HOJE: Central X Santa Cruz “Só uma milagre salva a patativa”

Com a necessidade de conquistar um resultado expressivo para realizar um feito inédito, o Central encara o Santa Cruz, neste domingo (26), às 16h, no Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, em jogo que vale vaga na final do Campeonato Pernambucano.

A missão da Patativa, porém, é bastante complicada. Após ser derrotada no jogo de ida por 4×0, a equipe alvinegra precisa ganhar a partida por cinco gols de diferença para disputar pela primeira vez uma final do Estadual. Se ganhar por quatro, levará a decisão para a cobrança de pênaltis. Já a Cobra Coral possui a vantagem de perder por até três gols de diferença.

Além da vaga na final, o clube que avançará no Campeonato Pernambucano garantirá uma vaga nas Copas do Brasil e do Nordeste na próxima temporada.

O jogo do Lacerdão será a estreia do técnico Humberto Santos, que substituirá Laelson Lima, no comando da equipe. O treinador não contará com Juninho Silva e Sinval, expulsos no jogo de ida. Em compensação vai ter a volta do meia Luiz Fernando, liberado pelo Departamento Médico.

Estamos tentando dar equilíbrio à equipe. Precisamos de quatro gols, mas não estamos enfrentando qualquer um“, declarou Humberto Santos.

Mesmo em vantagem, o técnico Ricardinho fez mistério e não adiantou a escalação da equipe. O treinador do Santa Cruz não contará com o meia Raniel, lesionado. Uma das novidades na equipe pode ser a presença de Anderson Aquino entre os titulares.

Não é momento de poupar ninguém. A responsabilidade é muito grande. O jogo é decisivo. Vamos enfrentar uma equipe difícil, que fez um belo campeonato. Domingo será uma decisão“, comentou Ricardinho.

Central e Santa Cruz se enfrentaram três vezes na temporada e a Cobra Coral está invicta diante da Patativa. Além da semifinal, vencida por 4×0, os tricolores derrotaram os alvinegros por 2×1 e 1×0.

O Santa Cruz sobe a Serra das Russas com vantagem de 4 gols

FICHA TÉCNICA:
CENTRAL X SANTA CRUZ

COMPETIÇÃO: Campeonato PE
LOCAL: Lacerdão – HORÁRIO: 16h

Arbitro: NIELSON NOGUEIRA DIAS
Arbitro Assistente 1: MARCELINO CASTRO DE NAZARE
Arbitro Assistente 2: CHARLES ROSAS PIRES
Quarto Arbitro: ANDERSON COSTA DE FREITAS
Assessor: SALMO VALENTIM DA SILVA

CENTRAL: Beto; Ferreira, Everton, Mattia Binatti e Madona; Natan, Jucemar, Luiz Fernando e Thiago Laranjeira; Fabiano e Candinho. Técnico: Humberto Santos.
SANTA CRUZ: Fred; Nininho, Alemão, Danny Morais e Tiago Costa; Bileu, Bruninho, João Paulo e Guilherme Biteco; Anderson Aquino e Betinho. Técnico: Ricardinho.

HOJE: Sport X Salgueiro “Carcará pode entrar para a história”

Em busca do bicampeonato do Campeonato Pernambucano, o Sport recebe o Salgueiro, neste domingo (26), às 16h, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata precisando reverter a vantagem que pertence ao Carcará.

O jogo de ida, realizado no Estádio Cornélio de Barros, foi vencido por 2×0 pela equipe do Sertão do Estado. Assim, o Leão precisa ganhar por três gols de diferença para avançar. Se a vantagem for de dois, a decisão sairá nas cobranças de pênaltis. O Salgueiro pode até perder por um gol de diferença que estará pela primeira vez na final do Campeonato Pernambucano.

Quem avançar, além de seguir na luta pelo título do Estadual, estará garantido nas Copas do Brasil e do Nordeste em 2015.

O técnico Eduardo Baptista escalará um Sport mais ofensivo e com mudanças. Na zaga, a novidade é Éwerton Páscoa, que retorna após lesão. O meia Régis substituirá o volante Diego Souza, enquanto Joelinton sai para a entrada de Felipe Azevedo. A única dúvida é entre Rithely, que recebeu uma pancada no nariz e Rodrigo Mancha.

A ideia é abafar a saída de bola do Salgueiro para fazer com que eles quebrem a bola e a gente a recupere com mais facilidade“, afirmou Eduardo Baptista.

Empolgado com a boa campanha que vem realizando na temporada 2015, o Salgueiro acredita que pode garantir uma vaga na final. Com vantagem de perder por até um gol de diferença, o técnico Sérgio China não quer a equipe apenas se defendendo.

Não pode pensar (na vantagem). Eu falo sempre, que quando você está com a posse de bola, independente de quem jogue, se não ultrapassar a linha da bola para a parte ofensiva, você não vai agredir ninguém“, comentou o treinador, que vai ter todo o elenco a disposição para a partida, mas não adiantou a escalação da equipe.

Sport e Salgueiro se enfrentaram três vezes nesta temporada. O Leão venceu duas partidas, por 3×0 e 3×1, durante o Hexagonal do Título, enquanto o Carcará levou a melhor na primeira semifinal fazendo 2×0.

O Sport terá que vencer com dois ou três gols de diferença para ser finalista

FICHA TÉCNICA:
SPORT X SALGUEIRO

COMPETIÇÃO: Campeonato PE
LOCAL: Arena PE – HORÁRIO: 16h

Arbitro: MARCELO DE LIMA HENRIQUE
Arbitro Assistente 1: RICARDO BEZERRA CHIANCA
Arbitro Assistente 2: ELAN VIEIRA DE SOUZA
Quarto Arbitro: GIORGIO WILTON MACÊDO DOS SANTOS
Assessor: FRANCISCO DOMINGOS DA SILVA

SPORT: Magrão, Vitor, Durval, Ewerton páscoa e Renê; Rithely, Neto, Diego Souza e Régis; Felipe Azevedo e Élber. Técnico: Eduardo Baptista.
SALGUEIRO: Luciano; Marcos Tamandaré, Ranieri, Rogério Paraíba e Lúcio; Vitor Caicó, Moreilândia (Pio), Rodolfo Potiguar e Valdeir; Kanu e Paulinho Mossoró. Técnico: Sérgio China.

MAGRÃO: Conheça o lado “B” da carreira do goleiro…

Que o goleiro Magrão completou 10 anos de Sport todo mundo já sabe. Foram inúmeras entrevistas em portais, tvs, Rádios, Jornais e outras várias homenagens ao goleiro. O torcedor pernambucano deve ter ficado atualizado sobre todas as histórias do goleiro no Sport, certo?

Agora perguntar não ofende: E ANTES DO SPORT, COMO FOI A CARREIRA DE MAGRÃO ?

Topamos entrevistar o paredão Rubro Negro para saber dele como foi o lado “B” de sua carreira. Vamos saber tudo sobre Magrão até o dia que chegou no Sport.

Como foi o inicio de sua carreira, os títulos que conquistou, As decepções e alegrias, e fotos em detalhes para o nosso leitor curtir.

Alessandro Beti Rosa (Magrão) nasceu em 1977 e começou sua carreira aos 13 anos nas categorias de base do Nacional Atlético Clube, de São Paulo. Defendeu, ainda, a Portuguesa de Desportos, o Fortaleza Esporte Clube, o Ceará Sporting Club, o Botafogo de Ribeirão Preto e o Rio Branco de Americana.

MAGRÃO, LADO B:
(Fotos do arquivo pessoal)

Goleiro Magrão, Campeão juvenil pelo Nacional-SP

“Só fui dispensado uma vez carreira. E nessa vez fiquei muito surpreso com as palavras do presidente do clube”

Goleiro Magrão ainda no Nacional-SP

Já ganhei do Sport em plena Ilha do Retiro. Nesse ano o Sport infelizmente foi rebaixado. Pouca gente lembra”

O início da carreira com o título de campeão da série A3 do Paulistão pelo Nacional-SP

“Quem me chama de “MÃO DE VACA” vai saber agora nessa entrevista, porque não sou estragado, nem mão aberta”

Magrão, Campeão Cearense em 2002

“Acredite, já levei 16 gols em 2 jogos, sendo 10 em uma partida só”

Magrão Bicampeão em 2004/05 pelo Fortaleza

“Pouca gente sabe que fui contratado pelo Atlético-PR e lá nunca joguei”

Magrão defendendo as cores do Rio Branco/SP em 2005

“Já sofri muito na vida, fui despejado várias vezes de apartamento, porque os clubes não me pagavam”

Registro de defesa do goleiro Magrão diante do Corinthians

“No Ceará quase fui as tapas com companheiros de profissão”

Registro da contratação de Magrão pela Portuguesa/SP

O OUTRO LADO DA VIDA DE MAGRÃO: LADO B (Durante 30 Minutos o goleiro fez revelações inéditas)

CONFIRA AQUI O LADO A - ENTREVISTA COMPLETA SOBRE OS 10 ANOS DE MAGRÃO NO SPORT, FEITA PELA EQUIPE DO JC ONLINE

NÁUTICO: Pedro Carmona “A diretoria foi corajosa durante o estadual em aproveitar os pratas da casa”

Se recuperando de uma nova lesão o meia alvirrubro, Pedro Carmona, falou com a imprensa sobre o aproveitamento dos pratas da casa no elenco timbu.

Será que o Náutico errou em não ter contratado mais jogadores de bagagem nesse estadual?

Confira a resposta do jogador…

SANTA: Alemão “A pressão está do lado do Central”

Quando a fase é boa, todos esperam ansiosamente novas partidas para mostrar algo ainda melhor. Autor de dois gols dos quatro feitos sobre o Central na vitória por 4 x 0, pela primeira partida da semifinal, Alemão está sorrindo à toa por ser o vice-artilheiro do Santa Cruz na temporada 2015, com três tentos marcados.

Mesmo em ótimo momento, o zagueiro-artilheiro não quer ver acomodação, almejando coisas maiores, inclusive o título do Campeonato Pernambucano. Com isso, alertou que a postura precisa ser mantida nos últimos 90 minutos do jogo de volta, em Caruaru, no próximo domingo (26), no estádio Luiz Lacerda.

Ainda não tem nada definido. A pressão agora está do lado do Central, que entra na partida com a responsabilidade de fazer quatro gols. A situação é difícil e temos tudo para passar à final“, disse.

Apesar de certa intimidade com as redes adversárias, o defensor frisou que a sua função principal é não tomar gols, buscando um bloqueio eficiente. Contudo, mostrou capacidade para, quando a oportunidade aparecer lá na frente, deixar a sua marca.

Vou deixar a artilharia para os atacantes. Meu pensamento é continuar defendendo e não tomar gols. Mas claro que, aparecendo uma oportunidade, vou tentar marcar“, brincou.

Alemão adotou um discurso otimista, mas evitou o clima de “já ganhou” para o reencontro com o Central. Ele está bem ciente das dificuldades que serão enfrentadas em Caruaru.

É uma grande vantagem, mas não podemos achar que já está ganho. Vai ser um novo jogo e jogar em Caruaru é bastante complicado“, encerrou

(Informações CoralNET)

A loja do Sport, e o centro de treinamento…

POR JOSÉ JOAQUIM

* Como temos boa memória, voltamos a cobrar da diretoria do Sport Recife alguma justificativa para a ausência da loja do clube, que fechou e não mais reabriu, e o mais fundamental, a devolução do CT para aquele que é o seu legítimo dono.

O atual presidente, JM, prometeu que esse voltaria para o clube, mas até o momento nada aconteceu, e o Centro continua nas mãos de terceiros que não gastaram um real na compra da área, nas obras, mas de direito são seus proprietários.

Quanto à Loja, o Sport está deixando de vender os seus produtos, e de atender os consumidores, tendo uma maior sinergia com esses.

O estranho é que não lemos ou ouvimos nada sobre o assunto.

A BANALIZAÇÃO DOS HERÓIS

Já postamos alguns artigos sobre a banalização da palavra herói, quando um jogador de futebol se destaca por um gol salvador, ou uma grande defesa, em especial um pênalti que decide a partida para o seu time.

As manchetes de nossas mídias são o reflexo desse apequenamento do conceito de herói, que é um ser que na realidade é aquele que arrisca a própria vida, ou morre por um ato nobre. Na Grécia antiga, os heróis eram intermediários entre deuses e os homens. Filho de um Deus com uma mortal, ou vice-versa.

Chicarito Hernandez tornou-se o novo membro do panteão de heróis de banana, com o gol marcado contra o Atlético de Madrid, que levou o seu time, o Real Madrid, para as semifinais da Liga dos Campeões da Europa.

Fernando Prass, goleiro do Palmeiras, também foi ungido para essa categoria, quando defendeu os penâtis contra o Corinthians na semifinal do paulistinha, empurrando o seu clube para a disputa do título.

Valdivia, não o do chinelinho palmeirense, e sim do Internacional, que é bem melhor do que esse, autor do gol da classificação do seu clube para a fase de mata-mata da Libertadores, numa entrevista no pós-jogo foi conceituado como herói, assim como Rafael Carioca, do Atletico-MG, pelo belo gol salvador que deixou o seu time na competição.

O Brasil é sem dúvidas o país de maior índice per-capita de heróis. Sabíamos que éramos recordistas em crimes, corrupção, mas não de componentes do panteão dessas figuras que se tornam históricas. Qualquer banalidade leva um cidadão a tal categoria. Hoje já se vende títulos de heróis.

O herói não pode ser um atleta profissional que é bem pago para jogar e ajudar a sua equipe nas vitórias. E para tal, ainda ganha gratificação. Nenhum joga de graça e por amor.

André Malraux, um famoso escritor francês, dizia que os heróis modernos não existiam se não houvesse auditórios.

Não aceitamos uma banalização desse termo levando-o ao futebol, desde que os verdadeiros heróis de nosso dia a dia são aqueles que trabalham em benefício da sociedade, inclusive arriscando a sua própria vida.

Heróis são os professores com salários aviltados, bem longe daqueles que são pagos no futebol profissional, que trabalham em escolas degradadas, sem segurança, para dar um pouco de conhecimento aos alunos.

Heróis são os pacientes de nossos hospitais públicos, que ficam jogados em macas nos seus corredores quando têm a sorte de serem atendidos.

Heróis humanos foram Nelson Mandella na sua luta contra o racismo, que lhe custou 25 anos de prisão, Irmã Dulce com sua luta pelos mais pobres, Zilda Arnrs, com uma vida dedicada a fazer o bem, e tantos outros que continuam a batalhar para que a sociedade tenha um caminho bem melhor a ser percorrido.

Na verdade não aguentamos mais essa banalidade que acontece com relação aos jogadores de futebol quando marcam um gol vitorioso, e essa postagem foi a resultante da implantação de Valdivia, do Internacional, como o novo herói a ser incluído nessa panteão. Quando ouvimos a pergunta do repórter ao atleta, chamando-o por esse nome, a paciência esgotou-se, e mesmo sem chances de sermos ouvidos, perguntamos ao entrevistador: Herói de que, seu apedeuta?

BLOG DE JJ

Fluminense lança 3ª camisa verde em evento no Rio de Janeiro

O Fluminense decidiu dar destaque à cor menos explorada até o momento de seu escudo e tradição ao confeccionar seu terceiro uniforme. Praticamente toda verde, a nova camisa foi lançada na noite desta sexta-feira, em evento na loja da Adidas, fornecedora de material do clube, do Barra Shopping. As peças serão vendidas pelo preço de R$ 219.

Os atletas que fizeram o trabalho de modelos no lançamento do novo uniforme foram duas jovens promessas tricolores de 19 anos, Kenedy e Marlon, além dos experientes Wagner e Gum, que também têm identificação com a torcida do clube.

Na “cor da esperança” e com promessa de permitir boa ventilação e manutenção da temperatura corporal dos atletas, a camisa também é vista pela diretoria como esperança de boa comercialização e retorno aos cofres do Flu.

É a primeira vez que o Fluminense usa a cor verde predominante na camisa. Assim como aconteceu com a camisa laranja, esta verde promete ser um sucesso de vendas. É um uniforme muito bonito e acredito que cairá no gosto dos tricolores“, disse o gerente de marketing do clube, Dilson Motta.

O novo material, no entanto, não poderá ser estreado oficialmente até pelo menos o dia 9 de maio, quando o Fluminense entra em campo pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro , contra o Joinville no Maracanã.

(Terra.com)

É PRA TORAR!! Cambistas vendem ingressos de Ceará x Bahia no Facebook com preço até 4 vezes maior

A grande procura pelos ingressos para a decisão da Copa do Nordeste, entre Ceará e Bahia, na Arena Castelão, fez surgir a comercialização dos bilhetes, em grupos no Facebook, acima do preço praticado nos postos de venda oficiais.

Na rede social é possível encontrar usuários vendendo meia-entrada para o setor superior a R$ 60,00. Também é possível encontrar internautas oferecendo ingresso inteira da arquibancada superior a R$ 80,00.

ILEGAL…

De acordo com o Estatuto do Torcedor, esse tipo de venda é considerada ‘cambismo’. O artigo Art.41-F diz: “vender ingressos de evento esportivo, por preço superior ao estampado no bilhete será apenado com reclusão de um a dois anos e multa”. No preço oficial, o valor da inteira para arquibancada superior é R$ 30,00. Meia-entrada R$ 15,00. O setor foi o primeiro a ter ingressos esgotados.

Até o início da tarde desta sexta-feira (24), mais de 50 mil ingressos foram vendidos para a decisão da Copa do Nordeste. De acordo com a assessoria do Ceará, apenas os bilhetes do setor premium, de R$ 100,00, estão à venda.

O Ceará venceu o primeiro jogo da final pelo placar de 1 a 0. A partida de volta acontece na próxima quarta-feira (29), às 22h, no Castelão.

(DiariodoNordeste.com)

NÁUTICO: Timbu confirma contratação de meia do Juventude

A diretoria alvirrubra está trabalhando a todo vapor em busca de reforços para a disputa da Série B 2015. A intenção dos mandatários alvirrubros é fazer um time a altura da tradição do Náutico que irá brigar pelo acesso. Nesta sexta-feira (24), o Diretor de Futebol, José Barbosa, esteve presente no CT Wilson Campos e divulgou alguns nomes que irão defender o clube alvirrubro no restante da temporada.

Além do volante Marino e do meia Hiltinho, já apresentados, a diretoria divulgou os nomes do zagueiro Fabiano Eller, do volante William Magrão, do meia Rogerinho(foto) e do atacante Douglas.

O zagueiro Fabiano Eller chegou na madrugada desta sexta-feira (24) e passou por exames clínicos no período da tarde. O jogador estava no Red Bull-SP e o bom futebol apresentado despertou o interesse do Náutico em sua contratação. A experiência do atleta contribuirá para o crescimento da equipe Timbu que consta com vários jogadores oriundos da base. Aos 37 anos, Fabiano acumulou passagens por Vasco da Gama-RJ, Fluminense-RJ, Internacional-RS, Santos e Atlético de Madrid-ESP.

Outro atleta que estava no Red Bull-SP e que irá defender as cores alvirrubras é o volante William Magrão (28 anos). Companheiro de Eller no time paulista, Magrão iniciou a carreira no Mogi Mirim-SP, mas despontou no Grêmio-RS e obteve passagens pela Ponte Preta-SP, Cruzeiro-MG, Figueirense-SC, Portuguesa-SP e Boa Esporte-MG.

O meia Rogerinho e o atacante Douglas vêm do Sul do País. Os dois estavam no Juventude-RS e firmaram contrato com o Náutico até o dia 30 de dezembro. Rogerinho é natural de São Gabriel, que fica a 320 quilômetros de Porto Alegre. O jogador iniciou carreira no Cerâmica-RS e desde 2013 está defendendo o Juventude-RS. Já Douglas, 27 anos, teve uma curta passagem pelo Náutico na temporada 2014. Questões burocráticas na época o impediu de permanecer no clube alvirrubro, mas a indicação do técnico Lisca pesou na decisão e viabilizou o retorno do atleta.

Ficha Técnica dos Jogadores:

Fabiano Eller
Nome completo: Fabiano Eller dos Santos
Data de Nascimento: 19/11/1977 (37 anos)
Naturalidade: Linhares (ES)
Posição: Zagueiro
Clubes: Vasco-RJ, Palmeiras-SP, Flamengo-RJ, Fluminense-RJ, Internacional-RS, Atlético de Madrid-ESP, Santos-SP, Brasil de Pelotas-RS, São José-RS, Audax-RJ e Red Bull Brasil-SP.
Duração do Contrato: Até o final do Campeonato Pernambucano 2016
Principais títulos: Libertadores e Mundial de Clubes (Inter), Libertadores e dois Campeonatos Brasileiros (Vasco)

William Magrão
Nome completo: Willian Henrique Antunes
Posição: Volante
Data de nascimento: 16/02/1987 (27 anos)
Local de nascimento: Mogi Mirim – SP
Clubes: Grêmio, Ponte Preta, Cruzeiro, Figueirense, Portuguesa e Boa Esporte.
Duração do Contrato: 30 de dezembro de 2015

Douglas
Nome Completo: Douglas da Silva Vieira
Posição: Atacante
Data de Nascimento: 12/11/1987 (27 anos)
Local de Nascimento: Volta Redonda-RJ
Clubes: Macaé-RJ, São Luís-RS, São José-RS, Juventus-RS, Kalmar-SUE
Duração do Contrato: 30 de dezembro de 2015

Rogerinho
Nome Completo: Carlos Rogério Santos de Freitas
Posição: Meia
Data de Nascimento: 01/03/1991 (24 anos)
Local de Nascimento: São Gabriel–RS
Clubes: Cerâmica-RS e Juventude-RS
Duração do Contrato: 30 de dezembro de 2015

Alexandre Wolkoff/SiteOficial

SANTA: Ricardinho Garante “Não vamos poupar jogador algum em Caruaru”

Depois de vários treinamentos com os portões fechados, o técnico Ricardinho conversou na tarde desta sexta(24) com a imprensa. O treinador não confirmou a escalação e avisou “Não vou poupar ninguém diante do Central”.

CONFIRA A COLETIVA: