muita coisa mudou. Grafite, principalmente. Campeão alemão, artilheiro da Bundesliga, com Copa do Mundo às costas, entre outras coisas.

Ainda tenho dificuldade de falar algumas palavras. Um dia desses um flanelinha veio falar comigo e eu respondi… em inglês.”

(UOL.COM)

Tetra campeão do mundo de futebol fez visita a federação Pernambucana

Tetracampeão Mundial, o ex-zagueiro Ricardo Rocha esteve na sede da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), no final da tarde desta quarta-feira (05).

Durante o encontro, ele conversou com a assessoria de comunicação da FPF e falou sobre a participação dos clubes pernambucanos no Campeonato Brasileiro, além de falar sobre a volta de Grafite ao Santa Cruz, e também sobre a atual gestão da entidade máxima do futebol pernambucano.

Confira a entrevista completa:

Como você vê o desempenho do Sport no Campeonato Brasileiro da Série A?

Eu acompanho os times pernambucanos e acho que estão todos bem. O Sport está muito bem, as pessoas falam na surpresa do Sport no campeonato. Eu não vejo como surpresa é um clube que vem pagando em dia, você não vê reclamação de jogadores, nesse meio tempo caiu uma, duas, três vezes, voltou a subir sempre cumprindo com suas obrigações. Tem um dos melhores centros de treinamento do Brasil. O Sport está colhendo os frutos de tudo o que plantou ao longo desses anos. A campanha do Sport não me surpreende, iria me surpreender se ele estivesse fazendo uma má campanha. Eu conversei com alguns jogadores e eles me passaram que são poucos os clubes no Brasil que dão uma boa estrutura para os jogadores. Eu já disse e volto a dizer, o Sport tem que pensar um pouco maior. O Sport hoje depois do Atlético-MG, o time não deve a ninguém. O Atlético tem uma equipe entrosada, formada, e um grande elenco, mas em relação aos demais o Sport está igual a qualquer uma equipe no Campeonato Brasileiro.

O que você acha da volta do Grafite para o Santa Cruz?

É um ídolo pernambucano. Fez a sua história no Santa Cruz, teve uma passagem excelente e agora está de volta com outra idade, é claro, mas o peso do seu nome é importante para o Santa Cruz que quer voltar para a primeira divisão. O time está ali na metade da tabela, mas pode dar um pulo de qualidade com a contratação dele, e isso mexe com o torcedor, mexe com a direção, mexe principalmente com os jogadores. Agora é importante saber que quando você contrata um jogador como esse você tem que tentar arrumar a casa, porque muitas vezes se especula quem vai pagar o jogador? Ele recebe em dia? Os demais vão receber? Então às vezes causa um problema sério no elenco em relação às coisas que podem acontecer. Então tem que ser muito claro para o torcedor e para os jogadores. Agora vamos esperar, vamos ver como ele está fisicamente, é outro momento do campeonato, é outra competição, sabemos que na Arábia os jogos são totalmente diferentes. Acho que a torcida tem que ter um pouco de paciência, mas foi uma ótima contratação. A torcida tricolor merece ter um jogador fundamental para essa arrancada do Santa Cruz para voltar a primeira divisão.

E a campanha do Náutico na Série B?

O Náutico sempre tem problemas financeiros sérios, mas está conseguindo equilibrar isso. O presidente do Náutico está tentando melhorar, tentando buscar parcerias para ajudar. O mais importante é que o clube tem um grande ídolo que é o treinador. Lisca tem um carinho em relação à torcida do Náutico, então é fundamental. É legal essa ligação dos torcedores com ele. Eu acho que o Náutico precisa de um maior apoio da sua torcida. A média de público não é muito boa e poderia ser melhor. O time está lutando, está sempre entre os quatro primeiros colocados. Acredito que a torcida tem que apoiar mais e quando a torcida está motivada, eu conheço bem, ela vai a campo e luta com os jogadores.

Como você vê a evolução dos clubes pernambucanos nos campeonatos nacionais?

Eu sempre falo em melhorar o futebol. O Evandro é um presidente que tem lutado muito, principalmente nos campeonatos estaduais. Para mim, Pernambuco tem um dos melhores campeonatos estaduais do Brasil. Evandro tem feito um grande trabalho dentro da Federação, ele tem um elo muito forte na CBF, ele conhece todo mundo, então eu vejo como um ótimo trabalho. É o maior esforço que vi com os clubes pernambucanos na CBF, já vi várias vezes ele lutando pelos clubes lá para melhorar o futebol pernambucano. Ele está trabalhando sério para isso.

(FPF-PE)

Confira o esquema especial de ônibus para Náutico x Vitória-BA neste Sábado(25)

Neste sábado (25), a Arena Pernambuco será palco de mais um jogo do Naútico. Desta vez, o alvirrubro pernambucano enfrenta o Vitória, às 16h30, pela série B do Campeonato Brasileiro. Os torcedores que irão de ônibus para o estádio, localizado em São Lourenço da Mata, contarão com um esquema especial de mobilidade.

A linha especial 058 – Expresso/Arena, que sai da Praça do Derby em direção ao estádio, desta vez fará viagens expressas, ou seja, não realizará nenhuma parada. Ao todo, 13 veículos desta linha estarão à disposição dos torcedores das 12h30 às 15h, com intervalo de 15 minutos entre as viagens.

O Grande Recife lembra que haverá venda de pulseira antecipada no local, tanto em dinheiro, como através do cartão VEM. A pulseira garante a ida e a volta do torcedor e pode ser adquirida por R$ 7,00.

Na volta para casa, os veículos da linha especial 058 estarão aguardando os torcedores na Arena a partir das 18h30. Os usuários devem pegar os ônibus no mesmo lugar onde desembarcaram.
Além dessa opção de deslocamento, quem for assistir ao jogo também poderá chegar ao estádio através do metrô e dos Terminais Integrados. Os torcedores do Náutico (torcida mandante) podem utilizar a linha centro do metrô e desembarcar no Terminal Integrado Cosme e Damião. Ao chegar ao terminal, dez veículos da linha 047- Cosme e Damião/Arena estarão à disposição dos usuários, a partir das 14h.

Já os torcedores do Vitória (torcida visitante), podem se deslocar até o Terminal Integrado do TIP onde dois veículos da linha 048- TI TP/ Arena estarão aguardando os usuários, a partir das 14h, para levar até a Arena.

Na volta para casa, os ônibus que seguirão para os Terminais Cosme e Damião e TIP estarão aguardando os torcedores a partir das 18h22 em frente a Arena Pernambuco. Quem optar em se deslocar através do TIs também pode adquirir a pulseira antes da partida no valor de R$ 2,45 (ida e volta).

Para mais informações, os usuários devem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, no 0800 081 0158.

Nota FPF: Mobilidade Arena Pernambuco

O presidente da FPF divulga nota em apoio ao trabalho da Vice-Governadoria do Estado.

A Federação Pernambucana de Futebol (FPF), em face da nota publicada no site oficial do Clube Náutico Capibaribe sob o título, “Mobilidade para Todos”, entende imperativo registrar que dita nota não faz jus ao esforço do Governo do Estado de Pernambuco, em especial em relação a pessoa do Vice-Governador Raul Henry de implementar ações visando a melhoria da mobilidade dos usuários da Arena Pernambuco.

O presidente da FPF reconhece e enaltece o esforço e empenho do Governo na pessoa do seu Vice-Governador, da Polícia Militar, da direção do METROREC, da CTTU e das Polícias Rodoviária Federal e Estadual na busca permanente e incansável de alcançar e efetivar as medidas necessárias a melhoria da acessibilidade para a Arena Pernambuco em dias de jogos, do mesmo modo que manifesta sua certeza absoluta da continuidade e evolução dessas ações, nas proporções devidas, para todos os jogos que vierem a se realizar na Arena Pernambuco.

Recife, 22 de Julho de 2015.

Evandro Carvalho

Governo vai manter plano de mobilidade da Arena para próximos jogos

Governo do Estado de Pernambuco realizou, na noite de hoje (21), reunião de avaliação com todos os órgãos envolvidos na operação para facilitar o acesso à Arena Pernambuco, que teve início no último domingo.

Estiveram presentes a Secretaria das Cidades, Secretaria de Defesa Social, Polícia Militar, Consórcio Grande Recife, CBTU, CTTU, Detran-PE, BPtran, Polícia Rodoviária Federal e a direção do estádio. Ao final do encontro, o vice-governador de Pernambuco, Raul Henry, responsável por coordenar o grupo, concedeu a seguinte entrevista:

PLANO DE MOBILIDADE

Em relação à operação do último domingo, nós julgamos que ela foi um sucesso, apesar dos transtornos causados pelo enorme fluxo de veículos que se dirigiram à Arena Pernambuco.

O comportamento da Polícia Militar foi exemplar, garantindo a segurança no metrô e em todo o sistema de transporte público. A nova linha criada do Expresso Arena cumpriu sua missão. Teve muita demanda e obedeceu rigorosamente aos horários previstos, com um ônibus saindo a cada 15 minutos. O deslocamento pelo corredor exclusivo da Caxangá foi muito mais rápido do que o das pessoas que optaram pelo veículo particular, com uma média de 35 minutos entre o Derby e a Arena Pernambuco. E todos os órgãos que participaram da operação cumpriram seus papéis.

Nós entendemos, definitivamente, que a solução de mobilidade para a Arena passa por um transporte coletivo com regularidade, conforto, segurança e rapidez.

PRÓXIMOS PASSOS

Decidimos hoje manter o mesmo esquema para os próximos jogos e aperfeiçoar algumas falhas que verificamos na sinalização e na operação do trânsito.

Solicitamos à Arena um esforço adicional para ampliar o seu estacionamento. O TIP também já está tomando essa providência, aumentando em 250 vagas o seu estacionamento. Além disso, conversaremos com as prefeituras de Camaragibe, São Lourenço e Recife e com a Celpe para equacionar o problema da iluminação do Ramal da Copa.

Com a consolidação do Expresso Arena do Derby, iremos avaliar a implantação de mais duas linhas, uma saindo da Zona Norte, outra saindo da Zona Sul.

COMITÊ CONTRA VIOLÊNCIA

O governador Paulo Câmara decidiu instalar, na próxima semana, um grupo de trabalho permanente para coordenar as ações de enfrentamento à violência no futebol. Convidaremos o Tribunal de Justiça, o Ministério Público, a Polícia Civil e Militar, os Bombeiros, os clubes e a Federação de Futebol para um trabalho sistemático de enfrentamento à essa violência inconcebível praticada por gangues organizadas que querem apenas depredar o patrimônio público e agredir pessoas que querem ir em paz aos estádios.

NOTA DO NÁUTICO

Quanto à nota da diretoria do Náutico, entendo que ela foi inadequada, descabida, injusta e deselegante com o Governo do Estado, que sempre foi solidário com o Náutico e com os outros clubes do futebol pernambucano. Todas as vezes que a diretoria do Náutico me procurou para mediar sua relação com a Arena, ela foi recebida por mim. O Governo sempre se esforçou para pagar a contraprestação ordinária em datas que permitissem à Arena honrar seus compromissos com o Náutico. Extrapolei, inclusive, minhas funções institucionais para ir à CBF, no Rio de Janeiro, com os presidentes da Federação Pernambucana, do Santa Cruz e do Náutico, por conta de um acesso pessoal que tenho ao ex-deputado Walter Feldman, secretário executivo da entidade, para solicitar um apoio financeiro aos dois clubes. Apoio esse que foi viabilizado. Portanto, nós do Governo de Pernambuco não podemos aceitar tal atitude. No entanto, quero tranquilizar a grande torcida do Náutico que não iremos mudar nossa postura em relação a esse clube centenário e de grande expressão na vida de Pernambuco por conta dessa lamentável atitude da sua atual diretoria.

Karina Bernardes
Assessora de Comunicação da Vice-Governadoria PE

Governo fará reunião amanhã (21) para avaliar plano de mobilidade da Arena

O Governo do Estado de Pernambuco marcou para amanhã, terça-feira (21), às 18h30, na Vice-Governadoria, uma reunião de avaliação com todos os órgãos envolvidos na operação para facilitar o acesso à Arena Pernambuco.

Estarão presentes a Secretaria das Cidades, Secretaria de Defesa Social, Polícia Militar, Consórcio Grande Recife, CBTU, CTTU, Detran-PE, BPtran, Polícia Rodoviária Federal e a direção do estádio.

Fazendo uma análise preliminar, o vice-governador Raul Henry, que coordena o grupo, mostrou-se satisfeito com o plano de mobilidade do Governo do Estado, posto em prática no jogo Sport x São Paulo, ontem (19).

O sistema de transporte público coletivo, através do corredor exclusivo da Avenida Caxangá, funcionou satisfatoriamente. As viagens do Expresso Arena duraram, em média, 35 minutos na ida e 45 minutos na volta. O que é um tempo bastante razoável, sobretudo quando comparado a quem foi de carro”, comentou Henry.

Sobre os engarrafamentos no entorno da Arena, o vice disse que isso já era esperado, já que o volume de automóveis era muito maior do que as vias do entorno e o estacionamento do estádio suportam.

É necessário que, no futuro, também se ampliem as vagas de estacionamento na Arena, para que comporte mais carros, com maior comodidade”, afirmou, destacando que o transporte coletivo tem que ser cada vez mais estimulado. “Transporte público com frequência, qualidade e segurança é a solução mais eficaz para reduzir os transtornos dos engarrafamentos”, concluiu

SPORT 2X2 PALMEIRAS deixou uma imagem negativa da mobilidade da Arena para colegas repórteres de São Paulo.

Leiam o relato da repórter Mayra Siqueira, CBN São Paulo.

Oi Wellington, tudo bem?
Segue meu depoimento sobre a chegada à Arena.

Mesmo tendo a rotina de ir a várias arenas e estádios de futebol como parte do meu trabalho, e conhecendo locais de jogos por todo o país, me surpreendi com a demora para chegar à Arena Pernambuco no último domingo. Já conhecia o estádio, já sabia da grande distância do centro da cidade de Recife, mas o que presenciei foi acima do normal, mesmo vivendo o dia a dia do trânsito insuportável de São Paulo.

Demorei 2h10 da praia de Boa Viagem até a Arena, deixando o hotel às 16h para o jogo das 18h30, planejando estar no local, no máxcimo, às 17h30. Sempre saio com uma margem de segurança de tempo quando trabalho fora de São Paulo, e foi a primeira vez que me deparei com a situação de chegar atrasada a um compromisso de jogo. Cheguei ao estádio 18h10, já com a transmissão esportiva da CBN no ar, e aprendi que, nas próximas vezes que trabalhar em Recife, tenho que sair muito, muito mais cedo que isso. O que eu lamento muito, que um estádio tão bonito e de tão boa estrutura esteja em uma localização de tão difícil acesso.

obrigada!

Governo anuncia plano de mobilidade para Sport x São Paulo na Arena

Entre as principais medidas estão o reforço no sistema de transporte coletivo, a disponibilização de estacionamentos alternativos e o aumento da segurança.

A principal novidade ficaou por conta da criação de uma linha semi-expressa de ônibus, que sairá da Praça do Derby, a cada 15 minutos, em direção ao estádio de São Lourenço da Mata / Foto: Edmar Melo/JC Imagem

O vice-governador de Pernambuco, Raul Henry, apresentou, no final da manhã de sexta (17), o plano de mobilidade do Governo de Pernambuco para o jogo Sport x São Paulo, nesta domingo (19), na Arena Pernambuco, pelo Campeonato Brasileiro de Futebol.

As principais medidas anunciadas foram o reforço no sistema de transporte coletivo, a disponibilização de estacionamentos alternativos e o aumento da segurança, com um efetivo de 507 policiais militares, sendo 82 somente no metrô.

A grande novidade para o jogo do domingo será o Expresso Arena, uma linha regular de ônibus que sairá da praça do Derby, a cada 15 minutos, das 12h às 15h, por uma tarifa especial de R$ 7,00 (ida e volta), com duas paradas, uma no Parque do Cordeiro e outra no TI Caxangá. Haverá, ainda, ônibus fretado da Ilha do Retiro para a Arena, R$ 15,00 ida e volta. (mais detalhes na apresentação)

Quanto aos estacionamentos, além das 4.700 vagas da própria Arena, os torcedores também poderão estacionar no TIP, ao valor de R$ 6,00 por seis horas de permanência. O BPTran terá um reforço de cinco equipes e uma aeronave sobrevoando Camaragibe, BR-232 e BR-408, com o objetivo de facilitar a entrada e a saída da Arena. A CTTU e o Detran também atuarão para evitar retenções no trânsito no caminho para o estádio.

Os táxis terão frota reforçada, graças a um convênio entre Recife, Camaragibe e São Lourenço da Mata.

Para que o esquema funcione, foram realizadas três reuniões, nesta semana, com representantes da Secretaria Estadual das Cidades, Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Detran/PE, CTTU, Consórcio Grande Recife, CBTU, BPTran, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, sob a coordenação do vice-governador. No próximo domingo, essas instituições irão atuar em conjunto a partir do Centro Integrado de Comando e Controle Regional, que será ativado, a exemplo do que existiu nas Copa das Confederações e na Copa do Mundo.

Estamos tomando um conjunto de providências para minimizar ao máximo o grande problema do jogo do domingo passado (Sport x Palmeiras), quanto à questão da mobilidade”, comentou Raul Henry.

COMITÊ DE SEGURANÇA – O vice-governador destacou, ainda, que o governador Paulo Câmara já autorizou a reinstalação do comitê de acompanhamento permanente de segurança para grandes eventos. “Vamos convidar representantes do Judiciário, do Ministério Público; um comitê com várias instituições para que a gente possa enfrentar, de maneira sistemática, essa questão da violência no futebol. Precisamos garantir que o Estatuto do Torcedor e até mesmo o Código Penal, quando for o caso, sejam aplicados. Garantir que o torcedor possa ir ao estádio em paz, possa usar o transporte coletivo, que a gente possa fazer a Arena funcionar, enfim, que a gente possa ter dias mais tranquilos no futebol de Pernambuco”, concluiu.

Karina Bernardes
Assessora de Comunicação da Vice-Governadoria PE