Até onde o futebol da China pode ir?

Pelo Blog de Rafael Reis..

Em 2014, a maior contratação do futebol chinês foi o italiano Alessandro Diamanti, que custou 7,5 milhões de euros (R$ 32 milhões na cotação atual). No ano passado, Ricardo Goulart quebrou o recorde de reforço mais caro da história do país ao ser comprado por 15 milhões de euros (R$ 65 milhões).

Só nos últimos dez dias, a marca histórica do ex-cruzeirense foi superada quatro vezes. Gervinho, Ramires, Jackson Martínez e Alex Teixeira custaram mais que ele.

A transferência de Alex Teixeira, a mais cara de todas, alcançou a cifra de 50 milhões de euros (R$ 216 milhões) e entrou no ranking mundial das 20 maiores de todos os tempos.

A escalada nos valores investidos e também nos nomes prospectados mostra que a fome da China pelo futebol tem aumentado em ritmo avassalador.

Até pouco tempo atrás, o gigante asiático atraia apenas jogadores de terceiro escalão ou veteranos em fim de carreira. Depois, conseguiu contratar quem se destacava no futebol brasileiro. Agora, já é capaz de disputar alguns atletas com grandes clubes europeus.

Novamente, o caso de Alex Teixeira é emblemático. O atacante estava voando no Shakhtar Donetsk e tinha uma proposta para jogar na badalada Premier League inglesa com a pesada camisa do Liverpool.

Gervinho era outro nome em alta na Europa. Muito contestado nos tempos de Arsenal, o marfinenese havia se tornado um dos principais jogadores da Roma.

Mas ambos preferiram rechear ainda mais suas já polpudas contas bancárias e se mandar para o Extremo Oriente.

Suas contratações levantam uma dúvida: até onde pode chegar a China? Será que algum dia veremos os melhores jogadores do mundo (os Messis e Cristiano Ronaldos de suas épocas) durante o auge na China?

Essas são perguntas sem uma resposta definitiva. O mundo está em constante transformação cultural e o dinheiro sempre muda de mãos. Haja vista que, 25 anos atrás, os clubes mais poderosos do planeta eram os italianos.

Mas, olhando para a história do futebol, é difícil imaginar que a China consiga ir muito além do que já foi e transforme sua liga em uma referência técnica para os torcedores.

O Japão passou no início dos anos 1990 por um processo similar ao que os chineses vivem hoje. A J. League teve Zico, Dunga, Jorginho, Zinho, Totó Schillaci (artilheiro da Copa-1990), Daniele Massaro (uma lenda do Milan) e Dragan Stojkovic (campeão europeu com o Estrela Vermelha).

A Rússia também teve seus momentos de gastança desenfreada e chegou a fazer contratações de 40 milhões de euros (R$ 173 milhões) –Hulk e o belga Axel Witsel, ambos do Zenit São Petesburgo.

Mas nenhum dos dois países conseguiu chegar à elite da bola por um motivo simples.

Os melhores querem jogar pelos melhores clubes e contra os melhores adversários. É isso que lhes dará os maiores títulos, os prêmios individuais mais cobiçados e a fama global que rende mais dinheiro do que qualquer salário.

Dá para imaginar Neymar deixando o Barcelona para jogar no Guangzhou Evergrande?

A transferência o afastaria do Campeonato Espanhol, da Liga dos Campeões da Europa, dos olhos atentos dos colégio de eleitores do prêmio de melhor do mundo e também dos bilhões de fãs espalhados pelo planeta que consomem Barcelona e, consequentemente, a marca Neymar Jr.

Por mais que a China concentre quase 20% da população mundial, ela não é maior que o planeta todo. E os grandes clubes da Europa não pertencem a um só país, mas ao planeta todo.

Central 0x2 Náutico – Timbu líder!!

O torcedor do Náutico que marcou presença em Caruaru teve muitos motivos para voltar sorrindo. O timbu venceu o Central por 2×0, e acompanhou o empate do Santa Cruz com o Salgueiro em 1×1. Esses resultados fazem o timbu brincar o carnaval na liderança do estadual.

A vitória do Náutico só aconteceu no 2º tempo de partida. A exemplo do clássico diante do Santa Cruz, os atacantes alvirubros abusaram de perder gols, principalmente o velocista Roni.

Os gols do Náutico foram anotados por Bergson após uma falha do zagueiro patativa, Henrique, que teve a bola roubada por Bergson, que invadiu a área pela esquerda e soltou de canhota uma bomba sem chances de defesa.

O segundo gol nasceu de um lançamento para Rafael Ratão, que dominou livre dentro da área e bateu no canto direito de Juninho que defendeu dando rebote, e Thiago Santana aproveitou para matar a partida.

O público anunciado foi de 5.086 com uma grande participação da torcida alvirrubra.

O Náutico é líder com seis pontos, duas vitórias em dois jogos, e volta a jogar na Quarta-feira de cinzas, as 21h30, diante do Salgueiro na Arena Pernambuco.

Santa Cruz 1×1 Salgueiro – Tropeço coral…

O tricolor do Arruda passou batido no seu aniversário de 102 anos e não conseguiu ainda vencer no inicio do Pernambucano. Depois de perder o clássico para o Náutico, a cobra coral sofreu para empatar com o Salgueiro no Arruda.

Cassio marcou no primeiro tempo para o time sertanejo, e Grafite empatou no segundo tempo. O publico registrado no Arruda foi de 6.909

TÁ UMA BELEZA!! – Brasil segue em sexto e Palestina sobe 21 posições no ranking da Fifa

A nova edição do ranking da Fifa não apresentou mudanças entre os dez primeiros. A Seleção Brasileira segue na sexta colocação. A surpreendente Bélgica segue na liderança, seguida por Argentina, Espanha, Alemanha e Chile. Portugal e Colômbia aparecem na sequência e completam as oito primeiras posições, que dão vaga de cabeça de chave para a Copa do Mundo de 2018.

A Palestina ganhou 21 posições e chegou ao 110° lugar, a maior subida entr todas as seleções. Outras seleções em ascensão são a Arábia Saudita, que subiu 20 pontos e chegou à posição de número 55ª e a Coreia do Sul, que está em 95º na lista.

Confira os dez primeiros do ranking da Fifa:

1- Bélgica – 1494 pontos
2- Argentina – 1455 pontos
3- Espanha – 1370 pontos
4- Alemanha – 1347 pontos
5- Chile – 1293 pontos
6- Brasil – 1251 pontos
7- Portugal – 1219 pontos
8- Colômbia – 1211 pontos
9 – Inglaterra – 1106 pontos
10 – Áustria – 1091 pontos

(msn.com)

Times donos dos piores estádios da elite chiam e querem revisão de notas

O Ministério do Esporte divulgou na última semana seu novo projeto em que os estádios brasileiros agora serão classificados por estrelas ou ‘bolas’, semelhante ao critério usado com hotéis.

Barradão foi eleito um dos piores estádios da Série A por projeto do Ministério do Esporte

Arruda, do Santa Cruz, Barradão, do Vitória, e Moisés Lucarelli, da Ponte Preta, foram apontados como as piores arenas da Série A do Campeonato Brasileiro com apenas duas bolas. Mas os clubes não gostaram do resultado e querem a revisão de suas notas.

As arenas foram avaliadas em três critérios: segurança, conforto e acessibilidade, além de higiene. Dentre as três equipes, o Arruda foi quem teve a menor pontuação. O estádio do Santa Cruz ficou com duas bolas na classificação final: ganhou dois pontos em segurança, dois em conforto e acessibilidade, e apenas um em higiene. E a direção da equipe protestou e diz que o estádio foi avaliado antes de serem feitas melhorias.

A avaliação foi feita em 2014, portanto é uma avaliação que está ultrapassada, de lá pra cá o Santa Cruz fez diversos tipos de melhorias, várias modificações e continuamos fazendo outras, esta avaliação publicada foi feita com olhos de Copa, a gente reformou vários aspectos do estádio, as entradas, tudo, fiz reforma estrutural, reforma de manutenção, parte hidráulica, elétrica, essa publicação foi infeliz, muito infeliz“, falou Antônio Luiz Neto, presidente da comissão patrimonial do clube pernambucano.

O Barradão também levou duas bolas (dois em segurança, três em conforto e acessibilidade e quatro em higiene). O clube questiona o Ministério do Esporte e quer uma explicação para os critérios adotados. Ainda cita como exemplo o estádio Lomantão, de Vitória da Conquista, que conquistou três estrelas, mas teve nota pior nos quesitos (dois em segurança, um em conforto e acessibilidade, quatro em higiene).

Não entendemos o relatório, vamos emitir uma carta aos responsáveis pedindo uma explicação, e vamos reivindicar uma nova visita para reavaliação. Não conseguimos entender a avaliação que foi feita. O Lomantão não tem nem assento, área de visitante, não dá para entender“, disse o vice-presidente Manoel Mattos.

O dirigente explica ainda que o estádio vem passando por constantes melhorias e hoje atende a todos os requisitos exigidos pelo Estatuto do Torcedor, inclusive na questão da segurança e da acessibilidade, que foram os pontos fracos da avaliação do clube. Curiosamente, no último fim de semana, o Vitória lançou no jogo contra a Jacuipense, pelo Campeonato Baiano, o projeto de uma nova reforma para que o estádio seja coberto e se torne a Arena Barradão.

Temos uma área de segurança com centro de controle de operações no estádio todo, instalações de Polícia Militar e Civil, alambrado no campo todo, área dos times reservada, área de visitante com acessos separados, área reservada para segurança da imprensa com ar condicionado, atendemos perfeitamente todos os requisitos“, disse. “Fizemos as melhorias que fizemos com acesso pra cadeirantes, área reservada para cadeirantes, catraca eletrônica, estacionamento para dois mil carros, camarotes VIP, cadeira para o sócio torcedor, sanitários limpos e arrumados. Temos vestiários padrão Fifa, gramado padrão Fifa. Não consigo entender“.

Quem também não ficou satisfeito com a avaliação foi a Ponte Preta. O clube considerou injusta a classificação que garante apenas duas bolas (três em segurança, dois conforto e acessibilidade, um em higiene) ao Moisés Lucarelli. A Ponte alega que a classificação está desatualizada porque o estádio passou por melhorias no fim do ano passado, o que não teria sido levado em conta pelo relatório. Por isso, também pretende fazer uma requisição ao Ministério do Esporte para que uma nova visita.

O diretor de patrimônio Sergio Lattaro conta que recentemente o clube fez uma pesquisa junto aos torcedores para entender porque o estádio estava vazio em dias de jogos. Concluiu que o preço dos ingressos e as condições dos banheiros eram os maiores problemas. No fim do ano passado, a diretoria decidiu então fazer uma reforma para melhorar as condições do estádio.

O clube fez uma alteração nos portões de entrada, que agora estão divididos por setores, facilitando o acesso do público ao estádio. Também fez uma grande reforma nos seis sanitários e construiu outros cinco. Com os novos banheiros, a Ponte acredita ter solucionado a questão da higiene, que foi apontada pelo Sisbrace como o maior problema do estádio com apenas uma bola.

Esta avaliação não espelha a realidade. Melhoramos muita coisa e até antecipamos esse projeto do Ministério do Esporte. Os sanitários estão todos novos como se fosse de shopping. O estádio está todo pintado com acesso novo. Concordo 100% com as críticas em relação aos sanitários, eram horríveis e não dava para serem usados. Mas agora a realidade é outra“.

Procurado pelo UOL Esporte, o Ministério do Esporte, via assessoria de imprensa, declarou que qualquer clube pode enviar pedido de reavaliação e que eles têm um prazo de até três anos de validação para fazer os reparos tidos como deficientes.

(UOL.COM)

COMEÇOU CEDO!! – A diretoria de Competições da Confederação Brasileira de Futebol anunciou, nesta quarta-feira (3), mudanças de horário e local em seis jogos válidos pela primeira rodada da Copa do Nordeste, que começa no sábado (13). Confira as alterações:

A diretoria de Competições da Confederação Brasileira de Futebol anunciou, nesta quarta-feira (3), mudanças de horário e local em seis jogos válidos pela primeira rodada da Copa do Nordeste, que começa no sábado (13). Confira as alterações:

– Juazeirense-BA X Confiança-SE

Mudança: de 19h15, no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro (BA), para 19h30 (Horário de Brasília), no Estádio Pedro Amorim, em Senhor do Bonfim (BA), no dia 14/02 (domingo).

A alteração de horário ocorreu para ajuste na grade de programação da emissora Esporte Interativo e o local por conta de obras no Estádio Adauto Moraes.

– Vitória da Conquista-BA X Ceará-CE

Mudança: de Estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista (BA), para Estádio Mário Pessoa, em Ilhéus (BA), no dia 14/02 (domingo), às 17h (Horário de Brasília).

A alteração ocorreu por causa das obras no Estádio Lomanto Júnior.

– ABC-RN X Campinense-PB

Mudança: de 19h15 para 19h30 (Horário de Brasília), no dia 13/02 (sábado), no Estádio Frasqueirão, em Natal (RN)

A alteração ocorreu para ajuste na grade de programação da emissora Esporte Interativo.

– Imperatriz-MA X Salgueiro-PE

Mudança: de 19h15 para 19h30 (Horário de Brasília), no dia 13/02 (sábado), no Estádio Frei Epifânio, em Imperatriz (MA)

A alteração ocorreu para ajuste na grade de programação da emissora Esporte Interativo.

– Estranciano-SE X CRB-AL

Mudança: de 21h30 para 22h00 (Horário de Brasília), no dia 13/02 (sábado), no Estádio Augusto Franco, em Estância (SE)

A alteração ocorreu para ajuste na grade de programação da emissora Esporte Interativo.

– Flamengo-PI X Sampaio Corrêa-MA

Mudança: de 19h15 para 19h30 (Horário de Brasília), no dia 14/02 (domingo), no Estádio Alberto Silva, em Teresina (PI)

A alteração ocorreu para ajuste na grade de programação da emissora Esporte Interativo.

(CBF.COM)

Sport 0x1 América – Confira os “melhores momentos”

HOJE – Central x Náutico: Com moral, Timbu sobe a serra…

Com moral O Náutico sobe a Serra das Russas para enfrentar o Central nesta Quinta-feira(04) no estádio Lacerdão. Com a volta do goleiro Julio César, o timbu precisa vencer para continuar na liderança do estadual.

A patativa de Caruaru fez a melhor campanha da primeira parte do campeonato Pernambucano.

FICHA TÉCNICA:
CENTRAL X NÁUTICO

COMPETIÇÃO: Campeonato PE
LOCAL: Lacerdão – HORÁRIO: 20h30

Arbitro: TIAGO NASCIMENTO DOS SANTOS
Arbitro Assistente 1: RICARDO BEZERRA CHIANCA
Arbitro Assistente 2: CHARLES ROSAS PIRES
Quarto Arbitro: WAGNER CABRAL MIRANDA

CENTRAL: Juninho; Henrique, Vinícius e Márcio Paraíba; Gustavo Henrique, Charles Wagner, Daniel Paraíba, Araújo e Sadrak; Rony e Índio. Técnico: Flávio Barros
NÁUTICO: Júlio César; Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gastón Filgueira; Elicarlos, Rodrigo Souza, Caíque (Eduardinho), Roni e Bergson; Daniel Morais. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

HOJE – Santa Cruz x Salgueiro – Revivendo a final 2015

Depois de começar o estadual com derrota para o Náutico (2×0)no clássico das emoções da última segunda(01), o Santa Cruz volta a campo para comemorar seu aniversário de 102 anos de fundação.

O tricolor do Arruda vai enfrentar o Salgueiro revivendo a final do estadual em 2015. O Carcará vem para o Recife com a moral de ter derrotado o Sport no final de semana por 1×0.

FICHA TÉCNICA:
SANTA CRUZ X SALGUEIRO

COMPETIÇÃO: Campeonato PE
LOCAL: Arruda – HORÁRIO: 20h30

Arbitro: LUIZ CLÁUDIO SOBRAL
Arbitro Assistente 1: MARCELINO CASTRO DE NAZARE
Arbitro Assistente 2: MARLON RAFAEL GOMES DE OLIVEIRA
Quarto Arbitro: GILBERTO FREIRE DE FARIAS

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vitor, Alemão, Danny Morais e Alan Vieira; Wellington Cézar, João Paulo e Daniel Costa; Lelê, Raniel e Grafite. Técnico: Marcelo Martelotte
SALGUEIRO: Mondragon; Marcos Tamandaré, Ranieri, Rogério Paraíba e Daniel Rodrigues; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Cássio Ortega e Jefferson Berguer; Anderson Lessa e Piauí. Técnico: Sérgio China

Sport 0x1 América – América quebra tabu de 43 anos. Futebol do leão continua secreto!!

A vergonha se repetiu desta vez em plena Ilha do Retiro. Mostrando um futebol totalmente desarrumado o Sport perdeu para o América por 1×0, derrota essa histórica, pois o América não vencia o Sport desde 1973.

Dessa vez não teve buzina (Desculpa de Falcão em Salgueiro) nem gramado ruim. A galera escolheu Serginho e o atacante Túlio de Melo como os piores em campo.