Federação chinesa anuncia limitação salarial a times do país

A Associação Chinesa de Futebol anunciou nesta quinta-feira(19) que será colocada em prática a limitação de salários dos jogadores que atuam no país, dias depois da redução do número de estrangeiros permitidos em cada equipe.

Ricardo Goulart durante jogo do Campeonato Chinês

© VCG/VCG via Getty Images Ricardo Goulart durante jogo do Campeonato Chinês

Em comunicado sobre a série de mudanças, a entidade divulgou que será estabelecida uma porcentagem sobre o total da despesa dos clubes para definir o salário permitido. Não há, no entanto, informação sobre punições a quem for além dos valores estipulados.

A federação do país também controlará os gastos em contratações, através da cobrança de uma taxa, com porcentagem do que for pago em transferência. O montante será destinado para um fundo de formação de jovens jogadores.

O anúncio das mudanças coincide com a chegada à China do atacante argentino Carlos Tévez, que se tornou o futebolista mais bem pago do mundo ao assinar contrato com o Shangai Shenhua. O ex-Corinthians receberá US$ 40 milhões (R$ 136 milhões) por cada um dos dois anos de contrato que assinou.

(MSN.COM)